segunda-feira, 17 de maio de 2010

UMA HOMENAGEM DO ESPORTE A SANTA MARIA -RS NOS SEUS 152 ANOS DE EMANCIPAÇÃO

SANTA MARIA NO PODIO:
152 ANOS PUJANTE NO ESPORTE

Na qualidade de Profissional de Educação Física e jornalista, mais de 3 décadas de Comunicação Esportiva, santa-mariense de Dilermando de Aguiar – hoje cidade, ex-distrito de Santa Maria – vindo com 6 anos para esta cidade, morando na Vila Oliveira, depois Vila Nova, no Bairro João Goulart, onde permaneceu por mais de 50 anos e hoje morando no Edifício Veneza, na Benjamim Constant esquina da Tuiti, centro, portanto considera-se um santa-mariense nato e nestes 58 anos, vive Santa Maria e graças as profissões que exerce, leva o nome de SANTA MARIA além fronteiras, em coberturas de Encontros, Seminários, Congressos, Fóruns, Conferência na atividade física e esporte – Sulamericanos, Panamericanos, Mundiais e Olimpíadas.

Ao ler um jornal local em que faz uma síntese desta Santa Maria com 152 anos cita várias áreas de atuações e não fala no esporte. Como deixaria para à tarde fazer uma crônica sobre Santa Maria no Esporte, moveu-nos a escrever agora antes do almoço (Já que a Lucia, minha esposa está preparando o almoço e junto estamos tomando um chimarrão e acaba de chegar o meu filho Cleryston com a nora Aninha. È claro para almoçar conosco.)

Voltando ao assunto esporte. É inegável que essa Santa Maria que nasceu de um acampamento de demarcadores, certamente todos que por aqui aportaram contribuíram para o seu crescimento do esporte, mas citamos os quartéis, principalmente os do Exército.No entanto, o ponto alto, não só no esporte, assim como em outras áreas, foi a criação da Universidade Federal de Santa Maria –UFSM e aí rende-se homenagem ao seu fundador Professor MARIANO DA ROCHA.

Sem dúvidas, a criação do Centro de Educação Física e Desportos da UFSM em 1970, completou no dia 14 de maio, os seus 40 anos, foi o impulso com a entrega no mercado, a partir de 1973, de profissionais de Educação Física nesta cidade, estado e país. Quando se rende homenagem ao Mariano da Rocha, rende-se também homenagem ao grande Coronel Milo Aita, que juntamente com outros profissionais e professores instalaram fisicamente e administrativamente o CEFD-UFSM. Por muitos anos este Centro foi referência na educação física no país.

Hoje temos mais e 2 cursos de Educação Física, o da Faculdade Metodista – FAMES e da Universidade Luterana – ULBRA.
Por tudo isso, pode se falar (escrever) muito sobre o esporte nestes 152 anos. Neste sentido é que nós, pelo Centro de Apoio ao Esporte e Lazer –CAEL-SM, estamos com o projeto MEMORIA DO ESPORTE DE SANTA MARIA – inicialmente com um livro que abordará um breve relato histórico do esporte a ser editado até o final do ano.

É verdade que para isso é necessário uma reflexão e busca de dados, no entanto, de imediato, vamos exercitar a nossa mente e fazer algumas citações de que não podem, nunca, alguém que escreva ou fale sobre atividades humanas, deixar de lado de abordar o esporte,na vida de Santa Maria. Isso será uma omissão, uma falta gravíssima com essa atividade que ganha realce na sociedade, pela sua importância integradora e social universalmente.

150 ANOS – Numa iniciativa da Prefeitura Municipal de Santa Maria, do professor Luiz Celso Giacomini, na época, 2008, Secretário Municipal de Esporte e Lazer, criou a MEDALHA MERITO DO ESPORTE 150 ANOS DE SANTA MARIA e confiou a nós, até pela experiência de décadas na organização do TROFEU DESPORTIVO CIDADE DE SANTA MARIA – que premia os melhores do esporte não profissional, a realizar o projeto.
Foram escolhidos os melhores na vida da Cidade em várias modalidades esportivas, em ato solene, no Clube Recreativo Dores. Isso mostrou a grandeza do esporte.

