sexta-feira, 5 de outubro de 2018

NOSSO SITE COM O COMITE OLIMPICO DO BRASIL

Time Brasil está pronto para o início dos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018
Festa de abertura da competição para atletas de 15 a 18 anos será na principal avenida de Buenos Aires neste sábado, dia 6
     Os Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018 terão início neste sábado, dia 6, colocando em ação os melhores atletas da nova geração mundial entre os 205 países na disputa. Para o Comitê Olímpico do Brasil (COB), o evento ganha em importância por ser a primeira experiência olímpica para estes promissores talentos entre 15 a 18 anos.  Das lições aprendidas na capital portenha pode estar a motivação para que os jovens prossigam buscando seus melhores resultados e se superando a cada treino e competição. O Time Brasil será representado por 79 atletas em 24 modalidades.
     A delegação brasileira chegou a Buenos Aires na última terça-feira, dia 2, depois de passar um período de aprendizado e união no Rio de Janeiro. “A expectativa é que, passados os primeiros dias, com todos já ambientados e tendo vivenciado algumas experiências dentro da Vila Olímpica, os atletas possam focar na competição para terem seus melhores resultados. Está chegando a hora, o frio na barriga é natural, mas deve ser controlado. Que os nossos atletas possam ter cada vez mais em mente o objetivo de sair daqui com uma excelente performance”, afirmou Sebástian Pereira, chefe da missão brasileira em Buenos Aires, que disputou os Jogos Olímpicos Atlanta 1996 como atleta do judô. 
 
     A Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos da Juventude acontecerá no sábado, a partir das 20hs, em plena Avenida Nove de Julho, a principal da capital argentina, e será aberta ao público. A bandeira brasileira será levada pelo pugilista Luiz Gabriel Oliveira, o Bolinha, neto do primeiro medalhista olímpico brasileiro no boxe, Servílio de Oliveira, em conquista realizada há 50 anos. Quando o jovem entrar na icônica avenida de Buenos Aires, no centro da capital da Argentina, o sonho dos 79 representantes brasileiros entre 15 e 18 anos se materializará. O início da competição juvenil marca o surgimento de uma nova geração de talentos do esporte nacional. 
      Além do intercâmbio com atletas das mais diferentes culturas, os jovens do Time Brasil terão o primeiro contato com os serviços oferecidos pelo COB em uma missão olímpica. Antes de embarcarem para Buenos Aires, os atletas brasileiros participaram de um evento de concentração organizado pela entidade no Rio de Janeiro, onde receberam todas as informações sobre a mais importante competição de suas ainda curtas carreiras. 
     “Nosso objetivo neste momento é passar tranquilidade para que os atletas se concentrem na competição. Desde o Rio de Janeiro que o COB vem trabalhando em ações relacionadas à vivência olímpica e o quão importante é esse momento para eles. Ao mesmo tempo, queremos que essa experiência seja encarada de forma prazerosa e que cada vez mais possam se acostumar com esse clima”, enfatizou Sebástian, que como atleta foi campeão mundial júnior de judô, em 1996.   
     Ao todo, a delegação brasileira terá 121 integrantes. Além dos atletas e treinadores, o Time Brasil conta com médicos, fisioterapeutas, massoterapeutas e uma psicóloga. 
    A formação da delegação nacional reforça ainda a importância dos Jogos Escolares da Juventude para a detecção de talentos para o esporte nacional. Em Buenos Aires, o Time Brasil terá 33 atletas entre 59 possíveis em 11 modalidades oriundos da maior competição escolar do país. Os Jogos Escolares da Juventude são organizados pelo COB desde 2005 e reúnem anualmente cerca seis mil atletas na etapa nacional. 
     Muitos atletas que brilharam nos Jogos Olímpicos Rio 2016 passaram pelos Jogos Olímpicos da Juventude, entre eles Thiago Braz, Isaquias Queiroz, Felipe Wu, Arthur Nory, Flávia Saraiva e Hugo Calderano, entre outros.
    A terceira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude reunirá na capital argentina aproximadamente quatro mil atletas de 205 países para a disputa de 36 modalidades e 280 provas. Em Cingapura 2010, o Brasil conquistou sete medalhas e em Nanquim 2014 foram 15. 
     A competição também apresenta novos formatos de modalidades, como o basquete 3x3, que fará sua estreia na versão adulta, em Tóquio, 2020, o kitesurfe, classe da vela que está no programa de Paris 2024, e o ciclismo BMX freestyle, que visa uma aproximação com o público jovem. O futsal participará pela primeira vez de uma competição olímpica será única a modalidade coletiva em que o Brasil será representado. Escalada, caratê, break dance, ginástica acrobática e handebol de areia também fazem parte do programa, mas não terão brasileiros.
     Outra marca importante dos Jogos de Buenos Aires é a igualdade de gêneros. Pela primeira vez na história olímpica, uma competição terá o mesmo número de homens e mulheres. Além das competições esportivas, o evento tem ainda uma intensa programação de atividades educativas e culturais oferecidas pelo Comitê Olímpico Internacional aos atletas. 
Fotos de divulgação aqui.
Atenciosamente,
Comunicação – Relações com a Imprensa
Em Buenos Aires:
Daniel Varsano - 
+54 9 11 2255-9283
No Rio de Janeiro:
Christian Dawes - 21-2494.2085 - imprensa@cob.org.br

Nenhum comentário: