domingo, 18 de dezembro de 2011

BRASIL QUINTO LUGAR NO MUNDIAL FEMININO DE HANDEBOL EM SÃO PAULO

HANDEBOL BRASILEIRO COM
 A MELHOR  POSIÇÃO EM MUNDIAL
Para a pesquisa dos especialistas, o nosso handebol conseguiu a sua melhor posição internacional, no adulto. Penso que não é só no feminino - aliás sempre nos disse na década de 80, o ex-presidente TEIXEIRA de que o Brasil teria mais chance no handebol feminino. Isso se comprova.
Neste domingo, dia 17 de dezembro, no Ibirapuera -SP, a Seleção Feminina venceu a Rússia, no escore elástico de 36 x 20.
É quinta colocada no Mundial que teve a disputa de 24 equipes.
Release da PHOTO &  GRAFIA.
Eis:

Em dia de festa, Brasil vence e conquista recorde no Mundial Feminino de Handebol
Seleção goleia Rússia no dia em que a goleira Chana completa 33 anos

Vimos o presidente Manoel Luiz comemorando com as atletas brasileiras e a nossa Shana de 33 anos, chorando de alegria pela conquista.

         São Paulo (SP) - O handebol feminino brasileiro conseguiu hoje (18) seu melhor resultado na história dos Mundiais. A equipe comandada pelo dinamarquês Morten Soubak goleou a Rússia por 36 a 20 (18 a 11 no primeiro tempo) no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, e encerrou a competição em quinto lugar. Antes, o melhor desempenho verde e amarelo havia sido em 2005, na Rússia, quando ficou em sétimo.
      A marca histórica coroa os 33 anos da goleira Chana, completados hoje. "Se todas as competições fossem disputadas no Brasil, ganharíamos uma logo", brincou a atleta. "O mais importante é que colocamos a torcida do nosso lado. Tenho certeza de que ela vai nos acompanhar onde estivermos. O Mundial foi superpositivo. Jogamos mal apenas um jogo e isso não pode apagar o que fizemos nos outros sete, que foram muito bons", completou a aniversariante, referindo-se à derrota para a Espanha nas quartas de final, quarta-feira (14), por 27 a 26.
     Eleita a melhor jogadora da partida, Chana está feliz com o seu desempenho no Mundial e quer prolongar a carreira. Ela anunicou que, em 2012, deve retornar ao Brasil. "Está cada vez mais difícil parar de jogar, porque eu me sinto cada vez melhor. Voltar ao Brasil é tudo o que eu quero. Fico na Europa até maio. Depois das Olimpíadas, estou 90% fechada com a Metodista/São Bernardo", afirmou.
Barbara Arenhart, companheira de posição de Chana, é só elogios à veterana. "Ela é fundamental para a Seleção e coloca todos para cima quando a gente precisa. Por isso, mereceu o prêmio que ganhou hoje. Tenho com ela uma relação dentro de quadra que nunca tive com outra goleira.. Parece até que nascemos grudadas. Nossa união é transparente."
      O jogo - Em quadra, o duelo foi de opostos. Enquanto o Brasil entrou ligado, disposto a obter a melhor posição em Mundais, a Rússia parecia abatida por ter perdido a chance de tentar o tetracampeonato. Isso se refletiu no resultado desde os primeiros minutos. Mais rápidas no contra-ataque e atentas na defesa, as brasileiras logo abriram 3 a 0 no placar.
Quando a Rússia atacava, brilhava a estrela de Chana. A goleira estava inspiradíssima e fez, pelo menos, três grandes defesas no primeiro tempo. Com essa segurança atrás, as pontas Alexandra e Fernanda garantiram o poder ofensivo, e o Brasil chegou ao intervalo com sete gols à frente no placar.
      No segundo tempo, o Brasil pisou ainda mais no acelerador e ampliou a vantagem. "Cumprimos o objetivo de superar nossa melhor colodcação em Mundiais e conseguimos fazer com que o handebol brasileiro ganhasse respeito na Europa. É tudo bom demais", comemorou a armadora Eduarda Amorim, a Duda. "No jogo de hoje, mesmo no limite físico e mental, conseguimos ter concentração. Agora, já estamos pensando em Londres. Pode ter certeza de que vamos atrás da medalha", completou a também armadora Deonise.
    O técnico Morten Soubak mostrou satisfação com a campanha brasileira. "Jogamos um Mundial excepcional e conseguimos brigar de igual para igual com todos os outros times. Erramos naqueles 15 segundos contra a Espanha", lamentou. "Claro que sempre há o que melhorar, e o principal é equilibrar mais a defesa. Em um mesmo jogo, há períodos em que tomamos muitos gols e outros em que não tomamos nenhum", acrescentou o dinamarquês.
    O treinador russo, Evgeny Trefilov, assumiu a responsabilidade pela derrota e achou o resultado justo. "Não adianta tentar achar justificativas", afirmou.

Photo&Grafia Comunicação / www..photoegrafia.com.br
Av. Dom Pedro, II, 1641 - 4º andar, sala 44 - Cep: 09080-11 - Santo André
(11) 4438-8200 / redacao@photoegrafia.com.br

NOTA DO EDITOR
Amigos, graças a Deus e a Photo & Grafia Comunicação e o site www.esporteinterativo.com , nosso Blog realiza a cobertura do MUNDIAL DE HANDEBOL FEMININO, há anos e intensificou agora no mês de dezembro.
Vibramos junto, com o nosso handebol, pois este esporte está no nosso sangue. Sempre temos dito que a nossa ascensão na COMUNICAÇÃO ESPORTIVA se deu graças ao HANDEBOL - inicialmente acompanhando o handebol santa-mariense, que por anos teve a cidade de Santa Maria como a Meca do handebol masculino, com o técnico Luiz Celso Giacomini, que chegou a Seleção Brasileira e estivemos em Copa Latina de Handebol, Sulamericanos,  Panamericanos, Mundiais e Olimpíadas.
Parabenizamos o qualificado técnico MORTEN, que esteve em junho em Santa Maria e sentimos que não teve as condições que queria para a Seleção, até pelo problema da maioria estarem jogando fora, mas foi capaz e deu ao BRASIL esse quinto lugar. Também ao nosso querido presidente MANOEL LUIZ, que sempre acreditou no nosso trabalho de divulgação do handebol.
Por fim a esperança de obtermos, pela menos a classificação entre as oito primeiras seleções na OLIMPIADA DE LONDRES e quem sabe no Brasil subir ao PÓDIO.

HANDEBOL BRASILEIRO conte conosco SEMPRE
( Jorn. CLERY QUINHONES DE LIMA - Editor)



Nenhum comentário: