quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

MUNDIAL FEMININO DE HANDEBOL EM SÃO PAULO

França x Dinamarca e Noruega x Espanha
fazem semifinais do Mundial de Handebol amanhã (16)
Confrontos serão no Ginásio do Ibirapuera, às 17h15 e às 20h, respectivamente
São Paulo (SP) - O Mundial Feminino de Handebol chegou à sua reta final. A competição começou a ser disputada no dia 2 deste mês e, amanhã (16), serão definidos os finalistas no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A primeira semifinal será entre França e Dinamarca, às 17h15. Um pouco mais tarde, às 20h, se enfrentam Noruega e Espanha, segunda vaga na briga pelo ouro.
As espanholas, que sofreram para superar o Brasil nas quartas de final ontem (14) - venceram por um gol, marcado no último minuto -, terão outra pedreira pela frente, com clima de revanche. No Mundial de 2009, na China, perderam justamente para as norueguesas na disputa do bronze, ficando em quarto. A Noruega é tetracampeã europeia e atual campeã olímpica.
"Já estávamos contentes de ter passado por Montenegro nas oitavas e estamos mais felizes ainda com a vaga na semifinal. Agora, vamos dar o nosso melhor para continuar na disputa pelo título", comentou o treiandor da Espanha, Jorge Dueñas de Galarza. Um dos destaques da equipe é a goleira Silvia Navarro, que lidera as estatísticas da posição, de acordo com a Federação Internacional (IHF).
A França chega para as semifinais com dois resultados de destaque, um contra e um a favor. Na primeira fase, perdeu para o Brasil de virada, após ir para o intervalo com vantagem de set gols. Nas quartas de final, a redenção. Derrotou a Rússia com relativa facilidade, adersário para o qual perdeu o ouro no Mundial da China.
Por fim, a Dinamarca, que busca recuperar o bom handebol. A equipe não se destaca desde 2004, quando foi ouro nas Olimpíadas e prata no Europeu. No Mundial da China, ficou em quinto e no Europeu de 2010, terminou em quarto. "Penso que a França é, hoje, o melhor time do mundo, tanto ofensiva como defensivamente. Temos um bom retrospecto com eles, mas em dez jogos, acredito que nos venceriam em oito", comentou o auxiliar técnico da seleção dinamarquesa, Kim Jensen. "Para derrotá-los, temos de dar o nosso máximo, que é o que vamos tentar fazer", completou.


Brasil pega a Croácia
de olho no quinto lugar
Equipes se enfrentam amanhã (16), às 14h30, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo
São Paulo (SP) - O Mundial Feminino de Handebol não acabou para o Brasil. Após ter sido superado pela Espanha no último minuto por 27 a 26 ontem (14), pelas quartas de final, a equipe vai, agora, em busca do quinto lugar, tentando superar sua melhor colocação na história do campeonato, a sétima posição conquistada na Rússia, em 2005. O primeiro desafio será vencer a Croácia amanhã (16), às 14h30, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.
"Ontem foi dia de chorarmos por conta do resultado contra a Espanha, naturalmente. Mas, a partir de hoje, vamos nos concentrar na disputa do quinto lugar", comentou o técnico da Seleção Brasileira, o dinamaquês Morten Soubak. "Disputar um Mundial em casa é especial para todas as jogadoras. Para nós, a competição ainda não acabou. Vamos em busca deste quinto lugar, para batermos nossa melhor colocação", completou a pivô Dani Piedade.
Caso derrote a Croácia, o Brasil pega o vencedor de Rússia e Angola no domingo (18), às 9h, para decidir o quinto lugar. Russos e angolanos se enfrentam amanhã (16), às 11h45. No fim da tarde, às 17h15, o Ginásio do Ibirapuera recebe França x Dinamarca pela semifinal. O outro jogo valendo vaga na decisão será entre Noruega x Espanha, às 20h.
Programação - Ginásio do Ibirapuera
Amanhã (16):
Jogos pela disputa de 7º a 8º
11h45 - Rússia x Angola  14h30 - Croácia x Brasil
Semifinais
17h15 - França x Dinamarca
20h - Noruega x Espanha
Domingo (18): 9h - Definição de 5º e 6º  11h45 - Definição de 7º e 8º
14h30 - Disputa do bronze 17h15 - Final do Mundial








Nenhum comentário: