terça-feira, 29 de agosto de 2017

NOSSO SITE APRESENTA UM TEXTO SOBRE O DIA DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FISICA




DIA DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA
                                                            *Clery Quinhones de Lima

É inegável o avanço profissional em termos de formação e atuação de várias categorias junto à sociedade em nosso país. Algumas categorias estão bem posicionadas e outras à caminho. Hoje, indiscutivelmente a EDUCAÇÃO FISICA (atividade física e esporte) é contemplada pela Lei Nacional e tem o SISTEMA NACIONAL  CONFEF/CREFS,  constituído pelo  CONSELHO FEDERAL E CONSELHOS REGIONAIS DE EDUCAÇÃO FISICA (sancionada em 1º de setembro de 1998, pela Lei Nº9.696), mas em termos de esporte não tem ainda a sua POLÍTICA NACIONAL ( está no SENADO, a Nova Lei Geral do Esporte, que propõe uma nova dinâmica e contempla a Política Nacional. Deve ser encaminhada para discussão da Sociedade Civil – tudo está emperrado no CONGRESSO com esse momento que vive o pais de crise política). Paralelamente no Brasil, tem a FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA – FIEP, com a sua Diretoria Mundial, Nacional e Delegacias em todos os estados brasileiros, que atua na difusão da Educação Fisica/Esportes em todo o país, tendo como destaque o projeto PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FISICA SEM FRONTEIRAS, que, desde 2007, já ministrou cursos em todos os estados brasileiros - até 2013-  e retomou com dois Grupos de Profissionais, em 2014, repassando novamente os estados, principalmente nos municípios do  interior.
A semana e o DIA DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA são comemorados em intensas programações em Instituições Acadêmicas de Educaçao Física, Entidades Esportivas, Escolas e na sociedade em todo o BRASIL.


   A EDUCAÇÃO FISICA, hoje,  vive um momento bom, porque é reconhecida pela sociedade e,  a atividade física é indiscutivelmente, uma ferramenta que pode ajudar nos altos índices de obesidade do país, da inatividade – falta de movimento da pessoas -, assim como através do ESPORTE  fazer com que o cidadão se ocupe e se integre no meio onde ele vive. Por isso, ela tem a aprovação da Sociedade. No entanto precisa da parte legal e a prática em todas as suas manifestações.

“A EDUCAÇÃO FISICA tem como base a cultura corporal do movimento humano, portanto atua na área da saúde que envolve a ginástica, a dança, os esportes, o jogo/recreação, as lutas e artes marciais. Esse conjunto de atividades, na prática,  deve ser capaz de contagiar e inspirar as pessoas para realizarem alguma delas, tornando-se ativas e saudáveis, desde que ministradas por Profissional de Educação Física. ( Marcia Rohr da Cruz)

   A EDUCAÇÃO FÍSICA, ainda, carece de um avanço ainda maior para  sua consolidação de sua prática junto a rede escolar, principalmente na educação infantil, pois tudo passa pela ESCOLA.
   O SISTEMA CONFEF/CREFS, com suas diretorias e Profissionais de Educação Física de todo o país,  tem travado lutas ferrenhas com o surgimento de Leis na Câmara e no Congresso e muitas, infelizmente oriundas do próprio Conselho Nacional de Educação,  que querem obstruir conquistas já existentes, que  muitas vezes não colocadas em pratica no sistema educacional brasileiro.
  Mas o dia é de comemoração, por isso em todo o Brasil, acontecem  na semana, várias programações elaboradas pelo SISTEMA NACIONAL CONFEF/CREFS, especialmente pelos CREFS do Brasil, junto às Instituições Esportivas e da Educação Física e a sociedade.
  Como exemplo: O Conselho Regional de Educação Física do Estado do RS – CREFRS, promoveu no dia 26 de agosto, em Porto Alegre, o CONGREGACREF – Evento gratuito aos Profissionais de Educação Física e acadêmicos. Vários temas foram abordados por palestrantes da área. E, nesse 1º de setembro, no Grêmio Náutico União acontecerá um jantar com a entrega do PREMIO DESTAQUES da EDUCAÇÃO FÍSICA/ESPORTE do ANO, profissionais e Entidades Esportivas (Clubes, Associações,  Academias, Grupos Esportivos e Imprensa), que recebem certificados e troféus.
   A nossa vivência de mais de quarenta anos na EDUCAÇÃO FISICA, ESPORTES e JORNALISMO ESPORTIVO,  quer no Município, em ações nacionais e até internacionais, garante e  dá –nos  a  certeza de que vivemos um momento de comprometimento, de busca incessante de afirmação e que a consolidação vai acontecer, mas depende muito do  POSICIONAMENTO do SISTEMA NACIONAL CONFEF/CREFS, da CATEGORIA  e da própria  SOCIEDADE para vencer as barreiras burocráticas e burras, muitas vezes,  do CONGRESSO NACIONAL que dita as Leis no país.  
   

*Profissional de Educação Física, Jornalista Esportivo , escritor, radialista, Delegado da FIEP, Conselheiro do CREFRS, CMS-SM e CMEL-SM) 

 






Nenhum comentário: