quarta-feira, 16 de agosto de 2017

NA PRÉ COBEERTURA OLIMPICA QUILISPORT VISITA A CIDADE DE OIZUMI



Pré –Cobertura JOGOS TOKYO 2020:
OIZUMI,  A CIDADE MAIS BRASILEIRA DO JAPÃO

 A cidade possui 17km2 e uma de suas fábricas possui 1/4 dessa área.
A 80 Km de Tokyo, a cidade de Oizumi, com 40 mil habitantes, desses 10 % de brasileiros/japoneses, imigrantes do Brasil (descedentes de japoneses ou brasileiros casados/esposo ou esposa). A cidade é movida pelo comércio de atividades variadas, desde lojas, prestações de serviços, construtoras. É mantida pela sede de 2 grandes fábricas, uma montadora e outra de eletrônicos. É turística pela sua tradição de ser a cidade mais brasileira, está bem localizada – ao lado de Tokyo - mas não tem o apoio governamental para se pontencializar , apesar do esforço de alguns integrantes da Associação de Turismo da Cidade. QUILISPORT esteve lá, em complementação a sua Pré-Cobertura Olímpica, que faz no Japão.
Clery, Edvaldo e Mário
   Em Oizumi, Quilisport teve a recepção de Edvaldo Oshiro, proprietário do Brasil Futsal Center e por  Mário Makuda, Produtor de Eventos. A nossa primeira estada foi no BFC.



 
Nas fotos vimos a entrada do Ginásio, quadra, o ex-craque do futsal e diretor da Entidade, Edvaldo com o amigo e apoiador Makuda.

POUCO DA HISTÓRIA
Edvaldo: “ Temos o orgulho juntamente com o meu irmão Daniel de termos introduzido o futsal aqui no Japão.”
Simplicidade e a convicção de dever cumprido
 EDVALDO Oshiro, ex jogador de futebol, de São Paulo , que esta há 28 anos no Japão e em OIZUMI chegou em 1992. mais um descendente japonês que veio buscar emprego e como era jogador, juntamente com o seu irmão iniciaram o futsal e em 1999 criou o BRAZIL FUTSAL CENTER, uma ORGANIZAÇÃO Esportiva que ativa o futsal e de forma de lazer o voleibol.

      Edvaldo conta que , logo logo o futsal foi se alastrando por várias regiões do Japão,  e por falta de apoio e mesmo iniciativas, eles que criaram o futsal, foram ficando para trás, mas não se queixa, diz: “Fizemos a nossa parte e hoje me sinto bem, quero o melhor para a minha família e vou até quando der. Tenho um filho que está já na carreira e se Deus quiser, será de ponta.” 
        A BRAZIL FUTSAL CENTER, funciona com as escolinhas e tem 2 equipes na LIGA ESTADUAL , uma na 1ª; divisão e outra na 3ª. Divisão.

BARREIRAS – Na reunião que tivemos com Ono Schuichi, vice-presidente da Associação de Turismo de Oizumi, ficou claro o problema de relacionamento e a visão conjunta de desenvolvimento. Apesar do esforço que é feito por alguns integrantes do TURISMO para que haja uma união ampla entre japoneses e descendentes, ainda não tem tido êxito. E,  o caminho é esse, pois a cidade está bem localizada tem a tradição de ser a mais brasileira e tem também outras nacionalidades. A cidade precisa despertar e saber que a potencialização é o caminho e passa por ações conjuntas das forças vivas da cidade, puxada pela Prefeitura e algo, além da tradição de ser polo de imigrantes, tem que ser feito, com uma ampla mobilização – campanhas publicita, se estrutárias e criar um fato que complemente essa ação e assim possa fazer com OIZUMI se fixe como uma CIDADE TURÍSTICA na grande TOKYO.





COMIDA BRASILERIA – Não é só a alimentação que se tem em Oizumi, o que a população querer de Brasil tem. Mas essa é uma das mais marcantes.
      Almoçamos no QUITANDINHA e fizemos algumas visitas.


QUINTANDINHA - Restaurante dos brasilerios, dirigido pelo NILTON SOARES.

 
IMIGRANTES - Os descendentes vem do Brasil, com a expectativa de conseguir uma melhor posição social e normalmente conseguem em OIZUMI, pois muitos diretores de empresas são brasileiros. Marcinha, mais conhecida na cidade, é um exemplo. Tem 3 filhos e consegue ter o seu apartamento e inclusive o seu carrinho. Na foto, ela com a filha Kauane.

.Para encerrar a nossa reportagem,  homenageamos aos milhares dos brasileiros que moram em OIZUMI, de varias partes do Brasil, com esse grupo que estava almoçando no restaurante QUINTANDINHA, na quarta-feira.





Nenhum comentário: