quarta-feira, 5 de dezembro de 2012


COI faz alerta sobre prazo da Rio 2016

Matéria do Correio do Brasil

Rio
Obras de revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro
Os organizadores dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro foram mais uma vez alertados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), nesta terça-feira, que precisam apressar os preparativos porque o tempo está passando.
Rio ainda não finalizou seu orçamento para a Olimpíada, bem como não determinou os locais onde ocorrerão alguns esportes, incluindo rúgbi e hóquei na grama.
Os organizadores dos Jogos disseram no mês passado que o estádio São Januário, do Vasco da Gama, perdeu o prazo de até 31 de outubro e que agora irão olhar novamente para os planos de usar o estádio Olímpico João Havelange para sediar também o torneio de rúgbi em 2016.
- Nossa mensagem continua sendo que há tempo, porém o tempo está passando. Eles (organizadores do Rio) precisam continuar trabalhando nisto com todo o vigor – disse o porta-voz do COI, Mark Adams, a repórteres.
O Brasil também vai sediar a Copa do Mundo de 2014 e também foi alertado pela Fifa para correr com os preparativos.
O Rio, que foi escolhido como cidade-sede dos Jogos em 2009, é a primeira cidade sul-americana a ser escolhida para receber uma Olimpíada.
A prefeitura do Rio garante que todos os projetos de infraestrutura e de arenas esportivas para os Jogos Olímpicos estão dentro do cronograma, mas os dirigentes do COI já haviam alertado sobre o tempo durante visita à cidade no mês passado.
Adams disse que o comitê executivo do COI fez questionamentos ao comitê organizador da Olimpíada sobre a atual situação da economia brasileira, depois que o PIB do terceiro trimestre mostrou um crescimento menor que o esperado.
A economia brasileira cresceu apenas 0,6% de julho a setembro sobre o segundo trimestre, metade do esperado, com a pior retração dos investimentos em mais de três anos e estagnação no setor de serviços.
O presidente do comitê organizador Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman, garantiu que a preparação para os Jogos está no caminho certo.
- Tudo está no caminho e no prazo – disse Nuzman a repórteres após sua apresentação ao COI. “O orçamento estará pronto no ano que vem. Estamos numa situação boa, confortável. Estamos num caminho muito bom.”
Nuzman também elogiou a decisão da presidenta Dilma Rousseff de vetar partes da nova lei da divisão dos royalties do petróleo. O Estado do Rio afirma que perderia R$ 77 bilhões até 2020 se as mudanças fossem sancionadas.
- Temos uma decisão fantástica da nossa presidente – disse Nuzman a repórteres. “Isso dá ao Rio o reconhecimento dos direitos que têm.”

Nenhum comentário: