domingo, 27 de julho de 2008

OLIMPIADA: POLUIÇÃO EM PEQUIM PERSISTE

Poluição continua sendo problema em PEQUIM
No protocolo de intenções havia um compromisso do Governo Chinês, Municipalidade e Comitê Organizador da OLIMPIADA para reduzir a poluição da cidade de PEQUIM, mas os índices parecem não estarem nos esperados.

Pequim (China) - A 12 dias do início dos jogos Olímpicos de Pequim a capital chinesa ainda não se livrou da 'nuvem' de poluição que é sua marca registrada. Apesar das inúmeras medidas adotadas pelo governo chinês, a cidade ainda convive com o problema.
Na manhã deste domingo, uma semana depois do início do esquema de rodízio de automóveis, a visibilidade em alguns pontos de Pequim ainda era limitada pela presença dos poluentes. Para alguns representantes estrangeiros que estão na cidade, o quadro não é nada animador.
"Realmente, não parece muito bom, mas ontem estava melhor", afirmou a vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional, a suíça Gunilla Lindberg. Durante a cerimônia de abertura da Vila Olímpica parte do complexo permaneceu escondido no horizonte. "Tentamos ser otimistas. Esperamos ter sorte como tivemos em Atlanta-96, Atenas-2004 e Barcelona-92", completa a dirigente.
A poluição tornou-se um dos grandes temores para os atletas internacionais nos Jogos e o relatório apresentado pelo Escritório de Proteção Ambiental do Município de Pequim não foi dos mais empolgantes. A instituição classificou como "imprópria para grupos mais sensíveis" a condição do ar na capital.
( fonte Gazeta Esportiva.Net)
Nota do Editor - Não é só o problema de poluição, a liberdade de imprensa também pode ser um outro agravante. Aliás, o que aconteceu conosco em que o CONSULADO CHINES no Brasil em não liberar um visto para jornalista avulso fere até os princípios olímpicos pregados pela CARTA OLIMPICA, em que prevê a integração, difusão dos JOGOS OLÍMPICOS para o mundo inteiro e a IMPRENSA é um dos meios para atingir este objetivo.

Nenhum comentário: