domingo, 30 de outubro de 2011

PAN DE GUADALAJARA AVALIADO PELO COB



Guadalajara 2011
Time Brasil alcança meta de classificação para Londres 2012 e consolida patamar de resultados alcançados no Rio 2007
30.10.2011 :: 16h52

O Time Brasil alcançou nos Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011 a meta estipulada pelo Comitê Olímpico Brasileiro para o evento. Empenhado em classificar atletas para Londres 2012, o Brasil garantiu 24 das 93 vagas disputadas, o que representa 26% do total. O país obteve ainda a sua melhor participação em edições de Pan-americanos fora de casa, ao conquistar 141 medalhas, sendo 48 de ouro, 35 de prata e 58 de bronze. Esse resultado supera o desempenho em Santo Domingo 2003, quando o Brasil somou 123 medalhas (29 de ouro, 40 de prata e 54 de bronze). Nos Jogos Rio 2007, foram 157 medalhas, sendo 52 de ouro, 40 de prata e 65 de bronze. Além disso, o 2º. lugar no quadro total de medalhas e o 3º. lugar pelo número de medalhas de ouro consolidam o Brasil entre os três melhores países do esporte nas Américas.

"Este resultado em Guadalajara é importantíssimo por vários aspectos e demonstra a evolução permanente e consolidada do esporte olímpico brasileiro. Já estamos colhendo os frutos da transformação iniciada com os Jogos Rio 2007, que seguem o nosso planejamento conjunto com as Confederações Brasileiras Dirigentes de Esportes Olímpicos rumo aos Jogos Rio 2016", afirmou o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, que viajou de Guadalajara, na última quinta-feira, para Lausanne, na Suíça, onde participa de reuniões com o Comitê Olímpico Internacional e de um seminário sobre candidaturas olímpicas.

O presidente do COB destacou também que o desempenho do Time Brasil em Guadalajara é ainda mais relevante por ter sido alcançado num cenário de disputa mais acirrada em todas as modalidades. "As conquistas refletem os investimentos crescentes do COB e das Confederações para elevar a qualidade da estrutura de treinamento, de suporte e de competição oferecida aos atletas, entre os quais podemos citar a contratação de técnicos estrangeiros, a aquisição de equipamentos de nível olímpico e a formação de equipes multidisciplinares da ciência do esporte", afirmou Nuzman. "Parabenizo as Confederações Brasileiras, seus atletas e técnicos, e toda a Missão do COB pelos resultados e pelo trabalho realizado", completou.

A participação do Time Brasil no Pan 2011 foi detalhada neste domingo, dia 30, pelo superintendente executivo de esportes do COB, Marcus Vinícius Freire, e pelo chefe da Missão Brasileira, Bernard Rajzman, em apresentação no Centro de Imprensa de Guadalajara. "Nossa prioridade aqui era conquistar vagas para os Jogos Olímpicos e, com os resultados obtidos, o Time Brasil já conta com um total de 104 atletas de 13 esportes garantidos em Londres 2012. O desafio agora é classificar mais atletas nos torneios qualificatórios que virão pela frente", ressaltou Freire. As 24 vagas conquistadas pelo Brasil em Guadalajara foram nas seguintes modalidades: pentatlo moderno (01), hipismo CCE (05), handebol feminino (14), triatlo (01), canoagem (02) e saltos ornamentais (01), vaga esta que o Brasil ainda luta para confirmar junto à Federação Internacional de Natação. "A vaga é do país e, como o México, - ouro e prata no trampolim 3m - já estava classificado para Londres, entendemos que o bronze do Cesar Castro vale a vaga para os Jogos Olímpicos", explicou Marcus Vinícius.

Já Bernard Rajzman destacou a estrutura montada pelo COB no Pan de 2011. "O Time Brasil está de parabéns. Fomos uma delegação unida, harmoniosa e, sobretudo, vitoriosa. Oferecemos aos nossos atletas e comissões técnicas a melhor estrutura entre todas as delegações na Vila Pan-americana", afirmou o Chefe da Missão, ressaltando que as equipes que ficaram nas outras sub-sedes dos Jogos, Guzman e Puerto Vallarta, também contaram com excelente suporte. "Estamos no caminho certo, ao investir cada vez mais na qualidade da estrutura de treinamento e de competição para os atletas. Isso faz toda a diferença e se traduz em melhores resultados e medalhas", reforçou Bernard.

O Time Brasil reuniu no Pan 2011 um total de 804 integrantes, sendo 515 atletas (280 no masculino e 235 no feminino). Foram 199 membros de comissões técnicas e somente a área médica contou com 39 profissionais de diversas especialidades. O COB inovou em Guadalajara ao contar na Missão com um time de Ciência do Esporte - 10 profissionais de bioquímica, fisiologia, vídeo análise e nutrição, entre outros. "Nossa meteorologista teve papel chave em Puerto Vallarta. Suas orientações contribuíram para a conquista de sete medalhas pela vela", destacou Marcus Vinicius, lembrando ainda o moderno recurso de telemedicina utilizado pela equipe médica da Missão no atendimento da atleta Jaqueline, do vôlei, acidentada após choque com a companheira Fabi, durante um jogo, em 15 de outubro.

"Realizamos seis viagens precursoras a Guadalajara, nos últimos dois anos, o que nos possibilitou definir com antecedência e qualidade a estrutura para o Time Brasil", explicou o superintendente do COB, A aclimatação dos atletas foi realizada em cinco cidades diferentes: San Luiz Potosí (Clube Esportivo La Loma), Cidade do México, Guzman, Puerto Vallarta e Colorado Springs (EUA). "A aclimatação na altitude foi fundamental para os excelentes resultados alcançados pela natação, atletismo e triatlo", ressaltou.

O valor investido pelo COB na Missão Brasileira para Guadalajara 2011 foi de cerca de R$ 8,5 milhões - montante que considera despesas de logística e operação de toda a Missão e as viagens precursoras.

Na melhor participação em Jogos Pan-americanos fora de casa, 277 dos 515 atletas do Time Brasil conquistaram medalhas, o que representa percentual de 54% do total de atletas.

Nos esportes coletivos, o aproveitamento em Guadalajara foi de 73% com a conquista de medalhas no handebol feminino e masculino, vôlei feminino e masculino, futebol feminino e pólo aquático feminino e masculino. Três esportes mantiveram o número de medalhas do Rio 2007: natação, atletismo e judô . Já cinco modalidades superaram o Rio 2007: tiro esportivo, ginástica artística masculina, ginástica rítmica, levantamento de peso e triatlo.. O COB fará uma avaliacao individual com cada Confederação sobre os resultados obtidos por cada modalidade em Guadalajara.

"O desempenho do Time Brasil foi excelente. Hoje, a disputa entre o segundo e o quinto lugares na classificação geral dos Jogos Pan-americanos está cada vez mais acirrada, entre Brasil, Cuba, Canadá e México. A distribuição das medalhas está mais pulverizada", observou o superintendente de esportes do COB, ao ressaltar que a ascensão de Argentina, Colômbia e Venezuela tornará esse quadro ainda mais competitivo.

Outro destaque importante foi a atuação dos integrantes do Time Rio, projeto idealizado pela Prefeitura do Rio, que apoia financeiramente 13 atletas de oito modalidades, visando à conquista de medalhas em Londres 2012. Dos nove competidores do Time Rio em Guadalajara, oito conquistaram medalhas: Kaio Márcio (natação), Rosângela Santos (atletismo), Julio Almeida (tiro esportivo), Diego Hypólito (ginástica), Ricardo Winicki (vela), Cesar Castro (saltos ornamentais), Rafalea Silva (judô) e Nivalter Santos (canoagem). "Esses resultados demonstram o sucesso desse projeto, e vamos trabalhar para que seja replicado em outras cidades do país", destacou Marcus Vinicius.

Confira outros fatos marcantes

do Time Brasil em Guadalajara:

Atletismo
10 medalhas de ouro, uma a mais do que no Rio 2007. Mesmo número no total: 23

Maratona feminina - medalha de ouro e recorde pan-americano

Salto em distância - Maurren Maggi - melhor marca pessoal do ano (6,94m) e a conquista do tricampeonato pan-americano

Heptatlo - Lucimara Silvestre - estabelecido o novo recorde sul-americano (6.133 pontos)

100m feminino - Rosângela Santos - o Brasil não vencia essa prova desde 83

Salto com vara - A marca de Fabiana Murer (4,70m) foi de nível mundial

200m feminino - Ana Claudia Lemos foi a primeira atleta do país a vencer a prova

Revezamentos 4x100m masculino e feminino - os tempos obtidos pelo Brasil (32s85 mas e 38s18 fem) colocariam o país nas finais olímpicas

Badminton
Medalha inédita no individual - Bronze de Daniel Paiola, após temporada de sete meses na Malásia custeada pelo COB.

Canoagem
Medalha de prata e conquista da vaga olímpica no C2 1000m

Esgrima
Bronze por equipes no florete - Desde 1975 o Brasil não conquistava uma medalha por equipe nos Jogos Pan-americanos.

Ginástica Artística
Primeira medalha de ouro por equipe masculina
Diego Hypólito - ouro no salto e no solo. Bicampeão nas duas provas

Ginástica rítmica
Conjunto - três ouros em três provas. Tetracampeonato pan-americano no conjunto geral com uma equipe renovada.
Individual - 4 medalhas (1 prata e 3 bronzes) para Angélica Kvieczynski
Total de 7 medalhas (3 ouros, uma prata e 3 bronzes) - Desempenho melhor do que no Rio 2007

Ginástica trampolim
Medalha inédita no individual masculino - Prata de Rafael Andrade

Handebol feminino
Medalha de ouro, tetracampeonato e a conquista da vaga olímpica

Hipismo CCE
Medalha de bronze e a conquista da vaga olímpica

Lutas associadas
Conquista de duas medalhas femininas - Aline Ferreira (prata) e Joyce Silva (bronze)

Judô
6 medalhas de ouro - Melhor participação da modalidade na história. O recorde anterior era de 5 ouros. Todos no masculino. 13 medalhas no total. Só não conquistou medalha em uma categoria.

Levantamento de Peso
Ouro inédito e recorde pan-americano com Fernando Reis Saraiva

Karatê
Lucélia Ribeiro - tetracampeã - mulher brasileira com mais ouros na história do Pan

Natação
24 medalhas e 16 recordes pan-americanos
Thiago Pereira - 12 ouros - brasileiro com mais medalhas de ouro na história do Pan
Cesar Cielo - 2º melhor tempo do ano nos 100m livre (48s89)
Natação feminina - surgimento de uma nova velocista: Graciele Hermann, medalha de prata nos 50m livre)

Patinação Artística
Tricampeonato de Marcel Sturmer

Pentatlo Moderno
Yane Marques conquistou a medalha de prata e a vaga olímpica

Remo
Fabiana Beltrame - prata no single skiff peso leve - 1ª medalha feminina na história do Pan

Tênis de mesa
Hugo Hoyama conquistou sua 10ª medalha de ouro na história do Pan

Tiro Esportivo
Julio Almeida - primeiro atleta a conquistar duas medalhas nos mesmos Jogos
Ana Luiza Ferrão Mello - primeira medalha feminina de ouro do tiro esportivo na história do Pan e a obtenção do recorde pan-americano
Melhor desempenho do que no Rio 2007

Triatlo
Medalha de ouro de Reinaldo Colucci e a conquista da vaga olímpica

Vela
7 medalhas em 9 classes, sendo 5 de ouros - Melhor desempenho do que no Rio 2007
Destaque para Patrícia Freitas (RS:X) e Sunfish, que conquistaram a medalha de ouro antes da Medal Race

Voleibol
100% de aproveitamento. Ouro no masculino e no feminino

Vôlei de praia
100% de aproveitamento. Ouro no masculino e no feminino

DO COB

Nenhum comentário: