domingo, 17 de agosto de 2014

NOSSO BLOG DIVULGANDO O ESPORTE, SAUDE E LAZER

Colaboração de Paulo Henrique:

Revezamento 25 Horas Nadando

 completará 21 edições

Uma das maiores maratonas de revezamento aquático do Brasil, o "25 Horas Nadando", evento idealizado pela Universidade de Brasília - UnB e realizado em parceria com o SESC-DF, chegará à sua 21ª edição. A competição ocorrerá das 10h do dia 23m até 11h do dia 24 de Agosto, no Centro Olímpico da Universidade de Brasília. A expectativa é de que mais de 1,2 mil nadadores participem.

O Professor Paulo Henrique Azevêdo, coordenador do "25 Horas Nadando", ressalta que esta será a edição de emancipação plena do evento, já que serão completadas 21 edições de um evento anual, o que é muito difícil de ocorrer em uma cidade tão jovem como Brasília.
 
As inscrições estão abertas desde o dia 1º e vão até o dia 20 de Agosto, na unidade Sesc da 504 Sul, pelo valor de R$ 10 por atleta. Para participar é necessário que o competidor consiga nadar, no mínimo, 100 metros sem parar, não havendo limite de idade.
A competição acontece entre nadadores de clubes, escolas, associações e academias de todo o DF. A equipe vencedora será aquela que obtiver a maior distância percorrida ao final das 25 Horas de prova. Cada uma das oito raias contará com cerca de 150 competidores. A programação do evento prevê inúmeras atividades paralelas, como gincanas, partidas de polo aquático, recreação e música ao vivo.
Inscrições: 1º a 20 de agosto
Local: Sesc 504 Sul
Valor: R$ 10 por nadador
Prova: das 10h do dia 23/8 às 11h do dia 24 de agosto de 2014
Local: Parque Aquático do Centro

NOSSO BLOG COM A ATIVIDADE FISICA, ESPORTE E LAZER




HANDEBOL SANTA-MARIENSE VOLTA DISPUTAR COMPETIÇÃO NACIONAL

Desde a existência da LIGA NACIONAL DE HANDEBOL, 1995, promovida pela CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL – CBHb,  é a primeira vez que uma equipe masculino  do handebol gaúcho disputa uma LIGA. Tem a participação da ASSOCIAÇÃO SANTA-MARIENSE DE HANDEBOL – ASH, que faz com que o HANDEBOL SANTA-MARIENSE, depois de alguns anos volte ao CENÁRIO NACIONAL. Lembrando que em 2015, a cidade de Santa Maria sediará o MUNDIAL MASCULINO JUNIOR DE HANDEBOL.

      Como sempre tem acontecido, as dificuldades são imensas para que uma equipe de handebol  venha disputar uma competição nacional. A estrutura tem ser potencializada(gastos com treinamentos, transporte, alimentação e hospedagem). A ASH conseguiu uma vaga na LIGA NACIONAL, em que participam as melhores equipes do país do Handebol Brasileiro Masculino. Essa vaga chegou num momento difícil, em termos de busca de apoios financeiros – campanha eleitoral – mas a direção da ASH abraçou e sabe que tem que enfrentar essas dificuldades.
     A estréia acontece no dia 28 de agosto, 20h, na cidade de São José dos Campos e na sequência o segundo jogo, será no dia 30, sábado, em São Bernardo, com o Metodista.

Capi, sempre chimarriando, no note, busca a tabela dos jogos


    VIAGEM – Ainda no final de semana, o professor JORGE FERNANDES (CAPI) técnico da Equipe não sabia como será a viagem, se de ônibus, de van ou carro particular ( de avião está descartada). Imaginem só, as dificuldades. Para essa definição, a ASH buscará uma audiência à Prefeitura, inicialmente através da SMEL, Secretário Paniz para ver a possibilidade de apoio da PREFEITURA MUNICIPAL junto ao Prefeito Schirmer.
 Capi orientando a movimentação dos meninos, na quadra do SEST-SENAT, Entidade apoiadora da EQUIPE DA ASH.
   TREINAMENTOS – Neste final de semana, Capi considerou que foram bons os treinamentos no sábado, pela manha e tarde, pois conseguir contar com outros 5 atletas que vem da UFRGS e SOCIEDADE GINÁSTICA NOVO HAMBURGO. Mas sabe que ainda falta muito, pois além de alguns problemas técnicos, a equipe não é aquela de anos anteriores, que estava bem articulada. Diz:” Clery tudo preocupa. Mas não poderíamos deixar de participar, quando foi confirmada a vaga. Sabemos das dificuldades e vamos enfrentá-la. Vamos buscar esses apoios.”
   ADVERSÁRIOS – A ASH está na chave A, com mais 5 equipes:São José Handebol – SP, Metodista São Bernardo-SP,Balneário Camboriu –SC, Unimed-Maringá-PR e Associação Desportiva JF – MINAS e a outra chave compõem-se de mais 5 equipes.
    Os jogos serão de ida e volta. A ASH, depois destes jogos em SP, terá na sequência todos os demais adversários: PR, SC e MI, em casa.
    O técnico CAPI sabe que todos os jogos serão dificílimos. Mas quer, pelo menos, ganhar alguns jogos para servir  de estímulo para a meninada e mesmo para o handebol gaúcho.
    EQUIPES DA ASH – Além de alguns jogadores que faziam parte da equipe santa-mariense ( Strit, Soneca, Teteu, Leo, Piui, Dedo, Pierre, Christian, Sid, Mancha, Tropeço, Jassa, King, Tatu e 7 Real) , incluem-se mais Augusto e Rafael ( Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo) e Bellé e Guilherme ( da UFRGS-Porto Alegre).
  NOTA DO EDITOR
           Nós, que, vivenciamos, na Comunicação Esportiva, a vida do handebol santa-mariense em competiçoes regionais, nacionais e internacionais, estamos colocando-nos a disposição, na medida do possível, para acompanhar o professor CAPI e sua meninada, nesta difícil empreitada handebolista, na LIGA NACIONAL. Certamente a Mídia local, será sensível e nós queremos ser um colaborador no sentido de colocar a informação em dia, nos VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DE SANTA MARIA, através do CAEL-SM e QUILISPORT.
(Jorn. CLERY QUINHONES DE LIMA – Reg. prof. n.4020 –MTB-RS)