sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

NOSSO BLOG EM PARALELO COM O STIE OLIMPICO


Brasil inicia luta para defender o título Mundial Feminino de Handebol
Contra a 'enigmática' Coreia do Sul, equipe comandada pelo dinamarquês Morten Soubak estreia neste sábado (5)
Santo André (SP) - Quando entrar em quadra no próximo sábado (5), muitas lembranças virão à cabeça da maioria das atletas da Seleção Feminina de Handebol. Atuais campeãs mundias, para elas chegou o momento de defender o título de 2013, conquistado na Sérvia, maior conquista da modalidade para o País. Desta vez, a disputa será na Dinamarca, terra do técnico Morten Soubak, e o Brasil, que faz parte do grupo C, enfrenta a diferenciada Coreia do Sul na estreia, às 17h30 (horário de Brasília), com transmissão dos canais SporTV e ESPN.

O caminho para conquistar mais uma medalha será longo e duro, pois várias concorrentes têm condições de chegar ao topo, de acordo com a própria análise do treinador. No entanto, se mantendo entre esse seleto grupo já há alguns anos, o Brasil promete mostrar novamente suas armas. Do elenco de 2013, o grupo possui seis mudanças. Uma delas é a ponta direita Jéssica Quintino, que foi cortada por lesão às vésperas do Mundial da Sérvia. Além disso, Morten contará também com a ponta esquerda Larissa Araújo, a central Francielle da Rocha, a pivô Tamires Morena, a armadora direita Bruna de Paula e a ponta direita Célia Costa. Novidades que podem fazer a diferença, já que desde que alcançou o ouro, as brasileiras passaram a ser vistas e estudadas ainda mais pelos oponentes..

A Coreira do Sul é uma equipe que se mostra pouco no cenário internacional e difícil de decifrar, segundo Morten e todas as jogadoras do Brasil. Um time que varia muito as jogadas e abusa da velocidade para compensar a estatura baixa. "Estamos ansiosos para a estreia, mas bem mais ansiosos porque é a Coreia do Sul. Sabemos que o estilo delas é diferente Elas ficam meio escondidas, mas o que importa é que o estilo de jogo delas é muito diferente. Qualquer equipe do Mundo que jogue contra elas tem problema para encaixar a forma de jogo contra esse estilo. Mas nos temos algum material sobre elas e estamos estudando", revelou Morten.

A goleira Mayssa Pessoa, campeã mundial com o Brasil em 2013, espera um grande jogo na estreia na Dinamarca. "Acompanhamos pouco o handebol asiático, mas hoje, com a internet, todo mundo tem informação de todo mundo. A Coreia do Sul é uma equipe que também foi campeã mundial e elas têm uma história bonita no handebol. Sabemos que do estilo de jogo diferenciado delas. São jogadoras batalhadoras, que vão jogar de igual para igual contra nós. Será um jogo bonito", previu.

Para a ponta direita Célia Costa, o Mundial da Dinamarca irá marcar um grande retorno à Seleção. Depois de algum tempo fora da equipe, ela chegou a disputar recentemente outras competições, mas estará pela primeira vez com esse grupo em um Mundial. "É muito bom saber que o Morten tem essa confiança em mim. Acho que todas as 16 atletas que irão disputar esse Mundial estão preparadas, estão bem fisicamente", destacou. Sobre a Coreia do Sul, a experiente Célia conta que essa semana está sendo fundamental para que o Brasil possa definir a forma de jogar contra as orientais. "É um estilo totalmente diferente. Tem uma defesa bem agressiva. Elas são super rápidas. Temos que tomar bastante cuidado com isso e segurar mais a bola e não jogar na loucura que elas querem que a gente jogue. Temos que ter tranquilidade para saber como passar por elas", analisou.

Depois das orientais, o Brasil pega a República Democrática do Congo no dia 7, a Alemanha no dia 8, a Argentina no dia 10, e a França no dia 11 para fechar a programação da fase classificatória. As brasileiras farão todas as partidas da primeira etapa na cidade de Kolding, na região sudeste do país nórdico.

Tabela de jogos do Brasil na primeira fase
*Horários de Brasília


Sábado (5)
17h30 - Brasil x Coreia do Sul

Segunda-feira (7)
13h - República Democrática do Congo x Brasil

Terça-feira (8)
17h30 - Brasil x Alemanha

Quinta-feira (10)
13h - Argentina x Brasil

Sexta-feira (11)
15h15 - Brasil x França

Seleção Brasileira Feminina

Goleiras: Bárbara Arenhart "Babi" (Nykobing F. Handboldklub - Dinamarca) e Mayssa Pessoa (Bucareste - Romênia).

Pontas: Alexandra Nascimento "Alê" (Baia Mare - Romênia), Célia Costa (Metodista/São Bernardo - SP), Fernanda França (Bucareste - Romênia), Jéssica Quintino (MKS Selgros Lublin - Polônia) e Larissa Araújo (UnC/Concórdia - SC).

Armadoras: Amanda Andrade (UnC/Concórdia - SC), Bruna Paula (São José - SP), Deonise Fachinello (Bucareste - Romênia) e Eduarda Amorim "Duda" (Györ Audi ETO - Hungria).

Centrais: Ana Paula Rodrigues (Bucareste - Romênia) e Francielle Gomes da Rocha "Fran" (Hypo Nö - Áustria).

Pivôs: Daniela Piedade "Dani" (Siófok KC - Hungria), Fabiana Diniz "Dara" (BBM Bietigheim - Alemanha) e Tamires Morena (Mosonmagyaróvári - Hungria). 
Morten Soubak, técnico da Seleção Feminina (Wander Roberto/Photo&Grafia)
Morten Soubak, técnico da Seleção Feminina (Wander Roberto/Photo&Grafia)
Alta  | Web
Mayssa foi campeã Mundial em 2013 (Alexandre Loureiro/Photo&Grafia)
Mayssa foi campeã Mundial em 2013 (Alexandre Loureiro/Photo&Grafia)
Alta  | Web
Mayssa Pessoa, goleira (Wander Roberto/Photo&Grafia)
Mayssa Pessoa, goleira (Wander Roberto/Photo&Grafia)
Alta  | Web
Morten Soubak com Célia Costa (ao fundo) (Wander Roberto/Photo&Grafia)
Morten Soubak com Célia Costa (ao fundo) (Wander Roberto/Photo&Grafia)
Alta  | Web
Célia Costa, ponta direita (Wander Roberto/Photo&Grafia)
Célia Costa, ponta direita (Wander Roberto/Photo&Grafia)
Alta  | Web

Nenhum comentário: