sábado, 17 de dezembro de 2011

MUNDIAL DE HANDEBOL FEMININO EM SÃO PAULO



Chana quer se despedir do Mundial de Handebol
 com vitória sobre a Rússia no aniversário



Goleira da seleção completa 33 anos amanhã (18); partida, às 9h, no Ibirapuera, vale o quinto lugar


São Paulo (SP) - O Brasil encerra participação no Mundial Feminino de Handebol amanhã (18), às 9h, contra a Rússia, no Ibirapuera, tentando fazer história, mais uma vez, no torneio. O objetivo é vencer as atuais tricampeãs mundiais e conquistar o inédito quinto lugar, melhorando a sétima posição na Rússia, em 2005. Para a goleira Chana, porém, o jogo terá gosto ainda mais especial: ela completa 33 anos neste domingo e quer a vitória de presente. A partida terá transmissão ao vivo do Esporte Interativo.

"Vai ter um gostinho de final, porque a Rússia também não esperava ficar fora da decisão. Essa vitória vai ser um presente, como ganhar a medalha de ouro", disse a camisa 1 do Brasil, referindo-se ao fato de as russas, que eram favoritas ao tetracampeonato mundial, terem sido eliminadas pela França nas quartas de final.
Para dar o presente de aniversário ideal para Chana, o Brasil vai apostar na velocidade para superar o forte time russo, segundo a armadora Francine.. "Elas são bem mais fortes fisicamente, mas nós somos mais rápidas. Assim, podemos roubar bolas e conseguir fazer gols nos contra-ataques", afirmou a camisa 20. "A Rússia é uma das equipes mais completas do mundo e tem um ataque muito forte. Espero que nosso estilo de jogo se encaixe bem com o delas", completou o técnico do Brasil, Morten Soubak.
Atleta mais experiente da Seleção e titular desde 1998, Chana foi um dos destaques da campanha do Brasil no Mundial. Na vitórias contra a França por 26 a 22 na terceira rodada da fase preliminar e contra a Croácia por 32 a 31 ontem (16), a atleta brilhou e teve seu nome gritado pelos torcedores no Ibirapuera.
As boas atuações debaixo das traves renderam à catarinense de Capinzal o reconhecimento do Comitê Olímpico Brasileiro: ela foi escolhida a melhor atleta do handebol brasileiro neste ano. "Isso é maravilhoso. A gente não joga por causa desse reconhecimento, mas sempre é bom, dá mais motivação", afirmou a atleta, que defende o Randers, da Dinamarca.
Tetracampeã dos Jogos Pan-Americanos com a Seleção (Winnipeg/1999, Santo Domingo/2003, Rio de Janeiro/2007 e Guadalajara/2011) e com três Jogos Olímpicos no currículo (Sydney/2000, Atenas/2004 e Pequim/2008), a camisa 1 deixa aberta a possibilidade de disputar os Jogos de Londres, no ano que vem. "Já conversei com o Morten e vamos ver o que vai acontecer", disse
Depois de Brasil e Rússia, outras três partidas encerram o Mundial. Angola e Croácia se enfrentam pela sétima colocação às 11h45. Na sequência, jogam Dinamarca e Espanha na disputa pela medalha de bronze. A grande final entre França e Noruega será às 17h15.

Programação - Ginásio do Ibirapuera - Amanhã (18):

9h - Brasil x Rússia (definição de 5º e 6º lugares)
11h45 - Angola x Croácia (definição de 7º e 8º lugares)
14h30 - Dinamarca x Espanha (disputa do bronze)
17h15 - França x Noruega (final)




Nenhum comentário: