sábado, 29 de outubro de 2011

PAN 2011 EM GUADALAJARA

RICKY MARTIN

FESTA DO ENCERRAMENTO DO PAN

Ricky Martin é maior atração da cerimônia de encerramento dos Jogos de Guadalajara

No último dia dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, a principal atração fica por conta da cerimônia de encerramento da competição, marcada para a meia-noite (de Brasília) da madrugada de domingo para segunda-feira. O cantor de maior renome entre os que se apresentarão na festa, que terá acompanhamento ao vivo do Terra diretamente do Estádio Omnilife, é o portorriquenho Ricky Martin.


O evento, cuja cerimônia de abertura foi organizada na mesma arena em 14 de outubro, distribuirá mais três medalhas de ouro neste domingo. A maior chance de o Brasil aumentar seu número de pódios é na maratona, prova que será disputada a partir das 12h30 (de Brasília) contando com Jean da Silva e Solonei Silva. A Seleção nacional de rúgbi também entrará em ação, disputando as quartas de final a partir das 13h. Outro destaque do dia é a decisão do basquete masculino às 17h.

Confira todos os eventos que o Terra exibirá neste domingo (horários de Brasília):

12h30 - 15h30: atletismo
- maratona masculina - final

13h - 14h40: rúgbi masculino
- quartas de final

14h30 - 17h: basquete masculino
- decisão do bronze

16h - 16h50: rúgbi masculino
- semifinais

17h - 19h30: basquete masculino
- decisão do ouro

18h30 - 19h: rúgbi masculino
- decisão do bronze

19h - 20h: rúgbi masculino
- decisão do ouro

0h - 02h: cerimônia de encerramento

PAN 2011 EM GUADALAJARA

DECIDIDAMENTE CUBA GANHA

SEGUNDO LUGAR

NO QUADRO GERAL DE MEDALHAS

Brasil depois de liderar o quadro geral de medalhas, em segundo lugar, ESTADOS UNIDOS sempre disparou na frente, desde os primeiros dias, nos últimos dois dias de PAN, caiu para CUBA que passou o BRASIL e muito bem. Nessas alturas, entregamos as fichas, mas ainda com o nosso prognóstico certo.

Pois sempre dizíamos que o BRASIL lutariam de segundo a quarto com Cuba, Canadá e Mèxico (país sede) e não deu outra.

Quase acabando o PAN, o quadro de medalhas é este:

E como contentamento, o BRASIL passa a ARGENTINA, na contagem geral de medalhas de ouro na história dos 16 PANS, pois a diferença era de 17 medalhas e hoje o BRASIL supera a ARGENTINA com 26 medalhas, portanto já passou 9 medalhas de ouro da ARGENTINA.


QUADRO ATUAL


1 [USA] Estados Unidos 87 77 59 223
2 [CUB] Cuba 53 32 42 127
3 [BRA] Brasil 45 31 54 130
4 [MEX] México 39 35 49 123
5 [CAN] Canadá 28 36 49 113
6 [COL] Colômbia 24 23 32 79
7 [ARG] Argentina 19 18 33 70
8 [VEN] Venezuela 12 27 31 70
9 [GUA] Guatemala 7 3 5 15
10 [DOM] República Dominicana 6 7 17 30

SAUDE PELA PRÁTICA TAMBÉM NO BLOG DA ROSINHA

JORNAL SAUDE PELA PRÁTICA

ESTÁ NO BLOG E TAMBÉM NO DA ROSINHA

No dia de hoje, sábado, dia 29 de outubro, o INFORME ESPORTIVO SAUDE PELA PRATICA, mês de novembro, graças a colaboração da colega ROSINHA de Belém, já está no nosso blog,assim como também no Blog da ROSINHA: BLOG: http://edfisicasemfronteiras.blogspot.com


O trabalho da colega ROSINHA foi feito em Maiami, já que a Rosinha retorna de uma jornada na sua especialidade feita no México. Pasmem, a menina não para no dia 14 de novembro, ele retorna, juntamente com o projeto PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SEM FRONTEIRAS, para a participação em 4 cidades mexicanas, com a coordenação dos professores, o presidente ALMIR e o nosso gaúcho BAGATINI.


PAN 2011 EM GUADALAJARA

Foto Site TERRA

NOSSO MENINOS GANHARAM

MAIS UMA MEDALHA DE BRONZE


Os irmãos GIVAGO e GILVAN, santa-marienses, que haviam ganho medalha de bronze no K-4 1000 m com Nelson e Roberto, foram ontem no K2 200m, novamente bronze, chegando um pouquinhoa atrás dos argentinos e canadenses.

Eis a nota do COB:


Nivalter é prata
Gilvan e Givago, bronze
Nivalter de Jesus, no C1 200m, e os irmãos Gilvan e Givago Ribeiro, no K2 200m, conquistaram mais duas medalhas para a canoagem brasileira nos Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011 neste sábado, dia 29, último dia de disputa na Lagoa Zapotlán el Grande, em Ciudad Guzmán. Se a prata teve gosto amargo para Nivalter, que ficou sem a vaga olímpica por 286 centésimos, o bronze de Gilvan e Givago foi comemorado como uma verdadeira vitória: foi a primeira medalha dos irmãos em uma competição internacional.

Com as duas conquistas deste sábado, o Brasil encerra sua campanha na modalidade com duas pratas, dois bronzes e uma vaga olímpica, no C2 1000m, graças à segunda colocação de Erlon Silva e Ronilson de Oliveira. O país já havia conquistado o bronze no K4 1000m.

A vaga para Londres havia escapado das mãos de Nivalter por muito pouco durante o Campeonato Mundial, disputado na Hungria, em agosto deste ano. O canoísta ficou em oitavo lugar na competição, que dava aos sete primeiros colocados uma vaga na próxima edição dos Jogos Olímpicos. Nos Jogos Pan-americanos, última competição classificatória, o brasileiro bateu na trave novamente ao completar sua prova em 40s619, atrás do canadense Richard Dalton, que marcou 40s333 e ficou com a vaga. O bronze ficou com o cubano Roleysi Baez, com 41s403.

Inconsolável, Nivalter lamentou o resultado. "Meu objetivo aqui era a classificação, uma medalha era consequência. Me senti bem o tempo todo e dei o meu melhor na prova, mas infelizmente não foi suficiente", disse o canoísta, chorando muito. "Não sei dizer o que faltou, foi por muito pouco. Estou muito triste, mesmo sabendo que dei 100%. Aqui, só a vitória importava".
BRONZE PARA OS SANTA-MARIENSES
No K2 200m, o tempo de 32s902 e a terceira colocação foram surpresas para os próprios Gilvan e Givago, que treinaram apenas dois meses juntos antes da competição. Na primeira prova internacional lado a lado, mostraram superação e chegaram pouco atrás dos argentinos Miguel Correa e Ruben Voizard Resola, medalha de prata com 32s494. O ouro ficou com os canadenses Ryan Paul Cochrane e Hugues Fournel, que marcaram 32s375.
"Esse é o dia mais feliz da minha vida. Conquistar uma medalha dessa importância ao lado do meu irmão é uma sensação maravilhosa e tem um gosto de superação muito forte. Apesar do pouco tempo treinando juntos, nós nos superamos. Temos muita afinidade e confiança por sermos irmãos, uma coisa que normalmente leva muito tempo para construir. Nós nascemos com isso, e acaba fazendo a diferença na água", disse Gilvan, de 22 anos.
NOTA DO EDITOR


Depois da conquista da medalha. É muito legal. Abraços das autoridades esportivas. Foram bronze. Legal. No entanto é momento também do berro. Pois só quem sabe, senti na carne, eles os atletas, o que fizeram para poder ganhar aquela medalha.
Pasmem e acreditem de que os nossos meninos estavam sujeitos, por políticas internas de não estarem no PAN, mas felizmente, ainda não falei com eles, vingou o poder do SENHOR, as suas capacidades e foram e trazem dois ouros para o BRASIL e para a nossa CANOAGEM, para os seus dedicados pais e para Santa Maria.


Lemos no site TERRA de que foi a participação de GUADALAJARA foi pior do que a do BRASIL no Rio, mas pudera com as deficiências de treinamentos e a própria situação que nos foi revelado de problemas de convocação até poucos dias do PAN.


No entato, a participação dos MENINOS GIVAGO E GILVAM foi a melhor, pois cada um deles trazem no peito duas medalhas de bronze.


E AGORA COM FICA. SERÁ QUE A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CANOAGEM fará a sua avaliação e irá mudar? Como ficam os nossos meninos? LONDRES será muito difícil e se não der, tendo aí mais 4 anos para o PAN DE TORONTO e 5 anos para a OLIMPIADA DO RIO?


É necessário uma tomada de posição, SIM.


SANTA MARIA. SESSÃO ESPECIAL.



Estamos sugerindo que a CAMARA DE VEREADORES DE SANTA MARIA façam uma sessão especial de homenagem aos meninos GIVAGO e GILVAN e NAIANE da Canoagem e a nossa PORTELA, do Judô, que foram nossos representantes no PAN DE GUADALAJARA, a maior delegação local, emPAN da história.



(CLERY - Editor)
















PAN 2011 EM GUADALAJARA

CUBA PASSA O BRASIL


Depois do Brasil manter-se sempre desde o primeiro dia do PAN à frente de CUBA, ficamos para trás e dificilmente iremos recuperar. A grande largada de CUBA, além do boxe, foi ontem no atletismo, fez 15 medalhas de ouro, apesar do Brasil ter feito várias. Eis o quadro


Pos País Ouro Prata Bronze Total
1 Estados Unidos 86 77 57 220
2 Brasil 45 30 53 128
3 Cuba 52 31 41 124
4 México 38 34 48 120
5 Canadá 26 36 49 111
6 Colômbia 24 23 32 79
7 Venezuela 12 27 31 70
8 Argentina 19 15 32 66