segunda-feira, 17 de maio de 2010

UMA HOMENAGEM DO ESPORTE A SANTA MARIA -RS NOS SEUS 152 ANOS DE EMANCIPAÇÃO

SANTA MARIA NO PODIO:
152 ANOS PUJANTE NO ESPORTE

Na qualidade de Profissional de Educação Física e jornalista, mais de 3 décadas de Comunicação Esportiva, santa-mariense de Dilermando de Aguiar – hoje cidade, ex-distrito de Santa Maria – vindo com 6 anos para esta cidade, morando na Vila Oliveira, depois Vila Nova, no Bairro João Goulart, onde permaneceu por mais de 50 anos e hoje morando no Edifício Veneza, na Benjamim Constant esquina da Tuiti, centro, portanto considera-se um santa-mariense nato e nestes 58 anos, vive Santa Maria e graças as profissões que exerce, leva o nome de SANTA MARIA além fronteiras, em coberturas de Encontros, Seminários, Congressos, Fóruns, Conferência na atividade física e esporte – Sulamericanos, Panamericanos, Mundiais e Olimpíadas.

Ao ler um jornal local em que faz uma síntese desta Santa Maria com 152 anos cita várias áreas de atuações e não fala no esporte. Como deixaria para à tarde fazer uma crônica sobre Santa Maria no Esporte, moveu-nos a escrever agora antes do almoço (Já que a Lucia, minha esposa está preparando o almoço e junto estamos tomando um chimarrão e acaba de chegar o meu filho Cleryston com a nora Aninha. È claro para almoçar conosco.)

Voltando ao assunto esporte. É inegável que essa Santa Maria que nasceu de um acampamento de demarcadores, certamente todos que por aqui aportaram contribuíram para o seu crescimento do esporte, mas citamos os quartéis, principalmente os do Exército.No entanto, o ponto alto, não só no esporte, assim como em outras áreas, foi a criação da Universidade Federal de Santa Maria –UFSM e aí rende-se homenagem ao seu fundador Professor MARIANO DA ROCHA.

Sem dúvidas, a criação do Centro de Educação Física e Desportos da UFSM em 1970, completou no dia 14 de maio, os seus 40 anos, foi o impulso com a entrega no mercado, a partir de 1973, de profissionais de Educação Física nesta cidade, estado e país. Quando se rende homenagem ao Mariano da Rocha, rende-se também homenagem ao grande Coronel Milo Aita, que juntamente com outros profissionais e professores instalaram fisicamente e administrativamente o CEFD-UFSM. Por muitos anos este Centro foi referência na educação física no país.

Hoje temos mais e 2 cursos de Educação Física, o da Faculdade Metodista – FAMES e da Universidade Luterana – ULBRA.
Por tudo isso, pode se falar (escrever) muito sobre o esporte nestes 152 anos. Neste sentido é que nós, pelo Centro de Apoio ao Esporte e Lazer –CAEL-SM, estamos com o projeto MEMORIA DO ESPORTE DE SANTA MARIA – inicialmente com um livro que abordará um breve relato histórico do esporte a ser editado até o final do ano.

É verdade que para isso é necessário uma reflexão e busca de dados, no entanto, de imediato, vamos exercitar a nossa mente e fazer algumas citações de que não podem, nunca, alguém que escreva ou fale sobre atividades humanas, deixar de lado de abordar o esporte,na vida de Santa Maria. Isso será uma omissão, uma falta gravíssima com essa atividade que ganha realce na sociedade, pela sua importância integradora e social universalmente.

150 ANOS – Numa iniciativa da Prefeitura Municipal de Santa Maria, do professor Luiz Celso Giacomini, na época, 2008, Secretário Municipal de Esporte e Lazer, criou a MEDALHA MERITO DO ESPORTE 150 ANOS DE SANTA MARIA e confiou a nós, até pela experiência de décadas na organização do TROFEU DESPORTIVO CIDADE DE SANTA MARIA – que premia os melhores do esporte não profissional, a realizar o projeto.
Foram escolhidos os melhores na vida da Cidade em várias modalidades esportivas, em ato solene, no Clube Recreativo Dores. Isso mostrou a grandeza do esporte.

NOMES DESTAQUES – Na premiação dos 150 anos de Santa Maria, o maior nome a ser premiado seria o próprio autor da honraria (nós em nosso informe esportivo SAUDE PELA PRÁTICA, que fez ampla matéria sobre o evento, fez o registro deste nobre nome do esporte santa-mareinse - o professor Luiz Celso Giacomini, que além de técnico e dirigente do handebol, teve experiência administrativa acadêmica e gestão de Entidades em nível nacional, estadual e municipal , integrou a equipe do Ministério do Esporte, FUNDERGS e Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Santa Maria. Ressaltando que Giacomini foi o responsável direto pela invejável posição que Santa Maria teve no handebol Nacional e Sulamericano, sendo técnico do Coríntians Atlético Clube, da Associação Desportiva da UFSM, Seleções Gaúchas e Nacional e revelador de vários atletas de handebol que integraram seleções nacionais e inclusive exportados para a Europa.

Assim, pelo que sabemos, o Handebol é o esporte que mais deu projeção à Santa Maria, tendo os atletas Milton Pelissari, Drean Farencena e Schneider que disputaram Olimpíadas e Nei Cruz Portella que jogou como atleta e ainda atua como técnico e dirigente na Alemanha.
Hoje, é a canoagem o esporte que mais projeta Santa Maria. Pois do projeto municipal e o treinamento da Seleção Brasileira de Canoagem em Santa Maria foram revelados nomes que ainda estão na Seleção Brasileira, Jonatham Maia, os irmãos Givago e Gilvan Bittencourt Ribeiro e a Naiane Pereira.

O Judô também tem um nome internacional, Maria de Lourdes Portella que também saiu de um projeto municipal, Mãos Dadas, do Santa Maria Judô, com a coordenação de Aglaia Pavani. Maria transferiu-se nos últimos anos para São Paulo, integrando a Seleção Brasileira Feminina e participou da seletiva, nos 63 kg, Olimpíada de Pequim e tem disputado Mundiais de Judô.

Também não deve se esquecer de outros esportes que não são olímpicos em que Santa Maria tiveram destaque. A Bocha é um exemplo, na década de 80 e 90, com atletas integrando Seleção Brasileira em mundiais e conseguindo até títulos nacionais; A orientação tem a participação anualmente de atletas locais em mundiais na Europa.
No esporte profissional, Santa Maria tem o Internacional que disputa a I Divisão e o Riograndense na II Divisão.

Em termos de Comunicação Esportiva, Santa Maria possui 5 rádios AM, que divulgam o esporte, sendo seus espaços, praticamente ocupados pelo futebol; tem 2 jornais diários, que embora seus espaços são para o futebol, divulgam também outros esportes e um semanário, que abre espaço ao esporte não profissional; TVs que obedecem a programação de suas matrizes, mas tem TV Campus, Câmara e Canal 20, que poderiam ser mais bem aproveitadas para divulgação da Atividade física e outros esportes.

Para consolidar uma apoio maior a divulgação à atividade física e esportes, QUILISPORT criou a Rede Santamariense de Comunicação Esportiva –RESCE, formada pelas rádios Imembuí e Universidade e os jornais A Cidade e Saúde Pela Prática e mais o blog www.saudepelapratica.blogspot.com que realizou a cobertura do PAN DO RIO, em 2007; Olimpíada de Pequim, 2008; Congresso Internacional de Educação Física de Foz do Iguaçu ( 2007 até 2010) e de 15 a 30 de abril deste ano esteve com o grupo dos PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FISICA SEM FRONTEIRAS DA FIEP, no nordeste brasileiro, nos estados da Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia, conosco, integrando a equipe da FIEP ministrando cursos e fazendo a cobertura, com boletins, releases à imprensa e matéria ao blog, que eram usados pelo site da FIEP MUNDIAL, BRASIL e de outras regionais em estados brasileiros.

Santa Maria teve um avanço, pois depois de ter e perdido uma Secretaria Extraordinária de Esportes, na administração do prefeito Valdeci Oliveira criou uma Secretaria efetiva de Esportes e se consolida com o atual Prefeito Schirmer e como complementação temos um Conselho Municipal de Esportes e Lazer –CMEL e uma Lei Municipal de Incentivo ao Esporte. No entanto ambos precisam de alteração de Lei para que se torne mais ágil. O CMEL precisa de mais seriedade maior por parte dos integrantes das Entidades que o compõem, até sugere-se uma reformulação da sua composição, assim como também está evidente que precisa de algumas alterações na recente Lei de Incentivo ao Esporte.

POSIÇÃO – Entendemos que SANTA MARIA tem tudo para ascender no esporte e lazer. Bem localizada geográficamente, tem Instituições formadoras, um Centro Estudantil ( fundamental, médio e universitário), amparada por Leis, no entanto carece de um planejamento, melhor estrutura de gestão e fazer acontecer ações anunciadas, principalmente no que tange a um PARQUE MUNICIPAL para oferecer com segurança e multiprofissionais atividades esportivas, lúdicas, saúde e cultural para a sua população.
Com a experiência que temos na área do esporte e comunicação social, vimos a necessidade de Santa Maria ter um Centro de Informação do Esporte – CIE-SM, que seria fonte de informação, com uma central de informação, equipado de aparelhos e recursos humanos (além de profissionais, também estagiários) produzindo boletins e releases à imprensa.
( Jorn. CLERY QUINHONES DE LIMA - Presidente do CAEL-SM, editor do BLOG)

Nenhum comentário: