sexta-feira, 31 de julho de 2015

NOSSO BLOG DIVULGANDO A ATIIVIDADE FISICA, ESPORTE E LAZER





EFICAZ ACADEMIA AGORA NA ZONA SUL DE SANTA MARIA


Às 20h 01min do dia 25 de julho de 2015 deu-se a inauguração da EFICAZ ACADEMIA III, na Br 287, próximo ao Trevo do Uglione, na zona SUL de Santa Maria. A solenidade manteve-se no padrão das anteriores. O grupo aguardou o horário em que foi aberta porta como recebimento dos convidados, amigos, colegas e parentes pelos diretores Profissionais de Educação Física, Cleryston Oliveira de Lima e sua esposa Ana Flávia Horvat.

Cleryston e Ana Flávia

O script foi conduzido por Clery Quinhones de Lima, que leu um texto, chamado “DESAFIOS”. “ O Mercado de hoje, disponível para consumo, oferece algumas marcas de grife e outros como objetos de liquidação  ou ponta de estoque, tudo à gosto. No entanto, o nosso MERCADO é muito sério, pois trabalhamos com VIDAS. Todo o cuidado é pouco. O atendimento tem que ser de qualidade e isso passa por uma qualificação, acompanhado de uma alta dose de humanismo, pois o nosso foco é pessoas. Nisso tudo, vem o diferencial, a concorrência, ameaças e oportunidades.  A escolha é nossa. Se quisermos nos manter vivos,( tanto físico, social e econômico,) temos que enfrentar os DESAFIOS,  neles se incluem: A formulação da estratégia bem definida, uma agenda de contatos mínimos (pessoais e profissionais) com intuito de garantir a existência no meio. Sejamos Profissionais, o amadorismo – só a doçura de coração. A base do intuito, visão ajuda muito, mas o planejamento estratégico com fiel aplicação será a arma para vencermos os DESAFIOS que estão postos em nossos CAMINHOS, como Profissionais da área da saúde.




Seja benvinda EFICAZ III – SEUS OBJETIVOS COM RESULTADOS.
    Clery destacou que há 2 anos era inaugurada, na zona norte,  a EFICAZ da Borges de Medeiros e a 1 ano era inaugurada, no centro,  a EFICAZ da Silva Jardim e hoje a EFICAZ , na zona sul de Santa Maria. E afirmou que este, mais um empreendimento SEUS OBJETIVOS COM RESULTADOS, isso  acontecia pela seriedade empreendida pela direção do CLERYSTON e da ANA FLÁVIA, juntamente com a sua equipe: Acadêmicos e Profissionais da Área da SAÚDE.
      Destacou as empresas parceiras: NUTRIOX SUPLEMENTOS, EMESUL, AM – FILMS, VTN VIDRAÇARIA, EXTINTORES ITARARÉ, SELETO SABOR, EXPOSITORES SANTA MARIA, INOVE GRÁFICA, GREEN BAR E ANIMAÇÃO e 3 B CAMISETAS


                                                                            Nutriox

Green Bar e Animação
    Prosseguiu o script: “ Para nós da FAMILIA do CLERYSTON e da ANA FLÁVIA, é uma alegria, satisfação de ter esses dois grandes; UM HOMEM e UMA MULHER que tem se notabilizado na ação da gestão, dedicação total em prol de oferecer à SANTA MARIA melhores serviços. Amigos, a responsabilidade continua e aumenta ainda mais. Na EFICAZ ACADEMIA III sejam  todos benvindos, este sonho, fisicamente já é realidade e a partir de agora EFICAZ ACADEMIA inicia uma trajetória e fará parte – mais uma  -  se DEUS quiser, da vida de nossa querida SANTA MARIA. A região centro, norte, leste, oeste e sul  da Cidade poderá...SE ENCANTAR..., como ficou estampado naquela faixa que por algum tempo esteve na frente do prédio.”
      Depois o diretor Cleryston Oliveira de Lima,  acompanhado de sua esposa Ana Flávia dirigiu a palavra em nome da direção da EFICAZ ACADEMIAS de Santa Maria.


      Cleryston enfatizou que, graças a Deus, estava sendo entregue mais uma EFICAZ ACADEMIA à comunidade  e desta vez para a zona sul de Santa Maria.  Falou: “Esse nosso empreendimento dá-se pelo o empenho que temos tido juntamente com a Ana Flávia, pois acreditamos no negócio e fazemos porque gostamos. Eu e a Ana Flávia temos sido abençoados por Deus, porque conseguimos constituir uma equipe de trabalho muito competente, desde o mais humilde funcionário, estagiário ou profissional da área de saúde e isso nos dá o respaldo de estar prosperando no negócio e mais do que isso podendo oferecer uma prestação de serviços de qualidade.”
     Cleryston agradeceu a confiança e crédito que tem dos proprietários dos prédios onde estão as ACADEMIAS. Na Borges, do Sr. Solon Salles; da Silva Jardim, do Sr. Erci Cruz e agora na Br 287, do César Freitas. Ressaltou a importância do apoio que tem recebido das suas famílias.
    BENÇÃO DA EFICAZ III – Nas duas primeiras inaugurações, Cleyston e Ana Flávia contaram com a presença do Pastor Roosevelt.




 Na inauguração da Terceira Academia, o ato religioso foi feito pelo envagelista JULIO FERREIRA. Ele fez um comentário do Provérbio 10.22 –“ A bênção do SENHOR enriquece, e, com ela, ele não traz desgosto.” Comentou que o SENHOR DEUS tem enriquecido o Cleryston e a Ana Flávia com sabedoria, conhecimento, capacidade administrativa e empreendedorismo, pois eles estão formando um verdadeiro time de amigos, isso se constata, pois o próprio Júlio é aluno da EFICAZ II. 
 

Prossegue: “ A bênção do SENHOR acontece porque Deus é fiel e quando a gente é fiel, também, a graça vem e como o Cleryston e a Ana Flávia são fiéis ao Senhor, estão aí os resultados.” Finaliza: “ Portanto rogamos que as pessoas que vão frequentar  a  EFICAZ III possam constituir uma família, que sejam felizes por bela iniciativa de praticar a atividade física e assim obtenham a saúde e possam ser produtivas na sociedade onde vivem.” 


      A Senhora Lúcia Rejane, mãe de Cleryston, em nome das famílias dos proprietários assim se  manifestou: “ Nós conhecemos vocês, o suficiente para saber que triunfarão muito durante as suas vidas. Acreditamos, verdadeiramente, que coisas boas acontecerão, porque vocês são esforçados e dão o de melhor de si em tudo que fazem. Desejamos muito sucesso para todas as novas etapas que estão chegando. Estaremos ao lado de vocês, torcendo e partilhando, sempre, em seus empreendimentos junto o sabor de novas vitórias.”  Finalizou: “Que impere a fé no SENHOR DEUS que tudo pode.”
       As atividades da noite de inauguração prosseguiram com apresentações de Taekwondô da American Familiary Club; muay thai, com a Associação Guerreiros Thai, com o revelação Netinho e o professor de Muay Thai da EFICAZ, Natael Aquino, assim como a equipe do GREEN BAR serviu drink para os presentes.

INAUGURAÇÃO EM FOTOS______________________________

Equipe de Trabalho

Família do Cleryston
Algumas Pessoas da Primeira Igreja Batista
Cleryston e convidados



quinta-feira, 30 de julho de 2015

NOSSO BLOG COM A ETAPA DO CIRCUITO NACIONAL DE TENIS EM PORTO SEGURO


ETAPA CIRCUITO BRASILEIRO DE TENIS

CAPITANIA HOTEL SEDIA SENIOR
EM PORTO SEGURO - BAHIA
Com uma das melhores infra-estruturas do país para a prática do tênis, CAPITANIA HOTEL sedia, com a CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TENIS -CBT, mais uma etapa do Circuito Nacional de Tênis, categoria senior masculino e feminino, de 31 de agosto a 5 de setembro de 2015.
 Cláudio do CAPITANIA aguarda tenistas do Brasil
O diretor CLAUDIO SYLVESTRE, do CAPITANIA HOTEL, que também é tenista, orgulha-se de poder continuar envolvido com a modalidade que ele abraçou há muitos anos e tem a sua esposa FABIANA, também como tenistas e ambos estão, anualmente , bem ranqueados no certame. Por isso estão aguardando os tenistas de todo o país para mais um evento existoso e proveitoso, já que os tenistas e familiares poderão desfrutar das belas praias de PORTO SEGURO e região.
INSCRIÇÕES ABERTAS
Inscrições abertas até 19/08/2015
Participem do maior evento esportivo do Extremo Sul da Bahia!
Maiores informações acesse CBTenis.com.br ou ligue para (11) 2039 1700
NOTA DO EDITOR 
Estaremos na cobertura do evento, daqui de Santa Maria, mas dia 2 de setembro, já estaremos no CAPITANIA HOTEL, com a Equipe do Cláudio e CBT para continuar o nosso trabalho. Estaremos com boletins na Rádio Imembuí, às 7h 30min, no IMEMBUI BOM DIA e às 12h 50min, no SAUDE PELA PRÁTICA, assim como matérias no face e neste blog e faremos matéria especial para a edição do mês de outubro do jornal SAUDE PELA PRÁTICA.
(CLERY - EDITOR)

segunda-feira, 27 de julho de 2015

JORNAL SAUDE PELA PRÁTICA MES DE AGOSTO 2015 - 21 ANOS DE EXISTÊNCIA
Estamos veiculando a edição do mês de agosto 2015 do jornal mensal SAUDE PELA PRATICA, de Quilisport e CAEL-SM.
Lembrando que essa edição comemora os 21 ANOS DE EXISTENCIA DO JORNAL, que teve a sua primeira edição em agosto de 1994.
Boa leitura.







 

NOSSO BLOG EM PARALELO COM O SITE OLIMPICO FAZ ANÁLISE DO PAN 2015

NOSSO SITE OLIMPICO COM AS ANÁLISES DO PAN 2015


PAN DE TORONTO

Time Brasil vive gangorra no Pan-Americano de Toronto: o de baixo sobe, o de cima desce

Natação foi único esporte que manteve bom desempenho do Pan de Guadalajara




Agência Estado

AFP PHOTO
A análise fria de números mostra que, no hipismo, o Brasil repetiu em Toronto as três medalhas conquistadas em Guadalajara. Quem olha mais profundamente os resultados, entretanto, observa que eles são radicalmente diferentes. A equipe de CCE não ganhava a prata desde 1999. Um atleta desta disciplina não ia ao pódio desde 1995. Por outro lado, há 24 anos a equipe de saltos não ficava sem medalha.

O hipismo e suas três disciplinas são o reflexo perfeito do que foi o desempenho do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto: uma gangorra. Quem estava em baixo subiu. Quem estava em cima, desceu. A natação, com suas 26 medalhas (duas a mais do que nas últimas edições) é única exceção, exatamente aquela que comprova a regra.

Os exemplos que apontam para esse caminho são diversos. No atletismo, o País sempre foi dependente das provas de velocidade e meio-fundo. Em Toronto, ganhou apenas uma medalha, de bronze, obtendo seu pior resultado em 36 anos. Enquanto isso, nas provas de campo (lançamentos e arremessos), ganhou três medalhas. Em toda a história do Pan, havia conquistado apenas 10, sendo cinco antes de 1963 e três com uma mesma atleta.

As duas modalidades demonstram, internamente, com suas variadas disciplinas, o que foi a participação do Brasil como um todo. A análise micro é também macro. Ciclismo de pista, esgrima, badminton, canoagem, hóquei sobre a grama, pentatlo moderno, tiro, tênis de mesa, polo aquático, levantamento de peso e lutas (wrestling) tiveram, em Toronto, o melhor resultado da história.

Juntas, elas foram responsáveis pela conquista de 45 medalhas, sendo 11 de ouro, 15 de prata e 19 de bronze. Mais do que o dobro do que as 21 obtidas em Guadalajara, quase quatro vezes as três douradas de 2011.

Ao mesmo tempo que uma lista grande de modalidades teve o melhor resultado da história, outras tantas decepcionaram e amargaram o pior desempenho decente. E isso acontece justamente com aquelas que são consideradas os "carros-chefes" do esporte olímpico brasileiro.

Junto com natação (a exceção que confirma a regra), atletismo, boxe, ginástica, judô e vela foram as seis modalidades que mais ganharam medalhas em Guadalajara. Em 2011, somaram 65 medalhas, sendo 27 douradas. Agora, chegaram apenas a 11 medalhas de ouro e 42 no total.

Desse mesmo lado da gangorra, do que desce, estão triatlo (primeira vez sem medalhas na história), nado sincronizado (primeira vez sem medalhas desde 1999), remo (pior campanha desde 1967, com apenas uma prata), mountain bike e ciclismo de estrada (ambos sem medalha pelo segundo Pan seguido).

No basquete, vôlei, futebol, tênis, no vôlei de praia e nas maratonas aquáticas o Brasil não enviou seus melhores atletas, por motivos variados. Por isso, os resultados ruins nessas modalidades não entram na conta. Golfe e rúgbi feminino estreiam em Toronto. Os demais esportes não são olímpicos.


ANÁLISE DOS QUADROS DE MEDALHAS DOS 3 ÚLTIMOS PAN ( considerando 2007, no Rio; 2011, em Guadalajara e 2015, Toronto)
 
Quadro de Medalhas PAN TORONTO
PAÍS



TOTAL

Estados Unidos
103
81
81
265


Canadá
78
69
70
217


Brasil
41
40
60
141


Cuba
36
27
34
97


Colômbia
27
14
31
72


México
22
30
43
95


Argentina
15
29
31
75


Venezuela
8
22
20
50


Equador
7
9
16
32

10°

Guatemala
6
1
3
10



PAN GUADALAJARA - 2011
País
1 [USA] Estados Unidos
92
79
65
236

2 [CUB] Cuba
58
35
43
136

3 [BRA] Brasil
48
35
58
141

4 [MEX] México
42
41
50
133

5 [CAN] Canadá
30
40
49
119

6 [COL] Colômbia
24
25
35
84

7 [ARG] Argentina
21
19
35
75

8 [VEN] Venezuela
12
27
33
72

9 [DOM] República Dominicana
7
9
17
33

10 [ECU] Equador
7
8
9
24



Medalhas do Pan de 2007- Rio
Países
Descrição: OuroOuro
Descrição: PrataPrata
Descrição: BronzeBronze
Total
1° Estados Unidos
97
88
52
237
2° Cuba
59
35
41
135
3° Brasil
52
40
65
157
4° Canadá
39
43
55
137
5° México
18
24
31
73
6° Colômbia
14
21
13
48
7° Argentina
11
15
33
59
8° Venezuela
10
25
34
69
9° República Dominicana
6
6
17
29
10° Chile
6
5
9
20
 NOTA DO EDITOR
Baseando-nos nos quadro de medalhas dos 3 últimos PAN (embora 1 fosse no Brasil, por isso em referência o Brasil faz-se o estudo nos PAN de 2011 e 2015) 
Primeiro considera-se que o país sede sempre sobe no quadro de medalhas. Vejamos
BRASIL 2007 -  3º lugar - 157 medalhas - 52 o, 40 p e 65 b; 2011 - 3º lugar - 141 - 48o, 35p e 58b e agora em TORONTO - 3º lugar - 141, 41 o, 40 p e 60 b;
CUBA - 2007 ( 2º lugar) - 135 medalhas - 59 o, 35 p e 41 b; 2011( 2º lugar)  -136 medalhas - 58 o, 35 p e 43 b e agora 2015 - 97 medalhas sendo 36 o, 27 p e 34 b;
MÉXICO - 2007 ( 5º lugar)  - Fez 73, 18 o, 24 p e 31 b; 2011 - Guadalajara - ( 3º lugar ) Fez 133, sendo 42 o, 41 p e 50 b e agora 2015 - Ficou em 6º lugar, com 95 medalhas, sendo essas 22 o, 30 p e 43 b;
CANADÁ - 2007 ( 4ºlugar), com 137 medalhas, sendo essas 39 o, 43 p e 55 b; 2011 - Ficou em 5ºlugar, com 30 o, 40 p e 49 b; 2015 - 2ºlugar - com 217 medalhas - sendo 78 o, 69 p e 70 b;
ESTADOS UNIDOS MANTEVE-SE EM PRIMEIRO LUGAR, FAZENDO O TOTAL DE MEDALHAS 2007 - 237; 2011 - 236 E AGORA 2015 - 265
deduções:
1 - Sede sempre levanta a quantidade de medalhas; 2 -Estados Unidos mantem-se na frente e aumenta o seu quadro; 3 - Cuba decresseu , pois perde o segundo lugar para CANADÁ e vem perdendo o número de medalhas; 4 - O México perdeu de posição em 2015 - de 5º  e 4º lugares, em 2007 e 2011 ficou em 6º lugar em 2015. 5) - Em termos sulamericano, a Argentina vem se mantendo em 7ºlugar - nos 2 últimos PAN fez 75 medalhas em cada um.
Quem vem crescendo e a COLOMBIA, em 2007 foi 6ºlugar com 48 medalhas, em 2011 fez 84 medalhas e agora em 2015 fez 72, aumentando as de ouro - 14, 24 e agora 27.
FINALMENTE EM REFERENCIA AO BRASIL, que manteve-se com o mesmo numero de medalhas, perdendo em termos nas de ouros, pois fez em 2011 - 48 e agora 41.
Isso deve ter a manifestação do COB, pois o Brasil vive o ciclo olímpico e está a 1 ANO da RIO 2016. E já há uma justificativa de que em alguns esporte não foi a força máxima do país.