segunda-feira, 23 de março de 2015

NOSSO BLOG EM PARALELO COM O SITE OLIMPICO, DIRETO DO RIO DE JANEIRO


Jogos da RIO 2016:
MARCUS VINICIUS DO COB: “BRASIL BUSCARÁ TOP TEN. NOSSA VERBA É DA LOTERIA ESPORTIVA DO BRASIL.”


Marcus que viveu a prática esportiva, hoje não se separa do computador.
O Diretor de Esportes do Comitê Olímpico do Brasil – COB, Marcus Vinicius Freire, medalhista do voleibol olímpico em 1984, em entrevista  ao jornalista CLERY QUINHONES DE LIMA, de QUILISPORT/CAEL-SM, de Santa Maria - RS, no seu gabinete no COB,  durante a comemoração dos 500 DIAS ANTES DA RIO 2016,  afirmou que tudo se encaminha muito bem para que o Brasil figure entre as 10 primeiras nações olímpicas nos Jogos da RIO 2016 e que a situação financeira atual do país, não preocupa o andamento do trabalho, tendo em vista que o planejamento da preparação das equipes olímpicas do Brasil são custeadas com verbas da Loteria Esportiva.
No telefone, viva voz, Clery entrevista MARCUS para a Rádio Imembuí-Santa Maria - RS
CLERY- És responsável no COB pela preparação das seleções do Brasil e foi traçado o chamado “Top Ten”, isto é projetar o Brasil na classificação entre as 10 primeiras nações olímpicas?
MARCUS VINICIUS – Idealizamos em 2009 e todas as ações e projetos na programação estão sendo cumpridos. O Brasil segue com a meta de fazer um salto de qualidade. Em 2012, O Brasil ficou na posição 16ª., com 17 medalhas e a projeção para que fiquemos até a 10 colocação, temos que fazer de 27 a 28 medalhas. Os 2 primeiros anos do Ciclo do Quadriênio foram positivos: 2013, comparado a 2009, de 15 medalhas, fizemos 27 medalhas em competições internacionais. No segundo ano-2014, das 15 medalhas de 2010 saltamos para 24, a curva é ascendente, mas é claro que isso tem que se  comprovar na prática em 2016. O trabalho está traçado.
CLERY – A Tecnologia tem permitido e o COB através de sua equipe técnica tem acompanhado a preparação dos países que estão na frente do Brasil?
No computador, os registros de tudo que acontece no mundo e também a vida dos atletas  e ações das Confederações. 
MARCUS VINICIUS - Sim um dos investimentos grandes que nós fizemos foi a inteligência competitiva, pois em esporte não adianta vocês melhorar o seu tempo, a tua distância o teu resultado, se o adversário melhora antes de você. Então você tem que estar acompanhando o que os outros estão fazendo. Ninguém inventa muita coisa nesse ramo. Nós acompanhamos o mundo inteiro procurando as melhores práticas. Nossa equipe esteve em 28 centros de treinamentos do mundo, entendendo  o que fazem de melhor principalmente na ciência do esporte  nos vários esportes para que o Brasil tenha os resultados esperados em 2016.
CLERY – O Brasil vive um momento delicado, até pode se dizer numa crise financeira, isso atrapalha o planejamento traçado?
MARCUS VINICIUS -  No nosso caso o COB e dividir com as federações e apoiar nossos atletas e treinadores, está fora do orçamento geral da união, pois o nosso dinheiro vem das loterias esportivas, pois quem aposta, temos no prêmio 2% para o Comitê Olímpico do Brasil  e para o Comitê Paraolímpico do Brasil para repassarem as suas federações, então esse recurso não tem contingência, no entanto nos preocupa sim, porque a montagem de uma delegação, isso fizemos nos últimos 10 anos, tem a aglutinação do Ministério do Esporte e da Tecnologia, das Forças Armadas, dos clubes e das Confederações, aí sim juntamente com a bolsa pódio e plano medalhas podem atrapalhar, pois vem do Governo Federal e se haver contingência. já que estamos a 500 DIAS para a RIO 2016.
CLERY -  Todos estão vendo de que tem obras atrasadas. Isso preocupa?
MARCUS VINICIUS – Eu tenho acompanhado a muitos anos a preparação de eventos internacionais, desde atleta e como chefe de Missão e todos eles andam neste ritmo, temos que certeza que em tempo,  estaremos com tudo pronto e faremos um dos melhores Jogos Olímpicos, a primeira Olimpiada na América do Sul.
(Essa entrevista foi transmitida pela Rádio Imembui, no espaço Saude Pela Prática, no dia 23 de março) 

MARCUS VINICIUS será homenageado no dia 17 de abril, na cidade de Santa Maria, por ocasião da realização do evento TROFEU DESPORTIVO CIDADE DE SANTA MARIA, na sua vigésima quarta edição, promovido pela QUILISPORT e CAEL-SM. MARCUS fará 2016. 

PALAVRA DO EDITOR
Nesta terça-feira, dia 24 de março, comemora-se os 500 DIAS ANTES PARA A RIO 2016, nós, de Santa Maria, representando nossos Veículos, estamos fazendo o que fizemos em agosto do ano passado, por ocasião dos 2 ANOS ANTES, registrando, ao vivo, o evento.
Nessa segunda-feira, além de estarmos no COB, com o Marcus Vinicius, estivemos na Confederação Brasileira de Voleibol, falamos com o colega jornalista Rogério e com o diretor de seleções de Volei de Praia, FRANCO NETO e também fomos a sede da RIO 2016 e fomos recebidos pelo BERNARDO, Assessor de Impensa e tivemos a oportunidade de rever Guilherme, hoje na RIO 2016, ele fazia parte da Assessoria de Imprensa da  CBV.


Sede da CBV 
Jornalista Rogério e o Diretor de Voleibol de Praia, Franco Neto


Nós na frente da sede da RIO 2016


Nós com os jornalistas: Guilherme (esquerda) e Bernardo

Nenhum comentário: