quinta-feira, 5 de maio de 2016

NOSSO SITE SAUDE PELA PRÁTICA EM CONSONANCIA COM A SITE OLIMPICO

NOSSO SITE OLIMPICO COM O HANDEBOL BRASILEIRO



Com chave dos Jogos Olímpicos definida, Seleção Feminina de Handebol fará treinos na Europa
Técnico Morten Soubak irá reunir 20 atletas para fase na Áustria, Dinamarca e Eslováquia durante 15 dias
Da redação, Santo André (SP) - Em contagem regressiva para briga por uma medalha nos Jogos Olímpicos do Rio, a Seleção Feminina de Handebol se prepara para mais uma fase de treinamento, a primeira após conhecer a chave em que irá disputar a primeira fase da principal competição do ciclo. De 26 de maio a 10 de junho, o técnico Morten Soubak irá reunir 20 atletas para um período na Europa, com treinamentos na Áustria e jogos na Dinamarca e Eslováquia.

Segundo o treinador, a escolha dos adversários dos jogos preparatórios não é por eles terem estilo parecido com algum adversário das Olimpíadas e sim para que o Brasil possa colocar em prática as estratégias que vem preparando para a competição. "Se as outras fases já eram importantes, essa será ainda mais, pois já conhecemos nossos adversários", frisou Morten. "Nessa etapa vamos continuar trabalhando com as ideias novas que temos implantado e que têm a ver com as novas regras. Todas as equipes estão preocupadas com isso. Mas, vamos continuar nosso trabalho de acordo com nosso planejamento."

O País fará parte do grupo que terá, Angola, Espanha, Montenegro, Romênia e a atual campeã Noruega. Se chegar às quartas de final, irá cruzar com os classificados do grupo B, que conta com Coreia do Sul, Argentina, Suécia, Rússia, Holanda e França.

Esta será mais uma fase importante para a definição das 14 convocadas para Rio 2016. Como ainda conta com uma grupo mais amplo, Morten terá que fazer uma avaliação criteriosa de olho nas possibilidades do Brasil nos Jogos.

Duas atletas chamam atenção na lista de convocadas. O retorno da central Mayara Moura e da armadora esquerda Juliana Malta, que retornam de lesão. Para Morten, estas são duas atletas que têm totais condições de estar entre as 14 que irão ao Rio. "As duas estão voltando de cirurgia, mas têm feito um excelente trabalho de fisioterapia. Eu estou muito contente com a evolução delas no tratamento. Elas estão correndo contra o tempo e brigando para estar no grupo", afirmou.

Depois da fase na Europa, a Seleção terá um período de treinamento no Brasil em junho e outra em julho, já às vésperas dos Jogos Olímpicos.

Seleção Brasileira Feminina

Seleção Feminina

Goleiras - Bárbara Arenhart (Nykobing F. Handboldklub- Noruega), Jéssica Silva de Oliveira (São Caetano-SP) e Mayssa Pessoa (CSM Bucaresti-Romênia).

Armadoras - Deonise Fachinello (CSM Bucaresti-Romênia), Eduarda Amorim (Gyor Audi ETO KC-Hungria), Jaqueline Anastácio (SG BBM Bietigheim-Alemanha) e Juliana Malta Varela de Araújo (MKS Zaglebier Lubin-Polônia).

Centrais - Ana Paula Rodrigues Belo (CSM Bucaresti-Romênia), Deborah Hannah Pontes Nunes (Pinheiros-SP), Francielle Gomes da Rocha (Hypo Nö-Áustria) e Mayara Fier de Moura (Pinheiros-SP).

Pontas - Alexandra Nascimento (Baia Mare-Romênia), Célia Costa Coppi (Metodista/São Bernardo-SP), Fernanda França (CSM Bucaresti-Romênia), Jéssica Quintino (MKS Selgros Lublin-Polônia), Larissa Fais Munhoz Araújo (AAU - Handebol Concórdia-SC) e Samira Rocha (OGC Nice-França).

Pivôs - Daniela Piedade (Siofok KC-Hungria), Fabiana Diniz (SG BBM Bietigheim-Alemanha) e Tamires Morena Lima de Araújo (Gyor Audi ETO KC-Hungria).
Morten Soubak, técnico da Seleção Feminina (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)
Morten Soubak, técnico da Seleção Feminina (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)
Alta  | Web
Francielle Gomes, central (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)
Francielle Gomes, central (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)
Alta  | Web
Bárbara Arenhart, goleira da Seleção (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)
Bárbara Arenhart, goleira da Seleção (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)
Alta  | Web
Fernanda França é uma das pontas convocadas (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)
Fernanda França é uma das pontas convocadas (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)
Alta  | Web

Não deseja mais receber nossa comunicação, por favor solicite aqui o CANCELAMENTO.

NOSSO SITE OLIMPICO RETOMA COM A PALAVRA OLIMPICA



FOGO ARDE NO BRASIL. PURA EMOÇÃO.
                                        * Clery Quinhones de Lima
A cada dia as emoções se renovam no coração e mente dos brasileiros, principalmente os desportistas, nesse momento em que entramos para os últimos meses da realização dos JOGOS OLIMPICOS do RIO DE JANEIRO e ainda mais com a estada do FOGO OLIMPICO, passando nas cidades brasileiras. Iniciou por Brasília, vem Goiânia e se segue e passará em nossa querida SANTA MARIA, no dia 5 de julho. Imaginem, esse amigo, Profissional de Educação Física e Jornalista, quase meio século de COMUNICAÇÃO ESPORTIVA, com a cobertura de seis Olimpiadas: Barcelona, Atlanta, Sydney, Atenas, Pequim e Londres e agora RIO, ter a oportunidade de conduzir a TOCHA OLIMPICA em sua cidade, que ama tanta e a leva além fronteiras, através de suas coberturas da ATIVIDADE FÍSICA, ESPORTE, LAZER, GESTÃO, ADMINISTRAÇÃO ESPORTIVA, JOGOS PAN-AMERICANOS E OLIMPIADAS.
     
     SANTA MARIA Dentro da programação da passagem da TOCHA OLIMPICA, no Estado do RS, nossa cidade recebe o FOGO OLIMPICO, no dia 5 de julho, exatamente 1 mês para abrirem os JOGOS OLIMPICOS na cidade do Rio de Janeiro ( isso já é um momento de comemoração nacional e o fogo passará por nossa cidade).
    Hoje pela manhã, falamos com LUIZ OTÁVIO, da Prefeitura Municipal de Santa Maria, que faz parte do COMITE LOCAL de Organização da TOCHA OLIMPICA. Ele se mantém ainda em reservas e diz que é orientação da própria COORDENAÇÃO GERAL, mas algumas coisas pode se divulgar: O fogo deve chegar em torno das 17h do dia 5 de julho, vindo da Serra. Compõem vários carros na frota da TOCHA( ômibus, caminhões e carros) e na segurança e organização mais de 110 pessoas. Serão 59 santa-marienses que conduzirão o foto num percurso de quase 12 km. Inicia na UFSM e como passará na frente da sede da NISSAN, certamente será um ponto estratégico, para dar ênfase da passagem da TOCHA, na faixa velha de CAMOBI. Várias ruas e avenidas de Santa Maria serão passadas pela TOCHA e a culminância será no final da AVENIDA, na Gare, onde terá um  show e o foto deverá ficar até em torno das 22 h (depois será encaixado o fogo e guardando em lugar não divulgado), segue pela manhã do dia 6 o seu percurso, passando em SÃO SEPE.
     Sobre a participação da IMPRENSA, Luiz Otávio Prates diz que aguarda as informações da COORDENAÇÃO, mas certamente haverá a inscrição de jornalistas, radialistas e fotógrafos. Quanto atrasos, que estão acontecendo, Luiz acha que aos poucos vão se ajustando.
     PALAVRA DO EDITOR A partir de agora, acertamos com o LUIZ OTÁVIO, que estaremos em frequente contato com ele e nossos Veículos de COBERTURA DA RIO 2016 estarão  a cada dia dinamizando ainda mais a COBERTURA. Pois nessa quinta, iniciamos a veiculação do PROGRAMA OLIMPIADA REVISADA, contando a História dos JOGOS OLIMPICOS, muito especial atualizando a RIO 2016.
    Quanto as reservas da COORDENAÇÃO GERAL em não divulgar muitas coisas da passagem da TOCHA nos Municípios, entendemos que é direito deles, mas também é direito dos Veículos difundir e a comunidade saber dos acontecimentos. Mas , pensamos que as frescuras iniciais de reservas, com o início do PERCURSO DA TOCHA pelo BRASIL vão diminuindo e breve se saberá tudo sobre a PASSAGEM DA TOCHA NOS MUNICÍPIOS.
(CLERY - EDITOR)

NOSSO SITE OLIMPICO COM O JORNAL SAUDE PELA PRÁTICA E RÁDIO IMEMBUÍ - SANTA MARIA -RS

OLIMPIADA REVISADA ESTRÉIA AMANHÃ NA RÁDIO IMEMBUÍ.
Esse SITE, Jornal SAUDE PELA PRÁTICA e a Rádio Imembuí são os Veículos que estarão na COBERTURA DA RIO 2016.
Esse trabalho se repete os realizados em Olimpíadas anteriores. Barcelona - 92; Atlanta -96; Sydney -2000; Atenas-2004; Pequim-2008 e Londres - 2012.
Lembrando que a cobertura por esses Veículos dos JOGOS OLIMPICOS DO RIO DE JANEIRO iniciou em agosto de 2013, portanto 3 ANOS ANTES.
Cezar Trevisan, Diretor de TREVICENTER, a primeira EMPRESA a patrocinar a COBERTURA PELA RÁDIO IMEMBUI.
OLIMPIADA REVISADA - É um programa de 5 minutos que será veiculado, na RÁDIO IMEMBUÍ, com a nossa coordenação, de segunda a sextas-feiras, às 12h50min. Inicia amanhã, dia 5 e vai até o final do mês de julho. Portanto 3 meses no ar.
 

NOSSO SITE OLIMPICO COM A TOCHA OLIMPICA NO BRASIL

 FOGO ARDENDO NO BRASIL:
SANTA MARIA RECEBE DIA 5 DE JULHO
 
BREVE NESSE SITE, DADOS SOBRE A PASSAGEM DA TOCHA OLIMPICA EM SANTA MARIA-RS, NO DIA 5 DE JULHO 2016. A EDITORIA CONVERSOU NESSA MANHÃ COM LUIZ OTÁVIO, UM DOS INTEGRANTES DA COMISSÃO MUNICIPAL DA TOCHA OLIMPICA E TAMBÉM SECRETÁRIO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA

TOCHA NO RS


A expectativa dos caxienses que vão conduzir a chama olímpica

Serão 60 pessoas no revezamento da tocha pelas ruas de Caxias do Sul em 8 julho

A 94 dias dos jogos, a chama olímpica desembarcou em Brasília, nessa terça-feria. Depois de ter ardido o fogo no dia 21 de abril, em olimpia - GRÉCIA, ter permanecido uns dias em ATENAS, viajou à EUROPA, no COI e ONU. E agora faz o seu percurso pelo BRASIL, que iniciou em Brasília e a partir de hoje em GOIANIA.
A partir daí, inicia a peregrinação de 95 dias por mais de 300 cidades até chegar ao Rio no dia 4 de agosto, véspera da abertura dos Jogos. Na Serra gaúcha, o símbolo vai passar por cinco municípios. A tocha chega a Canela no dia 8 de julho. No mesmo dia, passa por Gramado, Nova Petrópolis e vai pernoitar em Caxias do Sul. Dia 9, ela segue para Bento Gonçalves, a penúltima cidade que irá percorrer no Estado.
Em Caxias, 60 pessoas terão a responsabilidade e o privilégio de conduzir o símbolo olímpico por um trecho de 13 quilômetros, que inicia no Monumento ao Imigrante e encerra nos Pavilhões da Festa da Uva, onde a chama deve permanecer à noite. 
Nos próximos dias, a prefeitura deve divulgar os eventos de 8 de julho. Aos poucos, os nomes dos condutores da tocha começam a ser conhecidos. Entre eles, estão Tiago Frank, técnico da seleção brasileira de basquete em cadeira de rodas, Tite, técnico do Corinthians, Maria Terezinha Mandelli Grasselli, professora, e Felipe Biasuz Bossle, aluno do IFRS. Os dois últimos foram os primeiros a falar sobre a emoção de carregar a tocha.

'A emoção é enorme', 

Profe Tere não esconde a emoção por conduzir a tocha olímpica em Caxias do Sul Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS
Maria Terezinha Mandelli Grasselli — ou a profe Tere como é conhecida — é um exemplo de militância pelo esporte e condutora da chama olímpica em Caxias. Ela não esconde o nervosismo e a emoção por este momento.
— Eu fico imaginando qual vai ser o meu percurso... Aonde irei passar? Quem vai me passar a tocha? Eu vou passar para quem? Porque a gente não conhece os demais participantes — afirma.
Tere é conhecida no esporte caxiense. No seu currículo, foi jogadora de vôlei, professora de Educação Física e organizadora de jogos olímpicos: as Olimpíadas do Fair Play, que ocorreu no último fim de semana na UCS. Evento que reúne cerca de 200 adolescentes, entre 11 e 17 anos, competindo em sete modalidades, onde o grande ensinamento são os valores do esporte.

— Resgatamos os três valores olímpicos: A excelência, que é dar o máximo de si em cada jogo; o repeito, que tu tem contigo mesmo e com o teu oponente; e a amizade, que são as relações e as interações que acontecem durante o jogo — ressalta Tere.
Todo este engajamento desperta o sorriso e a emoção da professora quando o assunto é o esporte. Ao se falar em Olimpíadas estas emoções afloram.
— A emoção é enorme, porque representa os valores olímpicos. Também o que essa chama traz aos países por onde passa: um momento de paz, confraternização e esperança — destaca.
'As Olimpíadas podem levantar um pouco a nossa autoestima'

Bossle acredita que os Jogos podem elevar o patriotismo da população Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS
Aos 16 anos, Felipe Biasuz Bossle é outro caxiense a conduzir a tocha olímpica na cidade. Bossle venceu um concurso de redações sobre o evento, no Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS). Aluno do curso técnico de polímeros, a sua redação falou de como o esporte é capaz de inverter valores em uma sociedade cheia de problemas e injustiças.
— Uma coisa que eu coloquei no texto foi sobre as Olimpíadas de 1936, em Berlim. Já existia o nazismo e era um tempo de muito preconceito contra negros e judeus. Teve um atleta, o Jesse Owens, que conseguiu ganhar quatro medalhas de ouro. Ele começou, ali, um movimento contra o racismo, uma coisa única. Seria impensável que um evento esportivo poderia iniciar algo tão grande socialmente — relata Bossle.
Dentro deste espírito olímpico, o garoto, que sempre esteve envolvido com esportes como natação, handball e, atualmente, o taekwondo, sabe que os primeiros Jogos Olímpicos no Brasil são importantes, até para amenizar os vários problemas enfrentados pelo país.
— Eu acho que as Olimpíadas podem levantar um pouco a nossa autoestima. Tem muito brasileiro que fala mal do nosso país, quem sabe o patriotismo não se eleva um pouco? — questiona.
Por certo, o simples fato de a tocha olímpica passar por Caxias do Sul e poder conduzi-la pelas ruas da cidade já mexeram com as emoções do jovem, que já demonstra um certo nervosismo com este momento único.
— Bah! Eu nem sei o que falar, uma oportunidade dessas nunca mais vai vir na minha vida. Eu fiquei muito feliz — afirma Bossle.

NOSSO SITE OLIMPICO ACOMPANHANDO A TOCHA NO BRASIL


Percurso do revezamento da tocha olímpica em Goiânia é divulgado

Trajeto começa na Praça do Trabalhador e termina na Praça Cívica no dia 5 de maio. Serão 20 km, 97 condutores e diversas atividades esportivas, culturais e promocionais

Por Goiânia
Divulgado percurso do revezamento da tocha olímpica em Goiânia (Foto: Divulgação)percurso do revezamento da tocha olímpica em Goiânia (Foto: Divulgação)
A Prefeitura da Goiânia recebeu da coordenação da Rio2016 o roteiro definitivo da passagem da tocha olímpica pela capital. O evento será no dia 5 de maio. Dois dias antes, o revezamento da tocha começará por Brasília. Em seguida, no dia 4 de maio, passará por Corumbá de Goiás e Pirenópolis e pernoitará em Anápolis. Na manhã seguinte, o comboio segue por Itaberaí, Cidade de Goiás e Inhumas até chegar a Goiânia.
Na capital, serão 97 condutores trocados a cada 200m. Na próxima terça-feira, os nomes das personalidades condutoras da tocha em Goiânia serão revelados. O revezamento começará na Praça do Trabalhador, em frente à Câmara Municipal. O trajeto terá 20 km passando por ruas, avenidas, parques e praças. Após sair da Praça do Trabalhador, a tocha passará pelos Setores Oeste, Bueno, Marista e Central.
O encerramento será na Praça Cívica, onde acontecerá o “City Celebration”, com diversas atrações artísticas. Durante o trajeto, estão previstas atividades esportivas, culturais e promocionais. O revezamento da tocha olímpica sairá de Goiânia no dia 6 de maio e passará por Trindade, Aparecida de Goiânia, Piracanjuba, Morrinhos e Caldas Novas. No dia seguinte, passará por Pires do Rio, Ipameri e Goiandira antes de chegar a Minas Gerais.
Entre os dias 30 de abril e 2 de maio, Goiânia receberá o Museu Itinerante das Olimpíadas. A exposição ficará na Praça Universitária e contará com acervo do Museu Olímpico Internacional. A ideia é apresentar a história dos Jogos, que serão realizados no Rio de Janeiro, em agosto. A origem foi na Grécia Antiga, e a primeira edição da era moderna foi realizada em 1896, em Atenas, também na Grécia. A exposição em Goiânia mostrará curiosidades, bastidores das edições passadas e como o Brasil se preparou para 2016.
Tour da tocha em Goiás
04/05 – Corumbá de Goiás, Pirenópolis e Anápolis
05/05 – Itaberaí, Cidade de Goiás, Inhumas e Goiânia
06/05 – Trindade, Aparecida de Goiânia, Piracanjuba, Morrinhos e Caldas Novas
07/05 – Pires do Rio, Ipameri e Goiandira

> Tour da tocha olímpica passará por 15 cidades goianas em maio
> Confira todas as informações sobre o tour da tocha olímpica
Cerimônia Tocha Olímpica (Foto: AP Photo/Thanassis Stavrakis)Chama olímpica foi acesa na última semana, na Grécia. Revezamento da tocha no Brasil começará no dia 3 de maio, em Brasília (Foto: AP Photo/Thanassis Stavrakis)

Anápolis recebe hoje a Tocha Olímpica

O maratonista anapolino Dirceu Alves e outros 54 participantes vão conduzir a tocha pela cidade.

    Hoje, por volta das 16 horas, quando o maratonista anapolino Dirceu Alves empunhar a Tocha Olímpica, Anápolis se tornará cidade celebração dos Jogos Olímpicos 2016.
   Alem de Dirceu Alves, o professor de Educação Física Paulo Maia Brasil e o ex-jogador de futebol do Anápolis e do Flamengo do Rio de Janeiro, Paulo Alves da Silva (Paulo Choco), foram relacionados para carregarem a Tocha Olímpica.
     O revezamento começou dia , 21 de abril, 100 dias antes da cerimônia de abertura dos jogos, quando a tocha foi acesa no Monte Olimpo, na grécia. A chama Olímpica viajou até o Brasil, onde começou a trilhar o seu caminho rumo ao Rio de Janeiro, sua parada final. A essência do revezamento é passar a chama Olímpica de um condutor da tocha para outro, envolvendo todo o país no clima dos Jogos.
Anápolis será a quarta cidade a receber a Tocha. O símbolo olímpico saiu ontem de Brasília,passará por Corumbá e Pirenópólis. Anápolis será a primeira 'cidade final', locais em que a tocha é conduzida pelas principais ruas.
Veja o vídeo do revezamento da Tocha Olímpica.




Nenhum comentário: