sábado, 9 de novembro de 2013

EM BELÉM JOGOS ESCOLARES REGISTRAM OS MIL DIAS PARA A RIO 2016






Jogos Escolares Belém 2013 são palco de foto histórica dos 1000 dias para Rio 2016

Número 1000 é formado por mil jovens no gramado do Mangueirão, local das provas de atletismo dos JEJs

Jogos Escolares da Juventude 15-17 Anos



Crédito: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/COB

A edição de Belém dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs) ficará marcada para sempre por uma imagem histórica. Nesta quinta-feira, dia 8, quando faltam exatos 1.000 dias para a Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o gramado do Mangueirão foi tomado por 1.000 jovens para uma foto que correrá o mundo.

   Enquanto os trabalhos seguem em ritmo acelerado para que tudo esteja pronto em 2016, a juventude brasileira já respira esporte Olímpico na cidade de Belém, capital do Pará, onde quase 4.000 atletas entre 15 e 17 anos, de todos os estados do país, competem em 13 disciplinas na maior edição da história dos Jogos Escolares da Juventude, aberta nesta quinta, dia 7.

   “Um evento como este é muito mais do que um excelente celeiro de futuros atletas de ponta; é um multiplicador do contato com os valores e os esportes Olímpicos. Cada um destes quatro mil atletas dissemina esse engajamento por seu universo de colegas de escola, professores, amigos e familiares. Comemorar este marco durante a competição em Belém significa tocar o Brasil inteiro com o espírito e a magia dos Jogos Olímpicos Rio 2016”, afirmou o ex-atleta Agberto Guimarães, quarto colocado nos 800m dos Jogos Olímpicos Moscou 1980 e bicampeão Pan-americano (800m e 1.500m) em Caracas 1983. Natural do Pará, ele é hoje o diretor executivo de Esportes e Integração Paralímpica dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.
   Parte desses dos futuros talentos do esporte nacional que disputam os Jogos Escolares da Juventude integrou o grupo de 1.000 jovens que celebrou o marco de 1.000 dias para os Jogos Olímpicos Rio 2016 no gramado do Estádio do Mangueirão, formando o número 1.000.      Cerca de metade dos jovens participantes da foto era formada por competidores das provas de atletismo, iniciadas na própria sexta-feira com 562 inscritos. A outra metade foi composta por crianças e jovens beneficiados pelo Pro Paz, programa que busca disseminar a cultura de paz em comunidades carentes do Pará por meio de políticas públicas e atividades esportivas e culturais.
Também participaram da foto o ex-maratonista Vanderlei Cordeiro (bronze nos Jogos Olímpicos Atenas 2004 e ganhador da Medalha Pierre de Coubertin, a mais alta honraria do Movimento Olímpico) e a judoca Sarah Menezes (campeã Olímpica em Londres 2012), ambos embaixadores dos Jogos Escolares da Juventude.
Bicampeã dos Jogos Escolares, em 2005 e 2007, Sarah Menezes faz parte de um grupo de atletas que estreou em Jogos Olímpicos menos de 1.000 dias depois de disputar a competição escolar. A iniciação Olímpica da judoca foi em Pequim 2008, mas em Londres 2012 outros quatro atletas disputaram os Jogos Escolares menos de 1.000 dias antes de competir na capital britânica – Geisa Arcanjo (finalista do arremesso de peso em Londres), Aldemir Gomes (semifinalista dos 200m), Jonathan Henrique Silva (26º no salto triplo) e Tamiris de Liz (reserva do 4x100m com 16 anos).
"Comecei na escola, aos nove anos e, com o tempo de treinamento, fui participando de competições, conquistando resultados até ser reconhecida. Acho que muitos atletas dos Jogos Escolares podem chegar à seleção brasileira, apesar da pouca idade. Eles devem confiar no seu talento porque tudo é possível na vida da gente. Basta acreditar, treinar e se dedicar que a gente chega lá”, afirmou Sarah.
    Empolgados com a chance de participar deste momento histórico, os futuros talentos do esporte já vislumbram objetivos maiores em suas carreiras. Vitor Hugo Mourão dos Santos, 17 anos, campeão dos Jogos Escolares em 2010 e vice-campeão mundial de menores em 2013 é um deles. “Os Jogos Escolares da Juventude são muito importantes porque tudo começa na escola. Para 2016, ainda vou estar um pouco novo, mas quero disputar para ganhar experiência. Vejo o trabalho com meu técnico dando certo e vou estar bem para me classificar para os Jogos”, afirmou o jovem.
Julio César de Oliveira, 17 anos, campeão dos Jogos Escolares em 2012 vê a competição como o trampolim para chegar aos Jogos Olímpicos. “É por causa dos Jogos Escolares que muitas crianças começam a desenvolver sua vontade de treinar e de competir. Eu agora tenho vontade estar nos Jogos Olímpicos do Rio e contar com muitos amigos e familiares torcendo por mim e me vendo competir de perto, vislumbra o atleta, que foi medalhista no Festival Olímpico da Juventude da Austrália em 2013 (prata nos revezamentos 4x100 e medley e bronze nos 400m com barreiras).
tag( DO SITE DO TIME BRASIL)

Nenhum comentário: