terça-feira, 9 de outubro de 2012



Handebol: Boletim médico
Estado de saúde atualizado da pivô Daniela Piedade
Deus a tem e seguirá nos seus arremessos precisos

Nosso Blog acompanhou pelas informações e boletins médicos a situação de DANI e acreditou sempre na sua recuperação. Graças a DEUS, ela está com alta. Que Deus o abençoe.

Santo André (SP) - A Confederação Brasileira de Handebol informa o boletim médico atualizado emitido pelo médico da Seleção Feminina, dr. Leandro Gregorut Lima, nesta terça-feira (9), a respeito do quadro clínico da pivô Daniela Piedade. A jogadora de 33 anos atua no clube Krim Ljubljana (Eslovênia). 

Boletim Médico 

A atleta Daniela Piedade recebeu alta hospitalar nesta terça-feira (9). Houve melhora significativa de seu quadro durante o período de internação. Os exames realizados durante este período não detectaram a causa do AVCI (Acidente Vascular Cerebral Isquêmico) e outros exames deverão ser feitos ainda esta semana para seguir investigando a causa.


SPP JÁ NA OLIMPÍADA RIO 2016:
Rio 2016™ apresenta oportunidades 
de negócios na FIESP
Presidente do Rio 2016 fala sobre o projeto dos Jogos e o impacto na cidade e no país

São Paulo, Brasil: 09 de outubro: O Presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™, Carlos Arthur Nuzman, esteve nesta terça-feira, dia 09, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), durante a 23ª reunião do Conselho Superior da Indústria da Construção, que representa 204 entidades da cadeia construtiva da construção civil. No encontro, o Presidente falou sobre “As Oportunidades de Negócios para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016”.

Durante a reunião, o Presidente do Rio 2016™ fez uma apresentação sobre o projeto dos Jogos e o impacto da realização do evento na cidade e no país. Em seguida, o Diretor de Suprimentos, Fernando Cotrim, falou sobre a cadeia sustentável, as principais demandas dos jogos e as fases do programa de suprimentos, que contará com um portal dedicado, que será lançado em dois meses, e os principais setores da economia que estarão diretamente envolvidos com a realização dos Jogos. De acordo com os números do Dossiê de Candidatura (2008), o orçamento de compras para os Jogos é de R$ 3 bilhões.

“A realização dos Jogos Rio 2016 significa uma grande oportunidade de crescimento e fortalecimento da economia de todo o país, com o aumento dos investimentos e a geração de novos negócios. Os Jogos acontecem no Rio de Janeiro, mas são do Brasil”, explica Nuzman.


Sobre o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™
O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™ é uma associação civil de direito privado, com natureza desportiva, sem fins econômicos, formada por Confederações Brasileiras Olímpicas, pelo Comitê Olímpico Brasileiro e pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Sua missão é promover, organizar e realizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™, seguindo as diretrizes do Contrato da Cidade-Sede, do Comitê Olímpico Internacional, do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês) e da Agência Mundial Antidoping, e respeitando a legislação brasileira, a Carta Olímpica e o Manual de Regras do IPC.

Os patrocinadores Olímpicos mundiais que apoiam os Jogos Olímpicos Rio 2016™ e os Comitês Olímpicos Nacionais de todo o mundo são Coca-Cola, Atos, Dow, GE, McDonald’s, Omega, Panasonic, Procter and Gamble, Samsung e Visa.

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™ tem cinco parceiros comerciais de nível 1 (patrocinadores oficiais) – Bradesco, Bradesco Seguros, Claro, Embratel e Nissan. Já foi concluída também uma parceria de nível 2 (apoiador) – Ernst & Young Terco.

NA MESMA REUNIÃO JORNALISTAS PERGUNTARAM
SOBRE A RELAÇÃO DA RIO 2016 COM LONDRES
TENDO EM VISTA O ROUBO DE INFORMAÇÕES
Tendo em vista que o nosso blog, tão logo soube pela Jornal Nacional do incidente e trouxe a denúncia e só depois que teve a manifestação da RIO 2016, traz hoje a manifestação de NUZMANN de que não há retaliação de LONDRES.
Matéria a seguir:

Nuzman nega retaliação e fala em contato "permanente" com Londres09 de
outubro de 2012 • 13h33 • atualizado às 13h41


HENRIQUE MORETTI
Direto de São Paulo

O download de informações confidenciais referente à Olimpíada de
Londres 2012 feito sem autorização por funcionários ligados ao Comitê
Organizador dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 não deixou
sequelas entre as partes. Quem garante é o presidente do Comitê
Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman.


"Nada, não ficou nada", respondeu Nuzman nesta terça-feira, em
entrevista concedida na Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp),
na capital paulista, quando questionado sobre uma possível retaliação
por parte do Comitê Organizador dos Jogos de Londes (Locog) devido ao
caso. "Ao contrário, tenho falado com eles permanentemente".

Em novembro, ocorrerá no Rio de Janeiro o debriefing de Londres 2012,
no qual responsáveis pela organização da Olimpíada britânica serão
recebidos na capital fluminense em um evento que reunirá dez dias de
apresentações sobre a experiência de sediar os Jogos Olímpicos.
Descartando qualquer espécie de saia-justa no evento, Nuzman afirmou
aos jornalistas: "esse debriefing é uma transferência de conhecimento
e vai ser ótimo, vocês vão estar lá".

Segundo o site oficial do Comitê Rio 2016, estarão presentes ainda
organizadores da Olimpíada de Inverno Sochi 2014 e Pyeongchang 2018 e
os candidatos à organização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de
2020. O debriefing é parte da estratégia de transferência de
conhecimento do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Em 23 de setembro, o jornal O Estado de S. Paulo publicou que o roubo
de informações limitaria a troca de dados entre Londres e Rio de
Janeiro, algo que Nuzman descartou. Segundo um "alto funcionário" dos
Jogos de 2012 ouvido pelo diário, os britânicos teriam a intenção de
"fechar tudo" em relação aos organizadores brasileiros, prestando
apenas as informações básicas.

Depois disso, no dia 28, o primeiro-ministro britânico, David Cameron,
encontrou-se com a presidente da República, Dilma Rousseff, em
Brasília, assinando um acordo de cooperação no qual se compromete a
ajudar o Brasil na preparação para o evento que acontecerá daqui
quatro anos.

O roubo de informações, segundo confirmou o COB em entrevista
concedida em 27 de setembro no Rio de Janeiro, acarretou a demissão de
nove funcionários, membros de um grupo de 24 que trabalhou em um
programa olímpico oficial de "transferência de conhecimento" entre as
cidades-sede do evento. Na mesma data, Nuzman afirmou que os nomes dos
demitidos não seriam revelados "por entender que essa é uma relação
entre empresa e funcionário".

Nesta terça, o dirigente disse ser "natural" que outros profissionais
sejam contratados para o lugar dos demitidos. Evitando se alongar
muito ao comentar o assunto, ele disse: "eu acho que a gente já falou
tanto disso. Não tem como organizar uma Olimpíada durante sete anos e
não debatermos com vocês e com a sociedade várias questões, algumas
mais quentes e outras menos. Tenho certeza de que vamos entrar em
outras perguntas e tenho maior prazer em responder a elas todas,
porque acho que é um dever perante à sociedade", afirmou.

Nuzman, 70 anos, é presidente do COB desde 1995. Em 5 de outubro, ele
foi reeleito para o quinto mandado à frente da entidade, recebendo 30
votos de presidentes de confederações esportivas do País, além do
apoio de João Havelange, membro nato do comitê. O único voto contrário
à reeleição de Nuzman foi do presidente da Confederação Brasileira de
Gelo (CBDG), Eric Maleson.

Nesta terça, o dirigente esteve na Fiesp promovendo a exposição "As
Oportunidades de Negócios para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio
2016". Em um intervalo do evento, ocorrido durante a 23ª reunião do
Conselho Superior da Indústria da Construção, ele atendeu a imprensa
de forma breve, por pouco mais de 10 minutos.
fonte


OLIMPÍADA UNIVERSITÁRIA:






FUNDERGS APOIOU OS JOGOS UNIVERSITÁRIOS GAÚCHOS E APOIA A  PARTICIPAÇÃO DOS GAÚCHOS NA OLIMPIADA UNIVERSITÁRIA
Depois de realizada a etapa estadual dos Jogos Universitários Gaúchos, a Federação Universitária  Gaúcha de Esportes - FUGE prepara a delegação gaúcha para a disputa da OLIMPIADA UNIVERSITÁRIA em Fóz do Iguaçu-PR, de 18 a 28 de outubro.
O Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Esportes e Lazer - FUNDERGS, apoiou os Jogos Universitários Gaúchos e agora apoia a participação do RS na OLIMPIADA UNIVERSITÁRIA, em âmbito nacional.

    Professor Queiroga, presidente da FUGE diz que "Conforme as deliberações da Conferência Estadual do Esporte, realizada em 2011, o Governo do Estado, através da Secretaria Estadual do Esporte e da FUNDERGS, está incentivando o desenvolvimento do desporto universitário gaúcho." Prossegue Queiroga: " Como esteve conosco nos 33º Jogos Universitários Gaúchos - JUGs - 2012, seletivos para os JUBs, que foram realizados com a arbitragem e a premiação oferecidas pela FUNDERGS, estará conosco na Olimpiada Nacional. A FUNDERGS está disponibilizando o transporte rodoviário da Delegação Gaúcha para Foz do Iguaçu. o que facilitará a participação dos 151 representantes oriundos das IES: FEEVALE, UFRGS, UFSM, ULBRA, UNIVATES, UNISC, SOGIPA, UNIRITTER, UPF, UNIPAMPA, UFPEL e UCS."
   Queiroga frisa que mantendo a tradição do desporto universitário gaúcho, a FUGE estará participando dos 60º JUBs com uma delegação formada somente de atletas estudantes universitários.
     A primeira parte da Delegação Gaúcha viaja no dia 16 de outubro, às 22h, saindo do terminal Rodoviário de Porto Alegre.
( Jorn. CLERY QUINHONES DE LIMA - Reg. Prof. n.4020-MTB - QUILISPORT/SANTA MARIA-RS)