quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Brasileiro Ary Graça Poderá 
ser presidente da FIVB nesta sexta
Segundo notícias vinda de Anaheim-USA, do colega Daniel da IDIGO, Ary da graça é favorito a presidência da mater mundial do voleibol, embora corra muito forte - o evento é nos Estados Unidos, o concorrente norte-americano.
Nós de QUILISPORT e CAEL-SM somos pé quente, garantimos no nosso jornal SAUDE PELA PRÁTICA que o Rio de Janeiro ganharia a candidatura da Olimpiada 2016 e agora arriscamos em dizer que ARY DA GRAÇA SERÁ PRESIDENTE.
ARY DA GRAÇA confirmando votos
Presidente da CBV pode se tornar o primeiro brasileiro a dirigir a entidade internacional
ANAHEIM, 20.09.2012 - Ary Graça poderá se tornar nesta SEXTA-FEIRA (21.09) o primeiro brasileiro da história da comandar a Federação Internacional de Voleibol (FIVB). Durante o terceiro e último dia do Congresso Mundial da FIVB, em Anaheim, nos Estados Unidos, será realizada a eleição presidencial da entidade. O mandatário da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) é um dos três candidatos ao posto.

Considerado favorito ao cargo para os próximos quatro anos, Ary Graça concorrerá com Chris Schacht, presidente da Federação Australiana de Voleibol, e Doug Beal, presidente da Federação Americana de Voleibol, entidade anfitriã do evento.

A eleição acontecerá na última sessão do Congresso Mundial, a partir das 14h30 locais (18h30 de Brasília). A previsão é de que o vencedor seja anunciado por volta das 17h (21h de Brasília). Em seguida, será empossado e se encaminhará para a coletiva de imprensa.

Os veículos de comunicação que não estão credenciados para o Congresso Mundial podem acompanhar o evento, inclusive a coletiva de imprensa, ao vivo através do site da FIVB. Vídeos e fotos também estarão disponíveis nos canais oficiais da campanha (Youtube e Flickr).

O novo presidente começará a trabalhar imediatamente. Logo após a coletiva, o vencedor participará do encerramento do Congresso Mundial. Na manhã seguinte, comandará sua primeira reunião do Conselho de Administração à frente da FIVB.

A eleição

Esta é considerada a primeira eleição democrática da história da FIVB. Nos pleitos anteriores, sempre houve apenas um candidato. Até hoje, a entidade teve três presidentes: o francês Paul Libaud (1947 a 1984), o mexicano Rubén Acosta (1984 a 2008) e o chinês Jizhong Wei (desde 2008).

As 220 federações nacionais filiadas à FIVB possuem direito a voto no pleito desta sexta-feira. No entanto, nem todas participarão da eleição: segundo a última contagem oficial, 196 viajaram a Anaheim, enquanto oito enviaram seus votos por meio de outras entidades.

A eleição é secreta e manual. Para ser declarado vencedor, o candidato tem de alcançar a maioria dos votos válidos. Caso não haja definição na primeira rodada, os dois primeiros colocados terão de disputar um segundo turno.

A véspera

Nesta quinta-feira, a FIVB permitiu que os três candidatos distribuíssem material de campanha na área comum do congresso. Ary Graça exibiu vídeos com mensagens de apoio e detalhes da estrutura do vôlei brasileiro, além de ter disponibilizado uma pasta com documentos sobre sua candidatura.

Após as duas sessões da manhã, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) ofereceu um almoço aos participantes do Congresso Mundial. Diretor financeiro da entidade, Sérgio Lobo fez um breve discurso destacando os feitos da gestão do chinês Jizhong Wei que se encerrará nesta sexta.

"Gostaria de parabenizar o Sr. Wei pelo desenvolvimento do vôlei no período em que esteve à frente da FIVB", disse o brasileiro.

À noite, será a vez da Federação Americana de Voleibol, anfitriã do evento, oferecerá um jantar.

Mais informações:
Daniel Leal
Assessoria de Comunicação | IDigo - Núcleo de Inteligência Digital
(21) 2226-2687 |2494-9478
imprensa@arygraca.com | daniel@idigo.com.br

Nenhum comentário: