domingo, 14 de julho de 2013


MUNDIAL SUB-19: Duda e Tainá são campeãs mundiais no Porto, em Portugal

Brasil não chegava ao topo do mundo na categoria desde o título de Carol e Bárbara Seixas, em 2005
RIO DE JANEIRO, 14.07.2013 - Sete jogos, sete vitórias, nenhum set perdido e o título. Neste DOMINGO (14.07), as jovens Duda e Tainá sagraram-se campeãs mundiais sub-19 nas areias do Porto, em Portugal, igualando os feitos das duplas Ian Borges/Pedro Solberg, em 2002, e Carol/Bárbara Seixas, em 2005, e entrando para uma seleta lista de atletas brasileiros que conquistaram o mundo nas categorias de base.

Aliás, Duda já tinha entrado para a história do vôlei de praia ao se tornar a primeira jogadora a disputar os três Mundiais de base em um mesmo ano. Há um mês, na Croácia, tornou-se vice-campeã mundial sub-23 na Polônia, em parceria com Thaís. Em seguida, jogou o Mundial Sub-21 na Croácia, já ao lado de Tainá, mas caiu nas oitavas de final. Em Portugal, ela mesma comentou que não aceitava outro resultado que não fosse o título.

E estava mesmo muito focada em conquistar tal resultado. Em todas as entrevistas em solo português, Duda fazia questão de enfatizar que ela e Tainá estavam lá com o objetivo de conquistar o ouro. Ainda menina, com apenas 14 anos, a afirmação saía de sua boca num misto de humildade, confiança e a experiência de quem já tinha passado por tudo aquilo tão nova. E tudo se traduziu na final deste domingo.

Depois de derrubarem as americanas Hughes e Claes nas semifinais, com uma vitória de 2 a 0, parciais de 21/18 e 21/17, faltava o último passo. Duda e Tainá viam que o topo do mundo estava bem próximo, mas sabiam que a altura também poderia levar a uma grande queda. Assim, entraram em quadra para enfrentar as russas Gorbunova e Makroguzova muito focadas. O resultado? Um verdadeiro passeio e uma aula de voleibol: 2 a 0, parciais de 21/12 e 21/16.

"Estávamos muito confiantes em levar esse ouro para o Brasil. Ainda é um sentimento que eu não consigo expressar", desabafou Duda, que, apesar do placar elástico na final, não achou que o jogo foi fácil. "Foi muito difícil, como todos os jogos que fizemos aqui. Esse título foi construído ponto a ponto, set a set, jogo a jogo. Fico muito feliz e realizada por ter sido campeã mundial ao lado da minha parceira Tainá", emendou.

Tabela e Resultados

Galeria de Fotos (competição)

Galeria de Fotos (premiação)

TODOS OS CAMPEÕES MUNDIAIS SUB-18/19:

Feminino
2002* - Grécia - Keizer/Stevens (HOL)
2003* - Tailândia - Kohler/Ludwig (ALE)
2004* - Itália - Urban/Wiatr (POL)
2005 - França - Carol/Bárbara Seixas (BRA)
2006 - Bermuda - Palmer/Rohkamper (AUS)
2007 - Polônia - Remmers/Stiekema (HOL)
2008 - Holanda - Laboureur/Springer (ALE)
2009 - Alania - Aulenbrock/Bieneck (ALE)
2010 - Porto - Croson/Ross (EUA)
2011 - Croácia - Baran/Kociolek (POL)
2012 - Chipre - Dumbauskaite/Povilaityte (LIT)
2013 - Porto - Duda/Tainá (BRA)

Masculino
2002* - Grécia - Ian Borges/Pedro Solberg (BRA)
2003* - Tailândia - Fuchs/Kaczmarek (ALE)
2004* - Itália - Kirsnys/Miseikis (LIT)
2005 - França - Umaut/Zemljak (ESL)
2006 - Bermuda - Erdmann/Klass (ALE)
2007 - Polônia - Kadziola/Szalankiewicz (POL)
2008 - Holanda - Kollo/Venno (EST)
2009 - Alania - Popov/Samoday (UCR)
2010 - Porto - Kantor/Losiak (POL)
2011 - Croácia - Kaczmarek/Kosiak (POL)
2012 - Chipre - Bryl/Kujawiak (POL)

Nenhum comentário: