domingo, 20 de janeiro de 2013

MUNDIAL MASCULINO DE HANDEBOL


BRASIL FICA EM 15ºLUGAR
Encerrou hoje na Espanha, Zaragoza, a participação da equipe brasileira de handebol masculino.
Release da PHOTO&GRAFIA, Assessoria de Imprensa a CBHb.

Brasil encerra participação no Mundial Masculino de Handebol já com melhor colocação da história
Equipe precisa esperar outros jogos, mas já garantiu no mínimo o 15° lugar
Zaragoza (ESP) - O Brasil se despede do Campeonato Mundial Masculino de Handebol com a melhor campanha de sua história e a certeza de que está no caminho certo para obter resultados ainda mais expressivos em breve. Após ser superado pela Rússia, neste domingo (20), por apenas um gol - 26 a 27 (14 a 14 no primeiro tempo), nas oitavas de final da competição, saiu de quadra de cabeça erguida pela excelente campanha, no Pabellón Príncipe Felipe, em Zaragoza, na Espanha. Com o resultado, o País garante no mínimo o 15º lugar, a melhor posição já conquistada até hoje. Para definir seu posto na competição, precisa esperar os resultados de todos os jogos das oitavas de final, que terminam amanhã.. Anteriormente, a melhor posição dos brasileiros havia sido o 16º lugar.

Com o apoio da torcida espanhola, a equipe do técnico Jordi Ribera jogou de igual para igual com os russos, um dos adversários mais duros e tradicionais da modalidade. Além disso, despertou o interesse da mídia local, que viu o País enfrentar a soberania dos adversários com segurança e muita qualidade técnica.

A Rússia começou no ataque e fez três gols pelo centro da quadra. Zeba marcou o primeiro para o Brasil pela ponta direita. Com jogadas bem trabalhadas, a equipe conseguiu fazer mais dois e empatar. Japa colocou mais uma vez para dentro da rede e deixou o Brasil na frente. Na sequência, foi um gol para cada lado até o final da primeira parte. A Rússia se aproveitou da estatura dos jogadores e plantou várias jogadas aéreas, mas o goleiro Rick também fechou a defesa brasileira e impediu vários contra-ataques dos adversários. Sem desistir, os brasileiros fizeram jogadas de velocidade e conseguiram furar o bloqueio, para terminar o primeiro tempo empatados em 14 gols.

Arthur atacou por cima e abriu o placar do segundo tempo colocando o Brasil na frente. Mais uma vez com uma defesa muito forte, os brasileiros dificultaram o ataque russo e passaram a ter a vantagem por dois gols. Os russos começaram a ser mais agressivos no ataque, cometendo várias faltas e a partida seguiu com as duas equipes bastante nervosas e ansiosas para abrir alguma diferença, mas foi impossível. Com uma jogada pela ponta, Borges atingiu o rosto do goleiro russo e foi expulso, porém, mesmo com um jogador a menos, o Brasil foi capaz de marcar dois gols e seguir lutando pela vitória até o final. A vantagem russa foi definida somente nos últimos minutos.

Jordi Ribera, que retornou ao comando da Seleção em junho, se disse triste pela derrota, mas feliz pelo desempenho do time durante todo o campeonato. "Quero felicitar a Rússia pela classificação. Quem diria que hoje estaríamos tristes por cair diante de uma equipe tão forte. Tivemos méritos iguais aos deles  e com chances iguais de passar às quartas de final. A equipe teve uma entrega total durante 60 minutos, jogou com técnica e tática em momentos determinados. Nos faltou alguma coisa na defesa, talvez tenhamos sido um pouco brandos demais. Cometemos alguns erros de ataque, mas estou orgulhoso", analisou o espanhol, sem deixar de ressaltar que o objetivo inicial era a preparação para os Jogos Olímpicos de 2016. "O Brasil veio aqui com a ideia da preparação para as Olimpíadas e no final demonstramos qualidade, despertamos interesse e isso é muito importante para olhar o futuro com otimismo. Estamos com um grupo que nos dará muitas alegrias no futuro."

O armador central Diogo Hubner, um dos mais experientes e responsável por muitas jogadas importantes para a equipe durante todo o campeonato, praticamente repetiu as palavras do técnico, ressaltando o crescimento da Seleção no Mundial e a importância da inclusão de jovens atletas no grupo. "Estamos muito tristes pelo jogo, mas muito felizes com a nossa participação. Chegamos aqui vistos como um das equipes que jogaria pela 'segunda divisão' e agora estamos na primeira divisão, jogando de igual para igual com alguns dos melhores do Mundo. Nós lutamos e tentamos fazer nosso melhor no jogo. Mas a Rússia é um time muito forte. Estou muito feliz com o que fizemos aqui."

O técnico russo, Oleg Kuleshov, felicitou os brasileiros pelo trabalho. "Primeiramente, dou parabéns ao Brasil que mostrou um handebol rápido e eficiente. Nós aprendemos muito hoje. Quanto ao nosso jogo, estávamos um pouco nervosos no início e não conseguimos fazer nossos principais contra-ataques. No segundo tempo fomos mais eficientes para conseguir a vaga para as quartas."

Gols: Brasil - Borges (6), Vinícius (6), Zeba (5), Arthur (5), Diogo (2) e Japa (2). Rússia - Gorbok (11), Dibirov (5), Igropulo (5), Chipurin (4), Pyshkin (1) e Shishkarev (1).

Seleção Brasileira

Goleiros: César Augusto de Almeida (EC Pinheiros-SP) e Luiz Ricardo do Nascimento (Metodista/São Bernardo/Besni-SP).

Pivôs: Alexandro Pozzer (EC Pinheiros-SP) e Vinícius Santos Teixeira (Metodista/São Bernardo/Besni-SP).

Armadores: Arthur Malburg Patrianova (EC Pinheiros-SP), Fernando José Pacheco Filho (EC Pinheiros-SP), Guilherme Valadão Gama (Metodista/São Bernardo/Besni-SP), Gustavo Nakamura Cardoso (Metodista/São Bernardo/Besni-SP), Oswaldo Maestro Guimarães (EC Pinheiros-SP) e Thiagus Petrus (Naturhouse La Rioja - Espanha).

Centrais: Diogo Kent Hubner (Metodista/São Bernardo/Besni-SP) e Thiago Roberto Torres dos Santos (TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté-SP).

Pontas: Fábio Rocha Chiuffa (Metodista/São Bernardo/Besni-SP), Felipe Borges (Reale Ademar León - Espanha), Gil Vicente de Paes Pires (TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté-SP) e Lucas Benedito Cândido (TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté-SP).

Primeira fase

Sábado (12)
Brasil 23 x 33 Alemanha

Domingo (13)
Brasil 24 x 20 Argentina

Terça-feira (15)
Brasil 22 x 27 França

Quarta-feira (16)
Brasil 27 x 22 Tunísia

Sexta-feira (18)
Brasil 26 x 25 Montenegro

Oitavas de final

Domingo (20)
Brasil 26 x 27 Rússia
 A ASICS é a marca oficial de material esportivo do HANDEBOL BRASILEIRO. 

BLOG DI VULGANDO A ATIVIDADE FÍSICA, ESPORTE E LAZER


cael-sm divulgando rodrigo-premio jovem cientista:


No site www.infosantamaria.com.br. estamos com uma matéria especial que fizemos com o RODRIGO GONÇALVES DIAS, que foi homenageado em FOZ DO IGUAÇU-PR, por ocasião da realização do 28º CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA, como nosso destaque do ano de 2012, ao ganhar o PRÊMIO JOVEM CIENTISTA, no dia 18 de dezembro, em BRASILIA, das mãos da presidente DILMA.
Na agenda do Profissional de Educação Física, RODRIGO está reservado o período de 21 a 23 de março para estar na cidade de Santa Maria. Definida a participação dele como PADRINHO do TROFEU DESPORTIVO CIDADE DE SANTA MARIA e outros compromissos a serem agendados pelo CAEL-SM.
Essa matéria está na abertura do site infosantamaria.


MINEIRO RODRIGO GONÇALVES DIAS, PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA, GANHOU O PRÊMIO JOVEM CIENTISTA 2012

20/01/2013 

Foto do Arquivo Pessoal de RODRIGO
Rodrigo Gonçalves Dias
Foto Rodrigo Gonçalves Dias ( Clery Quinhones de Lima)
INFO SANTA MARIA está com uma entrevista especial, realizada pelo colunista e jornalista Clery Quinhones de Lima, com Rodrigo Gonçalves Dias, profissional de Educação Fisica, que recebeu das mãos da presidente Dilma Rousseff, o Prêmio Jovem Cientista na Educação Física. O ilustre brasileiro deverá estar em Santa Maria, de 21 a 23 de março, por ocasião do Troféu Desportivo Cidade de Santa Maria, na noite de 22 de março, no auditório do Colégio Marista Santa Maria, promovido pela QUILISPORT/CAEL-SM/PREF.MUN.SM/SMEL.
Em Fóz do Iguaçu-PR, por ocasião da realização do 28º Congresso Internacional de Educação Física, tivemos a oportunidade de fazer uma entrevista com o profissional de Educação Fisica e doutor em Biologia Molecular pela UNICAMP – Instituto do Coração – SP, Rodrigo Gonçalves Dias, 35 anos, detentor da honraria Prêmio Jovem Cientista na Educação Física, cujo prêmio foi entregue pela presidente Dilma Rousseff no dia 18 de dezembro, em Brasília.
Rodrigo, hoje, tem uma extensa agenda, mas já reservou a vinda para Santa Maria no período de 21 a 23 de março. Estamos fazendo contato para confirmar a sua presença junto a comunidade acadêmica, científica, comunidade local e da região.
Conversa com Almir
Conversa com Almir Gruhn, presidente da FIEP
Na coletiva, que coordenamos para as rádios Universidade e Imembuí, jornal Saúde Pela Prática e site Info Santa Maria, de Santa Maria–RS, e Educativa Paraná- Curitiba-PR, além de Rodrigo, participaram Almir Gruhn, presidente da Federação Internacional de Educação Física – FIEP, promotora do Evento.
ALMIR- “FIEP, dentro da suas ações, está voltada também para a o setor científico e acadêmico e orgulha-se de ter o profissional de Educação Física, Rodrigo, aqui em Foz e sendo homenageado pelo Congresso.” Continua “esperamos contar com outros Rodrigos para que a cada dia a nossa Educação Fisica seja mais produtiva. Parabéns ao nosso Delegado da FIEP, Profissional de Educação Física e Jornalista, que toma essas iniciativas e hoje oportuniza que o Rodrigo possa passar as suas informações à vários Veículos”, diz.
DSC02064
Rodrigo – “Temos uma enorme satisfação de voltar à Foz do Iguaçú, neste Congresso da FIEP, considerado o maior do mundo da entidade e, desta vez, para receber uma homenagem de nossa categoria. Essa nossa conquista é fruto de muito trabalho, é da Educação Física. Foram  11 anos de pesquisa que começou desde o curso de Educação física, em que paralelamente,  éramos pesquisadores  junto ao laboratório da UNICAMP. Depois entramos no Mestrado e por entendimento da banca avaliadora, fomos direto para o doutorado de Biologia Molecular, da UNICAMP, no Instituto do Coração-SP.”
Nota do Editor – Informação do colega da FIEP, Dr. Sidirley Barreto, da FURB –  Blumenau/SC – da FIEP, que os primeiros estudos aconteceram pelos brasileiros, Dr. Antonio Carlos Gomes-SP, em Genética Esportiva e José Fernandes, da FIEP – RJ, Análise Digital para Detectação de Talentos. Ttodos esses doutorados foram realizados na Rússia.
Sobre  a sensação de receber o prêmio das mãos da Presidente Dilma, Rodrigo  diz que ainda está assimilando (aconteceu no dia 11 de dezembro de 2012), mas que podemos ter a certeza de que foi com a alegria e orgulho. Orgulho sim, mas com responsabilidade muito grande.
O PRÊMIO DE JOVEM CIENTISTA NA EDUCAÇÃO FÍSICA é promovido pelo Governo Federal, através do Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico- CNPq, com a participação da GERDAL,  GE e Fundação Roberto Marinho.  Tem como quesitos básicos,  a relevância do tema, apresentação, potencial de contribuição, benefícios para a sociedade. Ele é disputado anualmente, em três categorias e são premiados, de 1º a 3º lugares. O Prêmio de Rodrigo foi na área de inovação tecnológica nos esportes, na categoria graduado, sendo a principal, que teve em torno de 2 mil trabalhos.
Nota do Editor – Rodrigo, no seu estudo sobre a genética na atividade física, vai avançar muito e, dá-nos a certeza de que muito contribuirá para a educação física. Ressaltando que hoje é notório o seu avanço e tem o crédito do mundo científico e mesmo da comunidade, pois, há uma consciência de todos na prática da atividade física, sendo uma necessidade de todos para que possamos obter saúde, e também que seja produtivo e integrado na sociedade em que vivemos.
Informamos que já está na agenda do Rodrigo os dias 21 a 23 de março de 2013 para a vinda à Santa Maria. Para isso, nós iniciamos contatos com algumas entidades para que viabilizemos a sua presença em nossa cidade. Se confirmar, ele será o padrinho do Troféu Desportivo Cidade de Santa Maria, no noite de 22 de março, promovido pela QUILISPORT, CAEL-SM e PREFEITURA MUNICIPAL de Santa Maria.
Na coluna de quinta-feira, estaremos com uma ampla matéria sobre o 28º Congresso Internacional de Educação Física, que foi realizado de 12 a 16 de janeiro em Foz do Iguaçu, com a nossa cobertura.
Por Clery Quinhones de Lima