NOMES DESTAQUES – Na premiação dos 150 anos de Santa Maria, o maior nome a ser premiado seria o próprio autor da honraria (nós em nosso informe esportivo SAUDE PELA PRÁTICA, que fez ampla matéria sobre o evento, fez o registro deste nobre nome do esporte santa-mareinse - o professor Luiz Celso Giacomini, que além de técnico e dirigente do handebol, teve experiência administrativa acadêmica e gestão de Entidades em nível nacional, estadual e municipal , integrou a equipe do Ministério do Esporte, FUNDERGS e Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Santa Maria. Ressaltando que Giacomini foi o responsável direto pela invejável posição que Santa Maria teve no handebol Nacional e Sulamericano, sendo técnico do Coríntians Atlético Clube, da Associação Desportiva da UFSM, Seleções Gaúchas e Nacional e revelador de vários atletas de handebol que integraram seleções nacionais e inclusive exportados para a Europa.

Assim, pelo que sabemos, o Handebol é o esporte que mais deu projeção à Santa Maria, tendo os atletas Milton Pelissari, Drean Farencena e Schneider que disputaram Olimpíadas e Nei Cruz Portella que jogou como atleta e ainda atua como técnico e dirigente na Alemanha.
Hoje, é a canoagem o esporte que mais projeta Santa Maria. Pois do projeto municipal e o treinamento da Seleção Brasileira de Canoagem em Santa Maria foram revelados nomes que ainda estão na Seleção Brasileira, Jonatham Maia, os irmãos Givago e Gilvan Bittencourt Ribeiro e a Naiane Pereira.

O Judô também tem um nome internacional, Maria de Lourdes Portella que também saiu de um projeto municipal, Mãos Dadas, do Santa Maria Judô, com a coordenação de Aglaia Pavani. Maria transferiu-se nos últimos anos para São Paulo, integrando a Seleção Brasileira Feminina e participou da seletiva, nos 63 kg, Olimpíada de Pequim e tem disputado Mundiais de Judô.

Também não deve se esquecer de outros esportes que não são olímpicos em que Santa Maria tiveram destaque. A Bocha é um exemplo, na década de 80 e 90, com atletas integrando Seleção Brasileira em mundiais e conseguindo até títulos nacionais; A orientação tem a participação anualmente de atletas locais em mundiais na Europa.
No esporte profissional, Santa Maria tem o Internacional que disputa a I Divisão e o Riograndense na II Divisão.

Em termos de Comunicação Esportiva, Santa Maria possui 5 rádios AM, que divulgam o esporte, sendo seus espaços, praticamente ocupados pelo futebol; tem 2 jornais diários, que embora seus espaços são para o futebol, divulgam também outros esportes e um semanário, que abre espaço ao esporte não profissional; TVs que obedecem a programação de suas matrizes, mas tem TV Campus, Câmara e Canal 20, que poderiam ser mais bem aproveitadas para divulgação da Atividade física e outros esportes.

Para consolidar uma apoio maior a divulgação à atividade física e esportes, QUILISPORT criou a Rede Santamariense de Comunicação Esportiva –RESCE, formada pelas rádios Imembuí e Universidade e os jornais A Cidade e Saúde Pela Prática e mais o blog www.saudepelapratica.blogspot.com que realizou a cobertura do PAN DO RIO, em 2007; Olimpíada de Pequim, 2008; Congresso Internacional de Educação Física de Foz do Iguaçu ( 2007 até 2010) e de 15 a 30 de abril deste ano esteve com o grupo dos PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FISICA SEM FRONTEIRAS DA FIEP, no nordeste brasileiro, nos estados da Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia, conosco, integrando a equipe da FIEP ministrando cursos e fazendo a cobertura, com boletins, releases à imprensa e matéria ao blog, que eram usados pelo site da FIEP MUNDIAL, BRASIL e de outras regionais em estados brasileiros.

Santa Maria teve um avanço, pois depois de ter e perdido uma Secretaria Extraordinária de Esportes, na administração do prefeito Valdeci Oliveira criou uma Secretaria efetiva de Esportes e se consolida com o atual Prefeito Schirmer e como complementação temos um Conselho Municipal de Esportes e Lazer –CMEL e uma Lei Municipal de Incentivo ao Esporte. No entanto ambos precisam de alteração de Lei para que se torne mais ágil. O CMEL precisa de mais seriedade maior por parte dos integrantes das Entidades que o compõem, até sugere-se uma reformulação da sua composição, assim como também está evidente que precisa de algumas alterações na recente Lei de Incentivo ao Esporte.

POSIÇÃO – Entendemos que SANTA MARIA tem tudo para ascender no esporte e lazer. Bem localizada geográficamente, tem Instituições formadoras, um Centro Estudantil ( fundamental, médio e universitário), amparada por Leis, no entanto carece de um planejamento, melhor estrutura de gestão e fazer acontecer ações anunciadas, principalmente no que tange a um PARQUE MUNICIPAL para oferecer com segurança e multiprofissionais atividades esportivas, lúdicas, saúde e cultural para a sua população.
Com a experiência que temos na área do esporte e comunicação social, vimos a necessidade de Santa Maria ter um Centro de Informação do Esporte – CIE-SM, que seria fonte de informação, com uma central de informação, equipado de aparelhos e recursos humanos (além de profissionais, também estagiários) produzindo boletins e releases à imprensa.
( Jorn. CLERY QUINHONES DE LIMA - Presidente do CAEL-SM, editor do BLOG)

JUDO HOMENAGEIA CIDADE DE SANTA MARIA NOS SEUS 152 ANOS

Pai do Paniz, esposa e filhos prestigiaram o Secretário Paniz Junior
Paniz recebe de Aglaia, placa de reconhecimento ao apoio dado ao JUDO

Paniz, Secretário Adjunto de Esportes, fala em nome do Prefeito SCHIRMER


Vereadora Sandra Rebelatto entrega kimono à atleta do Projeto MAOS DADAS



Cáceres, presidente da LIGA RS DE JUDO

Uma parcial do ginásio do CDM na COPA JUDO

Autoridades no CDM na COPA DE JUDO

No CDM, COPA SM DE JUDÔ
Numa promoção da Prefeitura Municipal de Santa Maria, através da SMJELIC, Liga RS de Judô, Projeto Mãos Dadas – Santa Maria Judô foi realizado no domingo, dia 16, no CDM, a Décima Edição da COPA SANTA MARIA JUDÔ.

A competição iniciou pela manhã, com a reunião técnica e pesagem, assim como foram feitas algumas disputas.
A solenidade de abertura foi às 14h. A mesa diretiva foi constituída pelo professor Erony Paniz Junior, Secretário Adjunto de Esportes; Pedro Cáceres, presidente da Liga RS de Judô; Cristhian Bertóia, Presidente do Conselho Municipal de Esportes e Lazer –CMEL e vereadora Sandra Rebellatto.
Teve a apresentação dos judocas e arbitragem, Hino Nacional Brasileiro, o juramento do atleta proferido pela Gildreine Petri.
PALAVRAS – Cáceres falou da honra da Liga RS estar mais uma vez realizando a COPA SANTA MARIA DE JUDÔ e agradeceu o apoio recebido pela Prefeitura; Bertóia, pelo CMEL, disse da honra da Entidade fiscalizadora do Esporte e apoiadora estar presente e destacou que a competição tem a contemplação de parte de seus gastos cobertos pela Lei de Incentivo ao Esporte, assim como ressaltou o trabalho realizado pela Secretaria de Esportes, muito especial a atenção do professor Erony Paniz.
PANIZ, falou também em nome do Prefeito Schirmer e disse: “ Estarmos hoje nesta competição de Judô, representando o Prefeito Schirmer, em nosso CDM, em nossa Casa é honra, privilégio e responsabilidade. Boas vindas a todos e boa competição. Destacamos o trabalho da incansável professora Aglaia, na sua causa ao judô, a integração existente do CMEL com a Prefeitura Municipal e a sociedade local e a presença do judô homenageando nossa Santa Maria no seu aniversário, são conjugações que enaltecem cada vez mais o esporte, dão a dimensão que tem o esporte como um fenômeno social.”, finaliza: “ Por tudo isso estamos felizes e se afirma mais o dito de que o esporte não profissional está no pódio.”

Reconhecimento - Depois da palavra das autoridades, Aglaia Pavani, do Santa Maria Judô, entregou uma placa de reconhecimento ao professor ERONY PANIZ, assim como a Vereadora Sandra Rebelatto entregou um Kimono para o Projeto.
( Registro do Jorn. CLERY QUINHONES DE LIMA - CAEL-SM, em colaboração com o esporte )