segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013



Missa marca o retorno das atividades na UFSM nesta segunda-feira

No nono dia da TRAGEDIA da Boate Kiss, retomam as aulas hoje na UFSM, que perdeu 115 alunos.
9h - Ato Ecunêmico no setor de ATIVIDADES MULTIPLAS no CAMPUS da UFSM
Missa marca o retorno das atividades na UFSM nesta segunda-feira Germano Rorato/Especial
Em luto, Universidade Federal de Santa Maria realiza culto nesta segunda-feiraFoto: Germano Rorato / Especial
Nesta segunda-feira a UFSM retoma suas atividades. O primeiro encontro da comunidade universitária será em um culto ecumênico, marcado para as 9h em frente ao Espaço Multiuso, próximo ao prédio da Reitoria, no Campus da instituição.
As aulas foram suspensas após o incêndio na boate Kiss, no qual mais de 115 estudantes e ex-alunos morreram. Após a missa, alunos, professores e servidores seguirão para os centros de ensino.
O reitor, Felipe Müller, afirma que não há uma data para o fim do semestre. Cada curso decidirá como fazer. Antes da tragédia, o fim do segundo semestre de 2012, em função da greve do ano passado, estava previsto para ocorrer até 2 de março. Além disso, será construído um memorial em homenagem aos mortos vinculados à UFSM.
Clique na imagem e confira o perfil das 236 vítimas
Como aconteceu
O incêndio na boate Kiss, no centro de Santa Maria, começou entre 2h e 3h da madrugada de domingo, quando a banda Gurizada Fandangueira, uma das atrações da noite, teria usado efeitos pirotécnicos durante a apresentação. O fogo teria iniciado na espuma do isolamento acústico, no teto da casa noturna. 

Sem conseguir sair do estabelecimento, pelo menos 236 jovens morreram e outros 100 ficaram feridos. Sobreviventes dizem que seguranças pediram comanda para liberar a saída, e portas teriam sido bloqueadas por alguns minutos por funcionários.

A tragédia, que teve repercussão internacional, é considerada a maior da história do Rio Grande do Sul e o maior número de mortos nos últimos 50 anos no Brasil. 
SITUAÇÃO ATUAL DOS HOSPITALIZADOS
Boletim Oficial informa que contabilza-se 237 mortos desde a madrugada de 27 de janeiro. São 97 internados, sendo que 50 em Porto Alegre e grande Porto Alegre, destes 29 estão respirando mecanicamente, sendo 6 casos muito grave e os dados dizem que 17 daram alta neste final de semana.

Um comentário:

Índice de Saúde disse...

Fica nossos votos de força para todas as famílias!