segunda-feira, 4 de julho de 2011

CBHb PROJETA MUNDIAL FEMININO DE HANDEBOL

Seleção Feminina de Handebol avalia

primeiros jogos do Mundial

Para a goleira Chana, Romênia é o adversário que dará mais trabalho na primeira fase

SANTO ANDRÉ (SP) - Assim que os cinco primeiros integrantes de cada grupo foram sorteados, em poucos instantes o técnico da Seleção Brasileira Feminina de Handebol, Morten Soubak, pensou em vantagens e desvantagens e decidiu quais adversários preferia encarar na primeira fase do Campeonato Mundial, que será disputado de 3 a 18 de dezembro, em São Paulo.

Segundo o treinador do Brasil, não há uma chave totalmente fraca e por isso, optou pelo Grupo C, composto também por Romênia, França, Tunísia, Cuba e Japão, o menos complicado em sua opinião. "Há muitos adversários de alto nível, e Mundial é Mundial; todas as seleções se preparam bem para a competição. É claro que evitar uma equipe de ponta como a Dinamarca logo de início ajuda, mas a França é a atual vice-campeã e certamente dará trabalho. No entanto, acho que, dentre as alternativas que tínhamos, essa era a melhor delas para conseguir terminar em primeiro na fase de grupos e nos classificar", pontuou o dinamarquês Morten Soubak.

A experiente goleira Chana Masson falou qual será, em sua opinião, o adversário mais complicado. "Acredito que a Romênia seja nosso maior obstáculo nesse início de competição. Durante muito tempo, foi uma equipe que se manteve com as mesmas jogadoras, mas está passando por um processo de renovação e hoje, tem uma das melhores armadoras esquerdas. Mas com certeza temos condições de vencer e vamos trabalhar muito para isso", adiantou a veterana que acrescentou sua opinião sobre a França. "Apesar de serem as vice-campeãs, acredito que seja o segundo adversário mais difícil, pois temos um bom retrospecto, já tendo vencido em algumas oportunidades", finalizou.

O sorteio dos grupos foi realizado no sábado (2), e o Brasil teve o direito de escolher seus primeiros adversários por ser sede do Mundial. Os quatro primeiros de cada chave avançam às oitavas de final, quando o primeiro colocado do Grupo A enfrentará o quarto do Grupo B, e o terceiro terá de encarar o segundo. Da mesma maneira procederão os cruzamentos dos Grupos C e D.

As cidades-sede do Campeonato serão a capital paulista, além de Santos, Barueri e São Bernardo. A partir das quartas-de-final, todos os jogos serão realizados no Ginásio do Ibirapuera, na cidade de São Paulo, a sede principal.

Chaves:
Grupo A: Noruega, Montenegro, Angola, Alemanha, China, Islândia
Grupo B: Rússia, Cazaquistão, Holanda, Coréia do Sul, Espanha, Austrália
Grupo C: Romênia, Brasil, França, Tunísia, Cuba, Japão
Grupo D: Suécia, Croácia, Dinamarca, Argentina, Costa do Marfim, Uruguai

Nenhum comentário: