domingo, 14 de dezembro de 2008

EDSON E RENATO JÁ EM ESQUEL NA CARRETERA AUSTRAL E RUTA 40.

Nossos Gaudérios Santamarienses em Retorno

Depois de vários dias, sem informações, o site do Renato, passa dados sobre a EXPEDIÇÃO que neste dia 15 faz exatamente um mês da partida com o Edson, dos Gaudérios do Asfaalto de Santa Mari para esta jornada.
Texto de Renato.
Pela programação, falta em torno de seis dias para o retorno e eles terão que fazer ainda em torno de 3 mil quilômetros, dos 14 Km previstos.
Boa Leitura.

Já estamos em Esquel…

dezembro 14th, 2008


Dez km da Aduana do Chile encontramos a Gendarmeria da Argentina para mais um carimbo de reingresso no país.

Depois por uma estrada que também cruzava campos e estâncias e sem sinalizaçao, mas os mapas e GPS tudo se resolveu, chegamos a Ruta 40 depois de fazer mais de 100 km de caminhos de ripio… nao era estrada… Abastecemos em Baixo Caracoles e tomei uma coca-cola. Nao estava me sentindo bem, um mal estar me deixava com tontura. Algo que comi no dia anterior nao me fez bem. Cheguei com dificuldade em Tamel Aike, uma empreiteira que pavimenta a 40, e alí ficamos às 16 horas tarde… Ótima recepçao do encarregado, banho quente, café e jantar free… O churrasco do jantar nao desceu bem e voltou… a partir daí foi bolacha e chá de boldo por uns 3 dias…

Dia seguinte me sentia melhor, saimos com destino a El Calafate. A Ruta 40 nesse trecho esta horrível, abandonada… muito difícil. Abastecemos em uma esencia para cegar até Três Lagos. Encontramos muitos motociclistas na 40, até um concerto mundial com representante de 8 países foi possível de ser realizado em pleno rípio, vento e frio da mística ruta 40. Quase todos com 650 cc. Socorremos o Sueco que havíamos encontrado em Santiago com uma Kavazaki 650. Furou o pneu dianteiro logo no ripio da 40. O David é fera, tem tudo na sua pequena bagagem… tudo muito compacto e prático (coisas ainda do primeiro mundo….). Seguimos juntos até Três Lagos, e mais um alemao com uma Transalp que seguiu para El Chaltén.

Em El Calafate ficamos no mesmo Hostal da vez anterior, mesmo quarto… o David ficou conosco. Na chegada lavamos as motos que estavam tomadas de pollera. Lavei a minha com bagagem e tudo…

Dia seguinte passeio na cidade e Perito Moreno, fomos de moto, agora a rodovia esta toda asfaltada. Contínua show…

Em El Calafate nos separamos do David, ele sairia mais tarde e ficaria uns 3 dias em Parque Torres del Paine. O David vai nos visitar em abril, talvez passae seu niver lá, é junto com do Fellipe. Nós pretendíamos só passar, seguindo para Puerto Natales. Chegando no Parque com muito vento, entre 80 e 100 km/h, fomos informados pelo setor informaçoes na entrada que as torres estavam encobertas e que o tempo nao mudaria por 3 dias… visitamos a Cueva de Milodon e seguimos diretos Puerto Natales, onde pernoitamos. Cidade portuária que vive dos turistas que vao a Torres del Paine…

Eu continuava na sopa e chá….

A viagem para Punta Arenas também foi com muito vento. Alguns ciclistas nao conseguiam nem empurrar as bicicletas, outros acampavam nas baixadas da estrada protegidos do vento…

Chegamos a Punta Arenas com um vento insuportável, fomos ver o embarque para Porvenir no dia seguinte, depois demos uma passadinha na Zona Franca e fomos para o hotel onde deixamos as motos saímos a pé, pois nao era possível ficar com moto parada ou em baixa velocidade.

O transbordador saiu às 9 h e 30 min do dia seguinte para Porvenir. Chegada complicada em razao do vento. A estrada de ripio até San Sebastián foi a melhor que já andei até hoje, sensacional… ai foi o começou do sufoco com o vento até Ushuaia, com a boa recepçao do frio depois do Lago Fagnano. No transbordador encontramos 4 argentinos de moto, mas seguimos na frente, nas aduanas eles nos passaram, encontrando-os novamente na placa de cegada de Ushuaia. Um deles tem uma irma que mora lá e havia reservado hotel. Fomos juntos e acabamos ficando no mesmo hostal.

A cidade cresceu muito desde quando estivemos lá em 2004. Esta mais bonita…

A segunda-feira era feriado em Ushuaia, aproveitamos para passear, ir novamente a Bahia Lapataia e depois fomos na casa do amigo Luiz Maria e Rose, do Latitude 54. Casal simpatissísimo, e por concidência o Luiz estava de niver, como havia levado um livro para presenteá-lo, ficou tudo certo…Ele tmbém havia reservado camiseta e adhesivo do 1º Encontro de motoviajeiros do Fim del Mundo que ocorrera duas semanas atrás. À noite nos convidou para jantar com a familia em um bom restaurante. Valeu Luiz e Rose, esperamos vcs em Santa Maria no próximo mês… Nesse dia eu já me sentia melhor e com fome hehehehe

A terça-feira foi reservada para dar manutençao nas motos e à noite ainda visitamos mais um amigo, o Dr. Herman, Pediatra, também motociclista, por indicaçao do querido amigo motociclista e escritor, Dr. Guillermo Godoy.

O novo amigo Herman já agendou sua visita a Santa Maria em 2009 para o 13º Mercocycle.

Como estava nos planos da viagem, eu fui até Puerto Willians, o Edson acabou desistindo… De Ushuaia nao é possível levar a moto, pois o barco da empresa que faz travessia é pequeño, e de Punta Arenas é dois dias só para ir… Acabei indo sem a moto, mas cheguei na cidade mais Austral… embora os amigos argentinos nao aceitem… mas as coordenadas geográficas que marquei nao deixaram dúvidas…. Eu assim, alcançaria mais um objetivo da viagem.

Retornei na quinta-feira ao meio-dia e pegamos a estrada e cegamos até Cerro Sombreiro, onde ficamos em um ótimo hostal na beira da estrada. De San Sebastián seguimos pela estrada que leva a Porvenir, + ou – 50 km e depois se pega a directa. Estrada ótima, sem tráfago e sem muita pollera.

No dia de ontem pegamos a primeira balsa no Estreito de Magalhaes às 9 h e 15 min, fizemos novamente a fronteira para ingressar na Argentina e seguimos enfrentando o vento implacável da Patagonia. Sem sustos maiores chegamos a Fitz Roy, onde ficamos em um hotel muito simples. O vento estava insistente e minava nossas resistencias, preferimos parar a pegar vento ao anoitecer…

Hoje estamos em Esquel, um dia de 800 km de estrada com vento e muitas retas num calor infernal… chegamos bem embora os desvios de mais de 40 km de ripio “safado”, aqueles provisórios ao lado da estrada. Cidade legal, hoje para compensar ficamos em um hotel mais confortable. Amanha seguimos para Bariloche e Vila Angostura.

Já sao milhares de fotos… assim que possível, posto mais. O difícil é escolher heheeh

Beijos a Wilma e filhote Fellipe, abraço aos queridos amigos que me acompanham na viagem e postaram comentários aquí. Até mais…


Nota do Editor - Já postamos no site, de que está em nosso Blog a informação deles e que todos nós estamos ansiosos pelo retorno feliz deles.


Nenhum comentário: