quinta-feira, 27 de novembro de 2014

NOSSO BLOG VEICULA MATÉRIA DA PRESIDENTE DO RIOGRANDENSE DE SANTA MARIA

 A PRESIDENTE DO RIOGRANDENSE DE SANTA MARIA - RS 
NOTA DA REDAÇÃO - NOSSO BLOG que é meramente da EDUCAÇÃO FÍSICA, ESPORTE NÃO PROFISSIONAL, LAZER. mas prima pela ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO, valendo-se da Matéria de Lucas Rizzatti, globoesporte.com/rs, da RBS está publicando na integra, no sentido de valorizando a MULHER no esporte e esperando de que efetivamente isso venha acontecer, são pouco mais de 100 dias, vamos acompanhar e torcedor que ao longo da TEMPORADA possa realmente acontecer o que ela promete.( CLERY QUINHONES DE LIMA -EDTOR)
- Atualizado em

Da lavoura ao futebol: mulher assume clube e quer transformar interior do RS

Aclamada presidente do Riograndense, Lisete Frohlich cativa patrocinadores e abre percentual de atletas a torcedores; gremista, trabalhou no campo até os 18 anos

lisete riograndense futebol rs gauchão divisão de acesso presidente (Foto: Gilson Pinto Alves/Divulgação)Lisete em estádio que passa por melhorias na sua administração (Foto: Gilson Pinto Alves/Divulgação)

Só mesmo um pedido de entrevista para fazer Lisete parar o carro com o qual costuma se deslocar por todo o Interior em busca de investidores. Ela não costuma ficar muito tempo inerte porque, na sua visão, somente esse trabalho de corpo a corpo pode transformar a dura realidade da parte do futebol alijada dos holofotes monopolizados pela dupla Gre-Nal.

Mais do que isso, um meio dominado pelo universo masculino. Lisete coordena mais de 100 homens, entre jogadores, funcionários, diretores… Afirma que ainda não sentiu os efeitos nocivos do preconceito. Prefere, sim, celebrar o apoio recebido pelos ex-presidentes do clube nascido em 1912 - um dos mais antigos do Rio Grande do Sul, com sede em Santa Maria, quinta cidade mais populosa do estado.
- Foi uma surpresa a aceitação de todo mundo. Estou profissionalizando a gestão. O futebol do Interior está carente de um plano de gestão. Eu quero mudar isso - afirma.
torcedores "ganham" com vendas
lisete riograndense futebol rs gauchão divisão de acesso presidente (Foto: Reprodução)Lisete posa com a camiseta do clube que preside (Foto: Reprodução)
Empossada em setembro, ela conta ao GloboEsporte.com o que pretende fazer nesses dois anos. Ou melhor, o que já começou a realizar. São dois meses de gestão e mudanças com toda a cara de revolução. Uma das principais medidas até o momento foi o convite para os torcedores lucrarem com futura venda de jogadores.
Os fãs podem investir uma cota de R$ 500 ou de R$ 1 mil mensais durante os dois anos da gestão. Assim que um dos nomes da "cesta de atletas", de dez integrantes, for negociado, todos receberão, no mínimo, o valor inicial depositado. Quem ajudou a implementar a novidade foi o gestor esportivo Wagner Luz, que desistiu de ir a Portugal ao conhecer o projeto de Lisete para o Riograndense.

- Historicamente, o clube é muito ajudado por torcedores. Nós queremos dar esse retorno. Há o risco de não vender, mas, de qualquer forma, eles terão ajudado o clube, o que fariam igualmente. Mas há o risco de vender - sorri Wagner, tão empolgado com a empreitada que alonga reuniões com Lisete e equipe até o meio da madrugada.

A mesma concepção de proatividade vale para a busca por patrocinadores. Ou seja, a receita é a maior transparência possível com investidores. Já são cinco empresas cativadas pelo poder de persuasão de Lisete. Antes de sua chegada, havia apenas um patrocinador.
Quero viajar, estar junto. Vou organizar a agenda, estar perto. E dar puxão de orelha quando precisar. Claro que o futebol é um meio machista, mas, por enquanto, não estou recebendo resistência
Lisete Frohlich
- Apresento projetos estruturados, baseados sempre no esquema de "ganha-ganha". O empresário sabe quantas vezes ele sai na TV, no jornal, com sua marca no clube - conta Lisete. - O meu patrocinador master do ano passado só patrocinava o futebol, agora ele patrocina até boxe no clube.

A experiência de Lisete vem de sua qualificação. Formada em pedagogia, fez MBA em gestão empresarial e concluiu até curso da Fifa. Foi com essa última experiência, aliás, que resolveu se envolver de novo com o futebol, esquecido entre tantos afazeres profissionais. Em seus tempos de lavoura de fumo em Venâncio Aires, teve a sua primeira experiência com o esporte ao ouvir as partidas do Grêmio no rádio de pilha do pai.
O Grêmio foi base de seu trabalho de conclusão na Fundação Getúlio Vargas (FGV), no qual foi segundo lugar em nível nacional. Lisete se orgulha da honraria, mas gosta mesmo é de sempre repousar no lugar mais alto do pódio. Mas sem pressa. Tanto que não conta com classificação à elite do Gauchão ainda em sua gestão de dois anos.
sem glamour: até esgoto na pauta
construção grama sintética riograndense futebol rs gauchão divisão de acesso presidente (Foto: Divulgação)Início da construção da quadra de grama sintética (Foto: Divulgação)
A meta principal é inverter a lógica das administrações do Interior. Primeiro, quer arrumar a casa. Depois, o sucesso em campo. Nesse momento, a gestão mostra seu lado menos glamouroso. Até de um problema crônico de dez anos no esgoto do estádio dos Eucaliptos Lisete precisou cuidar.

Com o dinheiro dos apoiadores, já foi possível também reformar um pavilhão, começar construção de um placar eletrônico e de uma quadra de grama sintética e intensificar a campanha de sócios. Espera, em um ano, saltar de 400 associados em dia para 1,4 mil. Também quer atrair as mulheres, construindo espaços como academias e, por que não, no futuro, inseri-las no próprio futebol.

- O segredo é o trabalho, arregaçar as mangas. Futebol é paixão, mas com um pouco de razão. Trabalho em cima do que posso fazer. Nosso clube é viável, pode chegar “no azul”. Só não pode ser um meteoro, subir e cair logo - explica.
Norma Rolim foi a primeira presidente do Riograndense, em duas oportunidades: de 2006 a 2009 e, depois, em 2012 no ano do centenário do clube
Os jogadores se reapresentam em 15 de janeiro, de olho na Divisão de Acesso. E não é só isso. O futebol, desta vez, durará os 12 meses do ano. São 23 atletas confirmados, entre o ex-zagueiro do Grêmio Alex Xavier. Há também um elemento inédito: ao menos dez garotos oriundos da base. O grupo de meninos conta com nutricionista e preparador físico específicos neste fim de ano para chegarem em alto nível ao grupo profissional.
A juventude também é atuante na gestão. A "diretoria jovem" coloca a mão na massa, buscando novos sócios, criando mutirões, como o que recentemente pintou as arquibancadas e marcou o gramado. Se alguém quiser ajudar, criticar ou tão somente elogiar, Lisete personalizou a comunicação. Basta acessar o site do Riograndense e clicar no ícone "Fale com a presidente". Ela garante responder todos os e-mails, mais de 100 por semana só de torcedores.
"não encontrei resistência"
A habilidade de se comunicar vem das palestras e consultorias que realiza com a sua empresa particular. Ofício paralelo que não a tira do convívio diário com o Riograndense. Vai todos os dias ao estádio e espera manter uma rotina de viagens com o grupo de jogadores.

- Quando trabalhava na área de marketing do clube, sempre palestrei, entrava no vestiário. No sub-19, acompanhava tudo, ia no ônibus com jogadores. Quero viajar, estar junto. Vou organizar a agenda, estar perto. E dar puxão de orelha quando precisar. Claro que o futebol é um meio machista, mas, por enquanto, não estou recebendo resistência nenhuma - garante.
lisete riograndense futebol rs gauchão divisão de acesso presidente (Foto: Divulgação)Lisete começou seu trabalho em setembro e espera revolucionar o futebol do Interior (Foto: Divulgação)


A fortaleza de uma mulher disposta a se embrenhar no meio do futebol só é amolecida quando Lisete se recorda dos pais, humildes agricultores que não estão mais vivos para comprovar que todo o esforço valera a pena.

- Se minha mãe estivesse viva… ela falou que eu ia sofrer por ser sonhadora. Mas você tem que sonhar, sim, acordado. E realizar o sonho. Tenho certeza de que eles estão orgulhosos.

O mesmo vale para os torcedores do Riograndense, distantes há 36 anos da primeira divisão do Gauchão. O caminho é longo, mas parece estar bem iluminado pela filha de agricultores que sequer tinha luz elétrica quando nasceu.
Confira as notícias do esporte gaúcho no

terça-feira, 25 de novembro de 2014

NOSSO BLOG em PARALELO COM O SITE OLIMPICO DA RIO 2016


Eduarda Amorim comemora ano de grandes conquistas no handebol

Atleta da Seleção Brasileira conquistou a tríplice coroa com seu clube, Gyori Audi Eto, da Hungria, e foi eleita a melhor atleta de handebol do ano
Santo André (SP) - O ano de 2014 vai chegando ao fim com muitos motivos para Eduarda Amorim comemorar. A armadora esquerda da Seleção Brasileira Feminina de Handebol foi bicampeã da Champions League, campeã da Copa Húngara e da Liga Húngara com o Gyori Audi Eto, da Hungria, foi escolhida a melhor jogadora da posição, ganhou a responsabilidade de assumir a função de capitã da equipe que defende desde 2009, e, aos 28 anos, encerra o ano com a premiação de melhor atleta do handebol brasileiro, oferecido pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Esse é realmente um ano marcante para Duda. A catarinense de Blumenau (SC) teve 100% de aproveitamento na temporada e comemora cada uma de suas conquistas. "A felicidade e a satisfação são enormes. Pelo segundo ano, ser eleita como melhor na modalidade é motivo de orgulho. É ver a dedicação diária materializando-se em forma de reconhecimento", disse Duda, que já havia recebido o Prêmio Brasil Olímpico em 2012.

Apesar de tantas comemorações, agora é hora de direcionar o foco ao time brasileiro, que está se preparando para importantes competições deste ciclo, como os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Duda está na Espanha para mais uma fase de treinamento com a Seleção e, de sexta-feira (28) a domingo (30), participa do Torneio Internacional da Espanha, onde o Brasil enfrentará a equipe da casa, a Polônia e a Tunísia. Na semana seguinte, irá para a Suécia para um amistoso contra as anfitriãs e para mais uma fase de treinamentos com o grupo dirigido pelo técnico dinamarquês Morten Soubak.

O tempo com as brasileiras será curto, já que, depois da Suécia, Duda já voltará para a Hungria. Na reapresentação ao clube, terá a Champions League como próximo compromisso, porém os jogos voltam apenas no dia 30 de janeiro. "Temos a perspectiva de buscar novamente o título da Liga dos Campeões, mesmo sabendo que o time está em um momento diferente, pois duas atletas importantes ficarão de fora por estarem grávidas", comentou Duda, se referindo a húngara Anita Görbicz e a norueguesa Katrine Lunde Haraldsen. "Mas acredito e confio no grupo, tanto nas atletas quanto na comissão técnica, e claro, conto com o apoio da nossa torcida na busca de mais essa conquista", complementou a armadora esquerda.

Em um momento importante da carreira, Duda lembrou de todos que, indireta ou indiretamente, fazem parte de tudo o que ela tem conquistado ao longo dos anos. "Agradeço a todos os envolvidos nessa etapa importante da minha carreira por acreditarem no meu potencial, como a Confederação Brasileira de Handebol, a Seleção, aos nossos patrocinadores, ao meu clube, marido, familiares e amigos. Sem toda essa estrutura, nada disso teria sido possível", concluiu.

O bom momento de Duda e do handebol feminino do Brasil não se restringe a 2014. A jogadora ajudou a Seleção Brasileira a conquistar o inédito título Mundial em 2013 e a chegar ao sexto lugar, melhor posição já alcançada pelo País, nos Jogos Olímpicos de 2012.

Receber o Prêmio Brasil Olímpico, como a melhor jogadora de handebol de 2014, é algo mais do que justo para essa que é um dos ícones atuais da modalidade no Brasil e no Mundo. A entrega será no Theatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ), no dia 16 de dezembro.
Os Correios e o Banco do Brasil são os patrocinadores oficiais do Handebol do Brasil. A ASICS é a marca oficial de material esportivo e a Penalty a fornecedora de bolas.

Photo&Grafia Comunicação / www..photoegrafia.com.br
Rua Gertrudes de Lima, 53 - Sala 53 - 5º andar - Santo André (SP) - CEP: 09020-000
Telefones: (11) 4438-8200 / Plantões: (11) 97653-7957
redacao@photoegrafia.com.br
Caso não queira receber nossos releases, por favor solicite o seu cancelamento.

NOSSO BLOG ESPORTIVO COM O BLOG DO JCRUZ


Blog do José Cruz

O esporte na rota da corrupção

José Cruz
Compartilhe39
Imprimir Comunicar erro
Não são só empreiteiras. As parcerias entre estatais e instituições do esporte também precisam ser investigadas. Banco do Brasil, Caixa, Infraero, Correios, Eletrobras e Petrobras são as investidoras de ponta. Há muitos anos.
Agora, começo a entender: estranhamente, bem antes de estourar o escândalo atual, a Petrobras já não respondia minhas indagações. Eram pedidos de informações muito simples, como os valores investidos nas modalidades patrocinadas. Como ocorre no Ministério do Esporte, o silêncio já estava decretado.
Com o escândalo agora também investigado nos Estados Unidos, os envolvidos se entregando e até apresentando provas de pagamento de propinas, surgem suspeitas sobre as relações da Petrobras com o esporte, além dos tradicionais “investimentos”. Por exemplo, o lobista Fernando Soares “Baiano”, preso, foi dono de uma academia famosa, no Rio de Janeiro, vendida em 2013 para um empresário, em transação limpa, conforme divulgou a imprensa carioca. real-ok
Meio campo
Mas era através dessa academia, que Baiano chegava a dirigentes esportivos, alguns de influência expressiva, promovendo a aproximação com assessores e o próprio Paulo Roberto Costa, ex-diretor da estatal, preso em março deste ano, mas já em prisão domiciliar, o tal que abriu o bico e deu no que se está vendo. Os detalhes dessas relações, em forma de “consultorias” deverão ser revelados pela CPMI (Comissão Parlamentar Mista der Inquérito). “Deverão”, porque estamos falando de políticos…
Silêncio
Esse escândalo confirma que procediam as indagações sobre operações nebulosas envolvendo dinheiro público nos milionários negócios do esporte, desde o Pan 2007. Já sabemos sobre as propinas olímpicas e para a escolha de sede de Copa do Mundo. A própria preparação do Rio 2016 esconde casos nebulosos, como a construção do campo de golfe, obras no Engenhão, as destruições do Velódromo, da pista de atletismo Célio de Barros, do Autódromo da Barra, do Estádio de Remo da Lagoa etc. Os órgãos de fiscalização do governo, por mais eficientes que sejam, não conseguem acompanhar a velocidade da corrupção em geral, e o esporte, com o apelo das “emoções'', acaba no esquecimento.
Os R$ 6 bilhões gastos no último ciclo olímpico são insignificantes diante dos bilhões revelados no escândalo da Petrobras. Mas é dinheiro “do público”, do “contribuinte”, que precisa de esclarecimento rigoroso sobre os seus rumos.
Auditorias em todos os segmentos e instituições beneficiadas pela Lei de Incentivo ao Esporte, convênios com o Ministério do Esporte, Bolsa Atleta, patrocínio das estatais, Lei Piva, salários dos cartolas pagos com verbas públicas e por ai vai.
Teremos isso?

sábado, 22 de novembro de 2014

NOSSO BLOG COM O MASTER DE TENIS EM SANTA CATARINA





Correios Brasil Masters Cup define campeões no Costão do Santinho

Thiago Monteiro e Bia Haddad Maia vencem chaves profissionais em Florianópolis

 
Crédito: Cristiano Andujar

Florianópolis (SC), 22 de novembro de 2014 – O Correios Brasil Masters Cup 2014 encerrou neste sábado a sua sétima edição, realizada no Costão do Santinho Resort, em Florianópolis, com títulos definidos nas chaves juvenis, profissionais e de cadeirantes.

      O título profissional masculino foi conquistado pelo cearense Thiago Monteiro, que superou na final o gaúcho Rafael Matos por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 7/6. A paulista Beatriz Haddad Maia venceu a chave profissional feminina ao superar a gaúcha Gabriela Cé na decisão com duplo 6/3.
       Na chave masculina de tênis em cadeira de rodas, Carlos “Jordan” Santos foi campeão ao vencer Daniel Rodrigues por 6/0 6/4. Natália Mayara conquistou o título feminino de cadeirantes vencendo Rejane Cândida com 6/0 6/3.
      O Desafio Olímpico de Duplas, na noite de sábado, teve a vitória de Bruno Soares e Marcelo Melo sobre André Sá e Orlando Luz, que substituiu Thomaz Bellucci, devido a problemas físicos do número 1 de simples do Brasil. Em duelo bem animado e disputado, Melo e Soares fecharam com  6/3 7/6.
       Nas chaves juvenis, o catarinense Gabriel Boscardin foi campeão da categoria 16 anos masculino ao superar o gaúcho João Vitor Ceolin com 7/6 2/0 e retirada. A paranaense Gabriela Araújo venceu a paulista Marcelle Cirino por 6/1 6/3.
       O paulista Luiz Eduardo Santos foi campeão de 14 anos masculino ao derrotar na final o cearense Jackson Xavier por 6/1 6/0. A gaúcha Laura Wayerbacher venceu a baiana Catharina Azevedo por 6/4 6/0.
       Na chave masculina de 12 anos, o baiano Natan Rodrigues venceu o catarinense Pedro Boscardin por 7/6 6/3. A goiana Nalanda Teixeira conquistou o título feminino ao superar na decisão a mineira Ana Flávia Rodrigues por 6/4 6/7 6/2.
       Além das competições, o Correios Brasil Masters Cup teve a realização de clínica de tênis com a participação de João Zwetsch e Teliana Pereira, Pro-AM com os tenistas do torneio junto a empresários, além de uma reunião da COSAT (Confederação Sul-Americana de Tênis) e a Assembleia Geral Extraordinária da Confederação Brasileira de Tênis.

























sexta-feira, 21 de novembro de 2014

NOSSO BLOG COM A LIGA HÍPICA CENTRAL

ETAPA HÍPICA NO 1º R P MON 
CIDADE DE SANTA MARIA

 Recebemos do 1º R P Mon e da Liga Hipica Central e estamos divulgando.

Evento: CONCURSO DE SALTO CEL PILLAR. Válido Pela Copa Cmt Geral e Liga Hípica Central
Local: 1º R P MON – Santa Maria, RS.
                                                               Data: 29a 30 de novembro de 2014        Federação:      FGEE

CONDIÇÕES GERAIS

Esse evento é regido de acordo com:

- Regulamentos dos Campeonatos de Salto da Brigada Militar e Liga Hípica Central;

- Regulamento Geral da CBH, edição de 2014;
- Regulamento de Saltos da CBH, 2014;
- Regulamento Veterinário da CBH de 2013;
- Diretrizes técnicas da CBH;
- Caderno de Encargos 2014;
- Todas as modificações posteriores dos regulamentos citados, publicados pela CBH.

Aprovado pela      


I.           INFORMAÇÕES GERAIS

  1. DENOMINAÇÃO DO EVENTO:

DATA: 29 a 30 de novembro de 2014;
LOCAL: 1º RPMon – Santa Maria;
ESTADO: Rio Grande do Sul;
CONTATO:1rpmon@brigadamilitar.rs.gov.br
ENDEREÇO: Rua Pinto Bandeira 350 – Dores, Santa Maria, RS;
TELEFONE: (55)3220-6400.


  1. ORGANIZADOR:
Nome: 1º RPMon “RgtCel Pillar”;
Telefone: (55) 3220-6400 - Fax: (55)3220-6409;
E-mail: 1rpmon@brigadamilitar.rs.gov.br            


  1. COMITÊ ORGANIZADOR :
Presidente do Evento:         TC QOEM Sidenir Cardoso de Oliveira;
Telefone: (55) 8411-8101;
Alojamento e Hospedagem: CapQOEM Nei da Silva Brilhante;
Telefone: (55) 91584840;
E-mail:brilhante@brigadamilitar.rs.gov.br
Estabulagem: Ten Flavio Quinto
Telefone: (55) 9946-4391 ou (55) 3220-6430;
E-mail: Flavio-quinto@brigadamilitar.rs.gov.br
Secretaria do Evento: SgtEdem Alexandre da Silva;
Telefone: (55) 9153-1678; 3220-6406
Sd Sauzen 9969-8539

  1. DIRETOR DO EVENTO
Nome:Maj QOEM Paulo AntônioFlores de Oliveira;
Telefone: (55)84118062;
E-mail:paulo-antonio@brigadamilitar.rs.gov.br

        
  II.OFICIAIS

1.   JÚRI DE CAMPO:
Presidente:Enilton da Silveira Karsten       
Membro:Celita de Araujo Karsten      Membro: Juracy Coelho Soares Nunes


2.   DELEGADO TÉCNICO:
Nome:                 
E-mail:                

3.   DESENHADOR DE PERCURSO:
Nome:Alberi Rodrigues  
E-mail: alberi2020@hotmail.com

4.   COMISSÁRIO-CHEFE:
Nome:                 

III.     ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

1.   LOCAL:
Rua Pinto Bandeira 350, Dores Santa Maria, RS.
O evento será:                     indoor                   outdoor

2.   PISTA DE COMPETIÇÃO:
Dimensões:48,50m x 63,00m;
Tipo de Piso: Areia.

3.   PISTA DE AQUECIMENTO:
Dimensões: 33,00m x 50,00m;
Tipo dePiso: Areia.

4.   COCHEIRAS:
Dimensões:3,50 m x 3,00 m (min. 3m x 3m)


IV.       INSCRIÇÕESE ESTABULAGEM:
Inscrições serão aceitas pelo e-mail edem-silva@brigadamilitar.rs.gov.br;
Até27/11/2014, às 18h30min. Não serão aceitas inscrições por telefone.

Taxas de inscrição por conjunto, para o concurso:

Prova Escolas: R$20,00;
Prova 0,90m: R$20,00;
Prova 1,00m: R$25,00;
Prova 1,10m: R$30,00;
Prova 1,20m: R$40,00;
OBS: Atletas da Brigada Militar estão isentos das taxas de inscrição.
A estabulagem ocorrerá nas cocheiras do Rgt, e na UFSM, ao custo de R$ 30,00, por animal. Obs. Somente para animais de fora de Santa Maria.Contato Cap Menezes (55) 9988-0266. Trazer Balde e Roupa de Cama.
Obs.: A responsabilidade pelas inscrições é exclusiva da entidade que será representada e do concorrente filiado. O Comitê Organizador e os Oficiais se reservam o direito de solicitar comprovantes legais e/ou regulamentares que comprovem a correção da mesma.

V.  VANTAGENS :

  1. ATLETAS
Hospedagem e alimentação por conta dos concorrentes. Abaixo consta a lista de hotéis da cidade de Santa Maria, recomenda-se a reserva com antecedência. Haverá possibilidade para alojamento de ambos os sexos para concorrentes desacompanhados. Contato CapNei da Silva Brilhante Telefone: (55)91584840;
E-mail: brilhante@brigadamilitar.rs.gov.br

Hotéis
Endereço
Fone
Site
Hotel Morotin
Rua Ângelo Uglione, 1629, centro
(55) 32205200
WWW. morotin.com.br
Park Hotel Morotin
RST 287 Km 6,2 Camobi
(55) 32201600
Hotel Continental
Rua Benjamin Constant, 1209, centro
(55) 30287070
WWW.continentalsantamaria.com.br
Hotel Itaimbé
Rua Venâncio Aires, 2741, centro
(55) 32201144
Hotel Dom Rafael
Av. Rio Branco, 228, centro
(55) 21011919
Hotel Appel
Rua Appel, 509, centro
(55) 32254040
Hotel Umberto
Rua Pinheiro Machado, 2310, centro
(55) 32231210
Hotel Ravas
Av. NS. Sr.ª Dores, 399
(55) 32211589
Hotel Paraíso
Rua Venâncio Aires, 1585, centro
(55) 21033960
Hotel Laçador
Rua Dr. Bozano,1095, centro
(55) 32227575

Hotel Cura Cone Sul
Rua Joana D’Arc, 96, NS. Sr.ª Lurdes
(55) 32228112

  1. TRATADORES
Alimentação: por conta própria.
Pedido de acomodação deve ser enviado junto com as inscrições. Os tratadores e motoristas deverão trazer roupa de cama e balde.

  1. CAVALOS
Todos os animais inscritos ficarão estabulados no Regimento e na UFSM;
Despesas de transporte por conta própria. Ten Flavio Quinto Fone 9946-4391
  1. CHEGADA
Os animais serão recepcionados preferencialmente, em horário de expediente, ou
seja, durante o dia. A partir do dia 26 de novembro de 2014, quarta-feira, entre 8 e 18 horas. Entrada de animais no Rgt sedará pela Rua Anibal Barão, fundo do Rgt.

  1. PUBLICIDADE E PROPAGANDA NOS ATLETAS E ANIMAIS (Art. 131 do RG)
Os concorrentes estão autorizados a portar logomarca de seus patrocinadores, conforme regulamentação da CBH.
A Comissão Organizadora se reserva o direito de, a seu critério, apresentar capas com logomarcas dos patrocinadores do Evento, para que os animais classificados nas provas utilizem. Será obrigatório o uso das referidas capas, sob pena de perda da premiação correspondente.

VI.       DIVERSOS

1.   PARTICIPAÇÃO

1.1 CATEGORIAS: Para os integrantes da Brigada Militar e Liga Hípica Central, conforme prevê seus regulamentos próprios. Para os demais somente na aberta.


1.2 CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇÃO:

- Cada concorrente poderá inscrever e participar com até 03 cavalos por prova.
- Nas provas regidas pelo Artigo 238.6.2.3, a Extensão do Percurso, Faixa de Tempo e Tempo Ideal serão divulgados somente ao término das mesmas.
- Concorrentes que não sejam integrantes da brigada militar, ou Liga Hípica Central, participam somente da premiação aberta.
- Os cavaleiros que saltarem mais de uma prova por dia em diferentes alturas, somente poderão variar no máximo 20cm na altura para concorrer, desde que se enquadre nas categorias.


2 INFORMAÇÕES GERAIS

- Taxas de inscrição pagas e não utilizadas (não comparecimento ao evento) não serão devolvidas. No caso de problemas veterinários, as taxas de inscrições serão devolvidas em 50%, através de apresentação atestado veterinário.
- Todos os Recursos para que sejam válidos devem ser apresentados por escrito e acompanhados de depósito no valor de R$ 300,00 (Trezentos Reais).


2.1PREMIAÇÃO DE PISTA

Medalhas e Escarapelas (03)Brigada Militar e Liga Hípica Central, por categoria e
(04) na aberta;


2.2 TÍTULOS
 Serão ainda premiados com Troféus, os campeões e vices do campeonato da Brigada Militar e série aberta.


2.3 CONTAGEM DE PONTOS

Será realizada pela formula olímpica, ou seja, número de concorrentes do 1º dia + 01 para o 1º lugar, - 01 para o segundo lugar e assim sucessivamente. Eliminados e desistentes, 0 ponto. Caso haja empate para quaisquer títulos, será considerado vencedor o melhor resultado da última prova.

2      CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO (Art. 115 do RG)
Cerimônia de Premiação de Pista: a ser realizada após a proclamação dos resultados de cada prova do evento, conforme o Art. 115 do Regulamento Geral da CBH. Concorrentes deverão comparecer com os animais classificados na prova e devidamente uniformizados.

3      SEGURO

Todos os proprietários e concorrentes são pessoalmente responsáveis por danos causados a terceiros pelos mesmos, seus funcionários, representantes ou seus animais. POR ESSA RAZÃO RECOMENDA-SE CONTRATAR UM SEGURO CONTRATERCEIROS

4      GANCHOS DE SEGURANÇA

Nome dofabricante: CARO

5      MÉDICO/ E AMBULÂNCIA
A cargo do HBM/SM
        
6      FERRADOR
A cargo da C.O. (despesas com serviços e materiais por conta dos interessados).

7      UNIFORME

7.1 CIVIS: O previsto no regulamento da CBH;
7.2 MILITARES: 3º MC ou correspondente;










8.1 PREMIAÇÃO SÉRIE ABERTA, POR PROVA



Série
0,60
Série
0,80
Série
0,90
Série Extra 1,00m
SériePreliminar 1,10m
SérieIntermediária 1,20m


Provas1 e 8
Provas2 e 9
Provas3
e 10
Provas4
 e 11
Provas5
e 12
Provas6
 e 13

brindes
brindes
brindes
R$ 200,00
R$ 250,00
R$ 300,00

brindes
brindes
brindes
R$ 180,00
R$ 230,00
R$ 280,00

brindes
brindes
brindes
R$ 160,00
R$ 210,00
R$ 260,00

brindes
brindes
brindes
R$ 140,00
R$ 190,00
R$ 240,00







Total R$ 4.200,00


8.2PREMIAÇÃO BRIGADA MILITAR, POR PROVA



Série
0,60
Série
0,80
Série
0,90
Série Extra 1,00m
SériePreliminar 1,10m
SérieIntermediária 1,20m


Provas1 e 8
Provas2 e 9
Provas3
e 10
Provas4
 e 11
Provas5
e 12
Provas6
 e 13

brindes
brindes
brindes
R$ 200,00
R$ 250,00
R$ 300,00

brindes
brindes
brindes
R$ 180,00
R$ 230,00
R$ 280,00

brindes
brindes
brindes
R$ 160,00
R$ 210,00
R$ 260,00

brindes
brindes
brindes
R$ 140,00
R$ 190,00
R$ 240,00







Total R$ 4.200,00







T.Geral R$ 8.400,00


VII.    ASPECTOS VETERINÁRIOS

  1. INSPEÇÃO VETERINÁRIA:
Não haverá, somente para conferência de documentos.


  1. VETERINÁRIO DO CONCURSO:
Nome:TCel QOES Carlos Flávio Bastos Krebs;
Telefone:(55) 9977-1142;


  1. CONDIÇÕES SANITÁRIAS EXIGIDAS

Será exigida a apresentação de exame de Anemia Infecciosa Equina (AIE)com resultado negativo e VÁLIDO no mínimo até 30/11/2014 eGTA. OBS. Animais sem exames não desembarcarão.


PROGRAMAÇÃO TÉCNICA

                                        SEXTA FEIRA(28/11/2014):

 Churrasco para os tratadores


1º dia (29/11/2014) SÁBADO

08h00min: Reconhecimento de percursos provas nº 1 e 2.
08h30min:
PROVA 1 –0,60m. Tempo Ideal com Faixa de Tempo, velocidade 325m/m;

A seguir:
PROVA 2–0,80m. Tempo Ideal com Faixa de Tempo; velocidade 325m/m;

A seguir:
PROVA 3 -0,90m. Tempo Ideal com Faixa de Tempo; velocidade 350m/m;

A seguir:
PROVA 4–1,00m. Um desempate ao cronômetro, Art. 238 2.2, velocidade 350m/m;

Não antes das 17h00min:
PROVA 5–1,10m. Um desempate ao cronômetro, Art. 238 2.2, velocidade 350m/m;

A seguir:
PROVA 6–1,20m. Um desempate ao cronômetro, Art. 238 2.2, velocidade 350m/m.

A seguir:
PROVA CARRO CAVALO




2º dia (30/11/2014)    DOMINGO
08h00min: Reconhecimento provas
08h30min:

PROVA 8 – 0,60m. Tempo Ideal com Faixa de Tempo, velocidade 325m/m;

A seguir:
PROVA 9 – 0,80m. Tempo Ideal com Faixa de Tempo; velocidade 325m/m;

A seguir:
PROVA 10 - 0,90m. Tempo Ideal com Faixa de Tempo; velocidade 350m/m;


A seguir:
PROVA 11 – 1,00m. Um desempate ao cronômetro, Art. 238 2.1, velocidade 350m/m;

A seguir:
PROVA 12– 1,10m. Ao cronômetro, Art. 238 2.1, velocidade 350m/m;

A seguir:
PROVA 13– 1,20m. Ao cronômetro, Art. 238 2.1, velocidade 350m/m.


                                  ________________________________
                                   Sidenir Cardoso de Oliveira – TC QOEM
                                                     Cmt 1º R P Mon



                      ANEXO: FICHA PARA INSCRIÇÕES


FICHA PARA INSCRIÇÕES COPA CMT GERAL BM, LIGA HÍPICA CENTRAL E ABERTA
ENTIDADE:___________________________________

Deverá constar o Cavaleiro/Amazona, animal, altura da prova e categoria em que irá concorrer (podendo concorrer em mais de uma premiação se for da Liga e BM).

PROVA 0,60M
CAVALEIRO
CAVALO
CATEGORIA


(   ) BrigadaMilitar (   ) Aberta (   ) LHC


(   ) BrigadaMilitar (   ) Aberta (   ) LHC


(   ) BrigadaMilitar (   ) Aberta (   ) LHC

PROVA 0,80M
CAVALEIRO
CAVALO
CATEGORIA


(   ) BrigadaMilitar (   ) Aberta (   ) LHC


(   ) BrigadaMilitar (   ) Aberta (   ) LHC


(   ) BrigadaMilitar (   ) Aberta (   ) LHC


(   ) BrigadaMilitar (   ) Aberta (   ) LHC

PROVA 0,90M LEGENDA: Esp. é Especial.Cloé cavalo.Croé cavaleiro.

CAVALEIRO
CAVALO
CATEGORIA


( ) Esp. BM ( ) Esp. LHC ( ) CloInéd BM () Clo Novo LHC ( ) Cro Novo BM ( ) Cro Novo LHC( ) Aberta


( ) Esp. BM () Esp. LHC ( ) CloInéd BM ( ) Clo Novo LHC ( ) Cro Novo BM ( ) Cro Novo LHC( ) Aberta


( ) Esp. BM ( ) Esp. LHC ( ) CloInéd BM ( ) Clo Novo LHC ( ) Cro Novo BM ( ) Cro Novo LHC ( ) Aberta








PROVA 1,00M
CAVALEIRO
CAVALO
CATEGORIA


() Brigada Militar ( ) Cavalo Novo 4/5 anos BM ( ) LHC ( ) Aberta


( ) Brigada Militar ( ) Cavalo Novo 4/5 anos BM ( ) LHC ( ) Aberta


( ) Brigada Militar ( ) Cavalo Novo 4/5 anos BM ( ) LHC ( ) Aberta


PROVA 1,10M
CAVALEIRO
CAVALO
CATEGORIA


( ) Brigada Militar ( ) Cavalo Novo 5/6 anos BM ( ) LHC  ( ) Aberta


( ) Brigada Militar ( ) Cavalo Novo 5/6 anos BM ( ) LHC ( ) Aberta

PROVA 1,20M
CAVALEIRO
CAVALO
CATEGORIA


( ) BrigadaMilitar ( ) LHC ( ) Aberta


( ) BrigadaMilitar ( ) LHC ( ) Aberta


( ) BrigadaMilitar ( ) LHC ( ) Aberta


( ) BrigadaMilitar ( ) LHC ( ) Aberta
Nome do responsável:                                                                      
Tel.:
e-mail:       



       CÓDIGO DE CONDUTA DA FEI


1.     Em todos os esportes equestres o CAVALO tem que ser considerado a figura mais importante.

2.     O bem estar do CAVALO tem que estar acima da necessidade dos Organizadores, Patrocinadores e Oficiais.

3.     Todo manejo e tratamento veterinário tem que assegurar a saúde e o bem-estar do CAVALO.

4.     Os mais altos padrões de nutrição, alimentação, saúde, higiene e segurança tem que ser incentivados e mantidos em qualquer situação.

5.     Durante o transporte, adequadas provisões têm de ser providenciadas para assegurar a ventilação, alimentação (bebida e comida) e manter as condições de saúde do organismo do CAVALO.

6.     Tem de se dar ênfase na crescente educação de treinamento, nas práticas equestres e na promoção de pesquisas científicas da saúde equina.

7.     No interesse do CAVALO, a aptidão e competência do cavaleiro tem que ser considerada como essencial.

8.     Todos os métodos de treinamento e equitação consideram o CAVALO como um “ser vivo” e não pode incluir qualquer técnica considerada como abusiva pela FEI.

9.     As Confederações Nacionais tem que estabelecer controles adequados para que todas as pessoas de sua jurisdição respeitem a segurança do CAVALO.

10.   As regras, regulamentações nacionais e internacionais do esporte equestre a respeito da saúde e segurança do CAVALO tem que ser aderidas não só nos concursos nacionais e internacionais, mas também nos treinamentos. As regras e regulamentações das competições tem que ser revisadas constantemente para garantir sempre a segurança.