domingo, 14 de setembro de 2008

PARAOLIMPIADA: BRASIL EM TERMOS DE MEDALHAS JÁ SUPERA ATENAS - 2004

PARAOLIMPIADA: ENCERRAMENTO A DOIS DIAS

O Brasil já supera em termos de medalhas a sua participação, em 2004, a Para de ATENAS. ( dados do site Terra)


André Brasil ganha ouro nos 50 metros livres e iguala-se a CIELO

A delegação brasileira que disputa os Jogos Paraolímpicos de Pequim atingiu uma marca histórica neste domingo. Com as quatro medalhas conquistadas nas competições na capital chinesa, o País chegou a 35 medalhas conquistadas, duas a mais que em Atenas, há quatro anos.

O Brasil fechou o domingo em Pequim com 12 medalhas de ouro, nove de prata e 14 de bronze. No entanto, o número de medalhas douradas ainda permanece menor em relação aos Jogos de Atenas, quando os brasileiros subiram ao lugar mais alto do pódio 14 vezes - sem contar as 12 pratas e sete bronzes conquistados em solo grego.

A natação brasileira voltou a fazer bonito em Pequim, com direito até a uma dobradinha. André Brasil venceu os 50 m livre S10 com o tempo de 23s61, novo recorde mundial, e ainda viu o compatriota Phelipe Rodrigues chegar em segundo. Foi a terceira medalha de ouro de André, que também já tinha ganhado uma prata em Pequim.

Outra medalha brasileira no Cubo d'Água neste domingo foi conquistada por Fabiana Sugimori. Ela ficou em terceiro lugar nos 50 m livre S11 e levou o bronze.

Além das medalhas brasileiras, o Cubo d'Água viu também a sul-africana Natalie du Toit garantir mais um ouro nos Jogos Paraolímpicos. Ela se tornou a primeira atleta a vencer cinco provas em Pequim ao garantir a primeira posição dos 50 m S9, com mais um recorde paraolímpico. Foi a despedida da sul-africana da Paraolimpíada, depois de ter participado também dos Jogos Olímpicos na capital chinesa, em agosto.

O dia também foi de competições de atletismo, no Ninho de Pássaro, onde veio a outra medalha do Brasil neste domingo. Odair Santos, que já havia conquistado duas medalhas de bronze, chegou em terceiro em mais uma prova, desta vez nos 10000 m T12. O queniano Henry Kiprono Kirwa ficou com o ouro, enquanto que o tunisiano Abderrahim Zhiou conquistou a prata.

Quadro de Medalhas - A liderança geral no quadro de medalhas permanece com a China, cada vez mais isolada na liderança geral com 63 medalhas de ouro, 54 de prata e 42 de bronze (159 no total). A segunda posição é da Grã-Bretanha, que possui 41 ouros - 11 a mais que os Estados Unidos, terceiro colocado.

Brasil

Brasil está em 11º Colocado - com 12 ouro, 9 prata e 14 bronze, total de 35 medalhas








Nenhum comentário: