terça-feira, 29 de agosto de 2017

NOSSO SITE APRESENTA UM TEXTO SOBRE O DIA DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FISICA




DIA DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA
                                                            *Clery Quinhones de Lima

É inegável o avanço profissional em termos de formação e atuação de várias categorias junto à sociedade em nosso país. Algumas categorias estão bem posicionadas e outras à caminho. Hoje, indiscutivelmente a EDUCAÇÃO FISICA (atividade física e esporte) é contemplada pela Lei Nacional e tem o SISTEMA NACIONAL  CONFEF/CREFS,  constituído pelo  CONSELHO FEDERAL E CONSELHOS REGIONAIS DE EDUCAÇÃO FISICA (sancionada em 1º de setembro de 1998, pela Lei Nº9.696), mas em termos de esporte não tem ainda a sua POLÍTICA NACIONAL ( está no SENADO, a Nova Lei Geral do Esporte, que propõe uma nova dinâmica e contempla a Política Nacional. Deve ser encaminhada para discussão da Sociedade Civil – tudo está emperrado no CONGRESSO com esse momento que vive o pais de crise política). Paralelamente no Brasil, tem a FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA – FIEP, com a sua Diretoria Mundial, Nacional e Delegacias em todos os estados brasileiros, que atua na difusão da Educação Fisica/Esportes em todo o país, tendo como destaque o projeto PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FISICA SEM FRONTEIRAS, que, desde 2007, já ministrou cursos em todos os estados brasileiros - até 2013-  e retomou com dois Grupos de Profissionais, em 2014, repassando novamente os estados, principalmente nos municípios do  interior.
A semana e o DIA DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA são comemorados em intensas programações em Instituições Acadêmicas de Educaçao Física, Entidades Esportivas, Escolas e na sociedade em todo o BRASIL.


   A EDUCAÇÃO FISICA, hoje,  vive um momento bom, porque é reconhecida pela sociedade e,  a atividade física é indiscutivelmente, uma ferramenta que pode ajudar nos altos índices de obesidade do país, da inatividade – falta de movimento da pessoas -, assim como através do ESPORTE  fazer com que o cidadão se ocupe e se integre no meio onde ele vive. Por isso, ela tem a aprovação da Sociedade. No entanto precisa da parte legal e a prática em todas as suas manifestações.

“A EDUCAÇÃO FISICA tem como base a cultura corporal do movimento humano, portanto atua na área da saúde que envolve a ginástica, a dança, os esportes, o jogo/recreação, as lutas e artes marciais. Esse conjunto de atividades, na prática,  deve ser capaz de contagiar e inspirar as pessoas para realizarem alguma delas, tornando-se ativas e saudáveis, desde que ministradas por Profissional de Educação Física. ( Marcia Rohr da Cruz)

   A EDUCAÇÃO FÍSICA, ainda, carece de um avanço ainda maior para  sua consolidação de sua prática junto a rede escolar, principalmente na educação infantil, pois tudo passa pela ESCOLA.
   O SISTEMA CONFEF/CREFS, com suas diretorias e Profissionais de Educação Física de todo o país,  tem travado lutas ferrenhas com o surgimento de Leis na Câmara e no Congresso e muitas, infelizmente oriundas do próprio Conselho Nacional de Educação,  que querem obstruir conquistas já existentes, que  muitas vezes não colocadas em pratica no sistema educacional brasileiro.
  Mas o dia é de comemoração, por isso em todo o Brasil, acontecem  na semana, várias programações elaboradas pelo SISTEMA NACIONAL CONFEF/CREFS, especialmente pelos CREFS do Brasil, junto às Instituições Esportivas e da Educação Física e a sociedade.
  Como exemplo: O Conselho Regional de Educação Física do Estado do RS – CREFRS, promoveu no dia 26 de agosto, em Porto Alegre, o CONGREGACREF – Evento gratuito aos Profissionais de Educação Física e acadêmicos. Vários temas foram abordados por palestrantes da área. E, nesse 1º de setembro, no Grêmio Náutico União acontecerá um jantar com a entrega do PREMIO DESTAQUES da EDUCAÇÃO FÍSICA/ESPORTE do ANO, profissionais e Entidades Esportivas (Clubes, Associações,  Academias, Grupos Esportivos e Imprensa), que recebem certificados e troféus.
   A nossa vivência de mais de quarenta anos na EDUCAÇÃO FISICA, ESPORTES e JORNALISMO ESPORTIVO,  quer no Município, em ações nacionais e até internacionais, garante e  dá –nos  a  certeza de que vivemos um momento de comprometimento, de busca incessante de afirmação e que a consolidação vai acontecer, mas depende muito do  POSICIONAMENTO do SISTEMA NACIONAL CONFEF/CREFS, da CATEGORIA  e da própria  SOCIEDADE para vencer as barreiras burocráticas e burras, muitas vezes,  do CONGRESSO NACIONAL que dita as Leis no país.  
   

*Profissional de Educação Física, Jornalista Esportivo , escritor, radialista, Delegado da FIEP, Conselheiro do CREFRS, CMS-SM e CMEL-SM) 

 






NOSSO SITE APRESENTA O JORNAL SAUDE PELA PRÁTICA MES DE SETEMBRO.


QUILISPORT APRESENTA O JORNAL SAUDE PELA PRÁTICA, EDIÇÃO DO MES DE SETEMBRO
Nosso jornal OLÍMPICO tem o prazer de veicular as 12 páginas dessa edição do mês de setembro de 2017, em que versa na sua maior parte sobre a nossa estada na PRÉ-COBERTURA DOS JOGOS OLIMPICOS DE TOKYO, 3 ANOS ANTES.
(CLERY - EDITOR)

















domingo, 27 de agosto de 2017

NOSSO SITE EM PARALELO COM A CAMARA DOS DEPUTADOS FEDERAIS



CONCURSO NACIONAL SOBRE ESPORTES:

ESPORTE BRASILEIRO NO PÓDIO
Excelente iniciativa da CAMARA DE DEPUTADOS em promover um CONCURSO NACIONAL com temas reelevantes ao ESPORTE NACIONAL, em todas as suas manifestações, inclusive deixa em aberto o tema que quiser ser enfocado, desde que faça parte do ESPORTE NACIONAL.
Encaminhamos solicitação ao CREFRS que também de publicidade a esse CONCURSO, assim como também estimule colegas do CREFRS a participarem.

(CLERY - EDITOR)
 Fonte: Recebemos e-mail da Presidente Carmem do CREFRS.




Participe desta competição e leve o esporte brasileiro ao seu ponto mais alto.


I Concurso de Artigos Científicos da Comissão do Esporte

Inscrições até 25 de setembro de 2017

       A Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados quer fomentar a produção e a disseminação de conhecimentos que estimulem o desenvolvimento do esporte nacional. Para isso, está lançando o seu Concurso de Artigos Científicos.
        Para participar, elabore um artigo ou transforme em artigo inédito a sua monografia, dissertação ou tese que verse sobre um dos temas a seguir:

Esporte e Saúde: ações de valorização do esporte como recurso de melhoria da saúde da população;
o esporte e o desenvolvimento de crianças e jovens. Esporte e Educação: políticas voltadas à educação para o esporte; a educação básica e o esporte; formação do profissional do esporte. Esporte de Alto Rendimento - desafios do esporte de alto rendimento; perspectivas para o desenvolvimento do esporte de alto rendimento.

Os vencedores receberão certificados e terão seus artigos publicados no site do concurso.

Além disso, virão à Brasília para apresentar seus trabalhos com passagens pagas  pela Câmara dos Deputados.


       Para informações sobre regulamento, premiação e inscrições, clique aqui.

      Em caso de dúvidas, é só ligar para (61) 3216-6352 ou enviar mensagem para concurso.cespo@camara.leg.br

Comissão do Esporte

Câmara dos Deputados








quarta-feira, 23 de agosto de 2017

NOSSO SITE DE RETORNO DE TOKYO INICIA POSTAGENS

PRÉ-COBERTURA TOKYO 2020 (Santa Maria, a Primeira):

QUILISPORT, após o retorno recente da sua viagem de Pré-Cobertura de TOKYO, retoma o site para publicar textos que serão veiculados no JORNAL SAUDE PELA PRÁTICA, edição do mês de setembro, que terá 12 páginas


Opinião______________________________________________________________
 EM TOKYO

DEU TRI MUNDIAL
Na Coluna da Edição anterior, escrevemos “SOMOS UM” e realmente o fomos um em Tokyo, de 10 a 20 de agosto de 2017, no entanto atuamos no rádio, internet e jornal. Agora,  estamos complementando essas três midias com a publicação do Jornal  SAUDE PELA PRÁTICA, cada vez mais olímpico.

    Isso foi possível, graças ao apoio de pessoas, que,  se identificaram com a nossa missão, sem esses nada teríamos feito. Lembramos que a ideia inicial era ir a Tokyo,  2 anos antes da Olimpíada, assim como fizemos em Sidney. Então  em fevereiro, com o apoio da esposa Lúcia, decidimos ir nesse ano, faltando 3 anos para TOKYO 2020. A partir de março, iniciamos o planejamento.
    CONTATOS /APOIOS -  Falamos inicialmente com o amigo João Pedro Kinura, lembrado pelo colega e amigo Miguel Gomes. Kimura morou  e tem familiares em Santa Maria, mora no Japão, mas distante de Tokyo, ele nos indicou Patricia Noda, que também morou em Santa Maria,  de bom relacionamento. O caminho estava aberto.
     Falamos com Leonardo Mataruna, que, roda o mundo e tem grande conhecimento com o esporte judô, até porque faz parte da CBJ e faz complementação de estudos em Londres. No nosso contato com Mataruna, que estava em Munique,  ele aprovou nossa ida e falou muito bem do Japão e indicou o professor Kenji, que faz mestrado, na maior Universidade do Esporte do Japão, em Tsukuba, que fica na grande TOKYO.
    Falamos com Luciana Homrich, colega de Educação Fisica e filha do amigo Dr. Homrich, de Santa Maria. Lu nos indicou o gaúcho Gustavo Bajotto,  que foi seu colega de Educaçaõ Física, formado na UFSM, em 1997 e natural de Nova Palma, Cientista da Saúde em Tokyo e teve também a mesma indicação da Patrícia. Fortalecia os nossos contatos e nos animava a confirmar a ida  a TOKYO. Ainda fizemos contato com o colega Dawes, da Assessoria de Imprensa do COMITE OLIMPICO DO BRASIl e ele nos indicou o jornalista Lavier, da OFFICE PRESS do Comitê Organizador dos Jogos TOKYO 2020.
      Nessa arrancada exitosa, também registramos que tivemos o descaso do Comitê Olímpico Internacional – COI e a Embaixada do Brasil, em Tokyo, que, não responderam os nossos emails.
     PLANEJAMENTO - Com essas referências, partimos para a  prática para consolidar uma pré-cobertura olímpica inédita da cidade de Santa Maria, através dos Veículos de QUILISPORT e Rádio Imembuí. Na TRAVEL MIX, com o amigo Juarez Quinhones e   também com a amiga Ide fechamos a passagem ida e volta Porto Alegre/Tokyo, no período de 8 a 21 de agosto. Faltava providenciar o visto japonês e não foi difícil completar a documentação e aguardar 2 meses de antecedência da viagem.
     Colocamos 5 principais atividades:1-Entrevista com o Comitê Organizador de TOKYO 2020; 2- Visita à Universidade de Tsukuba, a maior e melhor Universidade do Esporte do Japão; 3- Constatação das instalações olímpicas e as em construção ( Estádio Olimpico e Vila Olímpica); 4-Visita  à Cidade de Oizuma, a cidade mais brasileira do Japão e 5) A visita à Kioto, cidade histórica com a participação do amigo João Pedro Kimura, que viria da cidade onde vive, mais no sul do Japão para encontrar –nos.  
      TUDO FEITO – Graças a Deus, todo o planejado aconteceu de forma exitosa. Dessas reuniões, entrevistas e visitas,  firmou-se um resultado altamente positivo e que encheu de orgulho o responsável, editor do SPP, que projetou reuniões futuras que podem ocasionar facilidades do trabalho jornalístico e a própria estada do Grupo dos SEM FRONTEIRAS da FIEP  em Tokyo, como aconteceu na cidade do Rio de Janeiro, por ocasião da OLIMPIADA 2016,
     AGRADECIMENTOS – Tomado por uma enorme alegria e o senso de continuidade e responsabilidade, pelos contatos preliminares firmados  lá em Tokyo,  nessa memorável jornada, declaramos de coração que em toda ação lá , sentimos a presença de DEUS, por isso a nossa oração, primeiramente dando glórias ao DEUS que servimos e aos nossos familiares, pelas  horas ausentes; Aos apoios que temos recebido dos parceiros, com suas marcas nessa página, permitindo a consecução da viagem, acreditando no nosso trabalho; Aos Veículos de Quilisport e a Rádio Imembuí (muito particular, a retaguarda que tivemos do colega Thiago Nunes, na produção de nossos boletins); Aos brasileiros e japoneses que foram importantíssimos na preparação e realização dessa pré-cobertura de TOKYO 2020, 3 anos antes no Japão, com idas na cidades de Tokyo, Tsukuba, Oizume e Kioto: João Pedro Kimura, Patrícia Noda, Luciana Homerich , Leonardo Mataruna, Gustavo Bajotto, Kenji Saiato, Jornalistas Dawes do COB e Lavier e Caho da OFFICE PRESS de TOKYO 2020, no fechamento, os interpretes Guinter Hiromu, Paulo Cesar Yaginuma e Lica PS e os gestores de Oizume: Edvaldo Oshiro,   Mario Makuda e Ono Schichi. E orgulhosamente às autoridades olímpicas do Comitê Organizador de TOKYO N2020: Hisashi SANADA, Diretor Presidente da Tsukuba Internacional Academy Of Sports Studies -TIAS e Diretor de Educação da Olimpíada e Masa TAKAYA, Diretor de Comunicação, que , gentilmente nos concederam entrevistas exclusivas, em seus respectivos locais de trabalho, junto com os nossos intérpretes contratados em Tokyo. 
      RUMO TOKYO (II) -  Podemos identificar a partir de agora, já que estivemos lá em Tokyo, 3 anos antes da TOKYO 2020, com o acréscimo de “II” pois aguardamos quando acontecerá essa próxima etapa: 2018?, 2019? ou só em 2020? – Hoje dizemos que todas são possíveis, mas a priori, estaremos, se DEUS quiser, em 2019 e 2020.
      No pique olímpico, felicíssimo e com a mesma garra desprendida até agora, na arrancada para a oitava cobertura olímpica para a cidade de Santa Maria, até a próxima.
( CLERY – EDITOR)

SANTA MARIA É CONFIRMADA POR DIRETOR DE COMUNICAÇÃO COMO A PRIMEIRA DO MUNDO EM TOKYO
QUILISPORT realiza coberturas Olímpicas desde 1992 e com a Olimpíada de TOKYO chegará a marca de 8 Jogos Olímpicos. Na Olimpíada de Sydney, 2000, o Editor do SPP esteve 2 anos antes e agora , QUILISPORT bateu o seu record e foi a Tokyo, 3 anos antes e, agendou entrevista exclusiva com o COMITE ORGANIZADOR DE TOKYO 2020. No dia 15 de agosto, 11 horas  foi recebido na sede atual da ENTIDADE, juntamente com o professor, Kenji Saito, brasileiro,  mestrando na Universidade de TSUKUBA/Japão e 2 intérpretes: Lica PS e Paulo César Yaginuma.
                                            Foto de Kenji/QUILISPORT


Reunião sede do Comitè TOKYO 2020
    Masa TAKAYA, Porta-Voz do Comitê Organizador dos JOGOS OLIMPICOS DE TOKYO, que esteve acompanhado de sua assessora Yoko NISHIMURA, respondeu a nossa pergunta passada pelo intérprete Paulo César YAGIMURA: “ O Comitê Organizador de TOKYO 2020 tem recebido, com frequência a Imprensa do Mundo, em Tokyo, para obter informações sobre os Jogos Olímpicos?  Takaia respondeu: “ Tão logo Tokyo foi escolhida como sede olímpica, recebemos pessoas de várias partes do mundo, mas agora depois de 2016, que efetivamente estruturamos o COMITÊ, vocês são os primeiros a estarem conosco, aqui.”
    Isso enche de orgulho e compensa todo o esforço extremo que se faz para trilhar esse caminho olímpico, levando sempre o nome de SANTA MARIA à consolidação de uma cidade olímpica. Essa tem sido a nossa contribuição e receber essa menção de dirigente que organiza a OLIMPIADA de ser o primeiro do mundo. É muito título, no entanto, não temos dúvidas, de que uma entrevista para 3 Veículos de Comunicação – QUILISPORT é a primeira -  pois lá em TOKYO representou Entidades e fez a entrevista exclusiva para RÁDIO, INTERNET E JORNAL. Mais orgulhoso ainda, por ser recebido por TAKAYA, do COMITÊ, desmistificando de que só as GRANDES MIDIAS tem vez e QUILISPORT é do interior do estado do RS. Por isso, agradecemos em nossa apresentação quando do início da entrevista - traduzido para o japonês por nosso intérprete.


sexta-feira, 18 de agosto de 2017

NOSSO SITE EM TOKYO FECHANDO A PRIMEIRA SEMANA

Pré-cobertura TOKYO 2020:
NA COBERTURA PRÉ-OLIMPICA EM TOKYO CITA-SE ALGUMAS PARTICULARIDADES DOS JAPONESES
QUILISPORT chega a uma semana de cobertura pré-olimpica aqui em TOKYO. Nesse período teve a visita a maior Universidade do Esporte do Japão, em TSUKUBA; Visitou algumas instalações jpa prontas, assim como foi as iniciadas: VILA OLIMPICA e ESTÁDIO OLIMPICO; Foi a cidade de Oizumi, a cidade mais brasileira japonesa e nesse sábado, vai a KIOTO, uma das maiores cidade do Japão, inclusive foi capital do Japão até o ano de 1898.


         Kioto tem uma divisão feita pelas suas características regionais e para o turismo, pois a parte do sul é o corredor de transporte, que liga a cidade aos portos marítimos de OSAKA e KOBE. ZONA CENTRAL – Chamada de TAMBA, caracteriza-se por MONTANHAS e paisagens naturais – área agrícola, principalmente a produção de vinho.e ZONA NORTE – Chamada de TANGO, não o nosso.. É área de á alazer com praias de área branca, MYAZU é famosa pela parte de árvores de pinho banco e lá tem  a produção de tecidos em seda.
Vistas da Cidade de Kioto ( fotos Internet )


PARTICULARIDADES DO POVO - Nessa sexta-feira, com folga de visitas,  O Editor do  SPP diretor de QUILIPORT deslocou-se na região de seu hotel onde está hospedado e fez várias fotos de momentos do japoneses em ação na cidade. 


                   Algumas particularidades de coisas que se pensava e não aconteceram e outras que se constatou. A primeira era de que se pensava que o JAPONES, por se saber ser um país altamente desenvolvido falava inglês e não, quase nada; Que as pessoas faziam muita atividade física, quase nada se viu.. SEGURANÇA total, não se vê policial nas ruas. Dizem que não precisa; EDUCAÇÃO 10, quando se precisava de uma informação, eles tututibiavam no inglês, talvez nós também enrolado, e quando não saia nada, eles procuravam algum birô, principalmente nas estações para que a informação que queríamos saísse – CITO UM EXEMPLO, ontem mesmo, procurava um BANCO para trocar um dólares por ienes. Sai do hotel e fui ao lugar que poderia ter cambio, mas não tinha e então perguntei a um moço, ele olhou no celular e me informou um banco, mas nesse não fazia cambio, então uma senhora que falava um pouco em inglês, estava de bicicleta e com uma filhinha de 7 anos, se propôs me levar ao banco para o CAMBIO, ela saiu de bicicleta e eu junto. Ela deixou a menina na escola e continuou comigo e me levou até ao banco e entrou lá e disse o que eu queria. Essa senhora chama-se YOKO ISHII, cuja foto dela e do rapaz da primeira informação estão no meu face......Nos semáforos a maioria espera, mas tem gente do nosso estilo que passam mesmo no vermelho – não esta vindo ninguém se vai –                             BICILETAS – É o que não falta aqui. Tem muita. Crianças a jovens usam bicicletas para escola e trabalho (imagine como seriam os metros e trens senão tivesse essa alternatica e não tem ciclovia, andam pelas calçadas – mas são largas – Uma coisa  estranha e muito estranha em TOKYO pelo menos não se vê moto, não se entende um pais de várias marcas famosas de motos  ALIMENTAÇÃO – É boa e não é cara, aquilo que se passaria fome por não ter o hábito do tipo da sua alimentação, não é verdade tem várias opções. E o preço varia de 7 a 15 dólares, claro que tem lugares sofisticados até 100  dólares.

Guarda jovem atendeu o pedido de informação.
Pela cidade existem vários templos alguns frondosos e outros simplícissimos.
Aguardando a entreva funcionários firmes nos celulares
Templos simpels
Monumento em uma praça de Tokyo
Retirada do lixo com caminhões especiais
Menino aceitou fazer foto conosco
Bicicletário em predios são frequentes.

Templo simples
Moto tranquila numa esquina de uma avenida
Ciclissta anda na calçada e passa na faixa de segurança
Jovem procura banco para informar ao editor do SPP
Senhora também tomou iniciativa em informar local do banco , inclusive foi até o caixa e informou a necessidade do Editor do SPP de fazer cambio de dolar em ienes.
Sra. Yoko Ishii, um exemplo de gentileza

TOKYO NA NOITE -  Uma saida à noite , fomos a Estação de Tokyo que leva o seu prõprio nome, que é concorridíssima, central e muito movimentada de metros, trens comuns, especiais eo TREM BALA.
 Excelente iluminação

 Uma jantinha básica.
 OBRIGADO BAJOTTO - Esse profissional dedicado e companheiro, foi 11. Deu respaldo em nossa estada aqui em TOKYO. Deus o abençoe.