terça-feira, 17 de julho de 2018

NOSSO SITE COM O COMITE OLIMPICO DO BRASIL


COB inaugura painel de fotos em homenagem a medalhistas olímpicos e mundiais no CT Time Brasil de ginástica artística
Brasil tem seis ginastas com quatro medalhas olímpicas e 12 mundiais na modalidade
As grandes estrelas da ginástica artística do Brasil estão eternizadas em imagens nas paredes do Centro de Treinamento Time Brasil, no Rio de Janeiro. Nesta terça-feira, dia 17, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) apresentou um painel com fotos em homenagem aos seis ginastas brasileiros medalhistas em Jogos Olímpicos e Campeonatos Mundiais. 
Arthur Nory, Arthur Zanetti, Daiane dos Santos, Daniele Hypolito, Diego Hypolito e Jade Barbosa receberam do COB um reconhecimento pelos seus feitos e agora treinarão cada vez mais motivados pelos seis painéis de 2m por 3m instalados no CT Time Brasil. 
“Esta é mais uma homenagem que o COB fez para os seus atletas. É o fruto do nosso trabalho e do nosso empenho que está sendo estampado aqui hoje. A gente olha, e cada resultado te faz relembrar o que aconteceu naquela competição. É motivo de muito orgulho. Ver os resultados de outros atletas acaba inspirando você a vir aqui, treinar e buscar sempre o melhor para o Brasil”, afirmou Arthur Zanetti, campeão olímpico nas argolas em Londres 2012 e prata no Rio 2016.
Ao longo da história, o Brasil conquistou quatro medalhas olímpicas na ginástica artística, sendo duas com Arthur Zanetti (ouro nas argolas em Londres 2012 e Rio 2016), uma com Arthur Nory (bronze no solo no Rio 2016) e outra com Diego Hypolito (prata no solo no Rio 2106). Além disso, o país tem 12 medalhas em Mundiais, sendo quatro ouros, um de Daiane dos Santos no solo em 2003, dois de Diego Hypolito no solo em 2005 e 2007, e um de Zanetti nas argolas em 2013; quatro pratas, uma com Daniele Hypolito no solo em 2001, outra com Diego no solo em 2006, e duas também com Zanetti nas argolas em 2011 e 2014; além de quatro bronzes, dois com Jade Barbosa no individual geral em 2007 e no salto em 2010, e dois com Diego Hypolito no solo em 2011 e 2014.
“É uma grande homenagem. Você saber que dentro do nosso CT tem fotos dos medalhistas olímpicos e mundiais é muito legal. É uma inspiração para todo mundo que vier aqui. É possível chegar. É possível ser uma medalhista olímpica. É possível ser um medalhista mundial. A gente mostra isso com os medalhistas que estão nas fotos penduradas aqui na parede. Esse espaço que a ginástica tem é formidável, melhor que muitos centros de treinamento de fora” destacou Daniele Hypolito.
O evento contou com a presença de integrantes das seleções feminina e masculina adulta e juvenil de ginástica artística, além das comissões técnicas e integrantes do COB.
“Fico muito feliz e extremamente honrado e agradecido ao COB pela homenagem. É muito bom servir de inspiração, porque eu costumava olhar muito. Quando eu entrei pela primeira vez no ginásio do meu clube, tinha lá um banner da equipe campeã brasileira. Eu ficava sonhando, pensando que um dia eu queria ter um banner, uma imagem minha que servisse de inspiração para os novos atletas. E hoje virou realidade. Eu estou muito feliz com isso. Fico muito contente de poder deixar esse legado para inspirar novos atletas e poder ajudar a encher esse ginásio inteiro com atletas”, comentou Arthur Nory.
Além dos seis quadros dos medalhistas apresentados nesta terça, o COB deixou espaço para que novos talentos consigam entrar galeria. Assim, outros seis painéis estão à espera para serem preenchidos pelos futuros campeões da ginástica. O diretor geral da entidade, Rogério Sampaio destacou a importância de valorizar os ídolos para inspirar as novas gerações. 
“A grande homenagem que os atletas poderiam receber do COB e do país foi a construção de uma arena como essa, um espaço que dá a todos a estrutura necessária para que possam continuar obtendo conquistas e alcançando os seus sonhos. Além desta arena, é necessário que os atletas continuem sendo homenageados, para relembrar suas conquistas e feitos, mas, principalmente, para inspirar as novas gerações. É importante que essas imagens inspirem os mais jovens a conquistar títulos olímpicos e mundiais. Nós queremos que as novas gerações desenvolvam o objetivo de, no futuro, ocuparem esses espaços em branco”, afirmou o campeão olímpico em Barcelona 92, no judô.

Atenciosamente,
Comunicação – Relações com a Imprensa
Christian Dawes / Daniel Varsano
Tels: 21-2494.2085-
 imprensa@cob.org.br

Nenhum comentário: