sexta-feira, 5 de outubro de 2018

NOSSO SITE COM O COMITE OLIMPICO DO BRASIL

Time Brasil está pronto para o início dos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018
Festa de abertura da competição para atletas de 15 a 18 anos será na principal avenida de Buenos Aires neste sábado, dia 6
     Os Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018 terão início neste sábado, dia 6, colocando em ação os melhores atletas da nova geração mundial entre os 205 países na disputa. Para o Comitê Olímpico do Brasil (COB), o evento ganha em importância por ser a primeira experiência olímpica para estes promissores talentos entre 15 a 18 anos.  Das lições aprendidas na capital portenha pode estar a motivação para que os jovens prossigam buscando seus melhores resultados e se superando a cada treino e competição. O Time Brasil será representado por 79 atletas em 24 modalidades.
     A delegação brasileira chegou a Buenos Aires na última terça-feira, dia 2, depois de passar um período de aprendizado e união no Rio de Janeiro. “A expectativa é que, passados os primeiros dias, com todos já ambientados e tendo vivenciado algumas experiências dentro da Vila Olímpica, os atletas possam focar na competição para terem seus melhores resultados. Está chegando a hora, o frio na barriga é natural, mas deve ser controlado. Que os nossos atletas possam ter cada vez mais em mente o objetivo de sair daqui com uma excelente performance”, afirmou Sebástian Pereira, chefe da missão brasileira em Buenos Aires, que disputou os Jogos Olímpicos Atlanta 1996 como atleta do judô. 
 
     A Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos da Juventude acontecerá no sábado, a partir das 20hs, em plena Avenida Nove de Julho, a principal da capital argentina, e será aberta ao público. A bandeira brasileira será levada pelo pugilista Luiz Gabriel Oliveira, o Bolinha, neto do primeiro medalhista olímpico brasileiro no boxe, Servílio de Oliveira, em conquista realizada há 50 anos. Quando o jovem entrar na icônica avenida de Buenos Aires, no centro da capital da Argentina, o sonho dos 79 representantes brasileiros entre 15 e 18 anos se materializará. O início da competição juvenil marca o surgimento de uma nova geração de talentos do esporte nacional. 
      Além do intercâmbio com atletas das mais diferentes culturas, os jovens do Time Brasil terão o primeiro contato com os serviços oferecidos pelo COB em uma missão olímpica. Antes de embarcarem para Buenos Aires, os atletas brasileiros participaram de um evento de concentração organizado pela entidade no Rio de Janeiro, onde receberam todas as informações sobre a mais importante competição de suas ainda curtas carreiras. 
     “Nosso objetivo neste momento é passar tranquilidade para que os atletas se concentrem na competição. Desde o Rio de Janeiro que o COB vem trabalhando em ações relacionadas à vivência olímpica e o quão importante é esse momento para eles. Ao mesmo tempo, queremos que essa experiência seja encarada de forma prazerosa e que cada vez mais possam se acostumar com esse clima”, enfatizou Sebástian, que como atleta foi campeão mundial júnior de judô, em 1996.   
     Ao todo, a delegação brasileira terá 121 integrantes. Além dos atletas e treinadores, o Time Brasil conta com médicos, fisioterapeutas, massoterapeutas e uma psicóloga. 
    A formação da delegação nacional reforça ainda a importância dos Jogos Escolares da Juventude para a detecção de talentos para o esporte nacional. Em Buenos Aires, o Time Brasil terá 33 atletas entre 59 possíveis em 11 modalidades oriundos da maior competição escolar do país. Os Jogos Escolares da Juventude são organizados pelo COB desde 2005 e reúnem anualmente cerca seis mil atletas na etapa nacional. 
     Muitos atletas que brilharam nos Jogos Olímpicos Rio 2016 passaram pelos Jogos Olímpicos da Juventude, entre eles Thiago Braz, Isaquias Queiroz, Felipe Wu, Arthur Nory, Flávia Saraiva e Hugo Calderano, entre outros.
    A terceira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude reunirá na capital argentina aproximadamente quatro mil atletas de 205 países para a disputa de 36 modalidades e 280 provas. Em Cingapura 2010, o Brasil conquistou sete medalhas e em Nanquim 2014 foram 15. 
     A competição também apresenta novos formatos de modalidades, como o basquete 3x3, que fará sua estreia na versão adulta, em Tóquio, 2020, o kitesurfe, classe da vela que está no programa de Paris 2024, e o ciclismo BMX freestyle, que visa uma aproximação com o público jovem. O futsal participará pela primeira vez de uma competição olímpica será única a modalidade coletiva em que o Brasil será representado. Escalada, caratê, break dance, ginástica acrobática e handebol de areia também fazem parte do programa, mas não terão brasileiros.
     Outra marca importante dos Jogos de Buenos Aires é a igualdade de gêneros. Pela primeira vez na história olímpica, uma competição terá o mesmo número de homens e mulheres. Além das competições esportivas, o evento tem ainda uma intensa programação de atividades educativas e culturais oferecidas pelo Comitê Olímpico Internacional aos atletas. 
Fotos de divulgação aqui.
Atenciosamente,
Comunicação – Relações com a Imprensa
Em Buenos Aires:
Daniel Varsano - 
+54 9 11 2255-9283
No Rio de Janeiro:
Christian Dawes - 21-2494.2085 - imprensa@cob.org.br

NOSSO SITE COM O CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO FISICA - CONFEF

SITE SAUDE PELA PRÁTICA VEICULA BOLETIM DO CONFEF
Boletim Eletrônico CONFEF
Praia Grande recebe 20º Seminário CREF4/SP de Educação Física Escolar
Boletim Eletrônico CONFEF
No dia 22/08, foi realizado na Praia Grande, em São Paulo, o 20º Seminário de Educação Física Escolar CREF4/SP, que contou com a presença dos palestrantes do Ciclo CREF4/SP do Conhecimento. O evento contou com cerca de 250 participantes, entre estudantes e profissionais de Educação Física.
Após a abertura da cerimônia, o Prof. Esp. Márcio Tonelli Bernardes [CREF 047805-G/SP], deu início a sua palestra sobre Educação Física Lúdicas, com o objetivo de viabilizar a todos os alunos e profissionais presentes, ferramentas práticas de integração. O tema agradou os presentes, que participaram com perguntas e comentários, especialmente sobre os aspectos legais.
Na segunda parte do seminário, o tema principal foi apresentado pelo Prof. Esp. Marcelo Grangeiro [CREF 000810-G/MA], sobre “Dança na Escola: do Ideal para o Real”. O especialista no assunto mostrou que a dança pode ser ensinada para todas as faixas etárias. Com atividades intensas e motivadores, o profissional fez uma aula mais prática do que teórica. “Realizamos atividades iniciais com o objetivo de vivenciar ações ligadas à dança, também fizemos o Método Livre de Dança, desenvolvido por mim. Trata-se de oito passos básicos que servem como referência para os profissionais iniciarem um trabalho na escola”, disse o especialista.
Conheça a agenda do Ciclo, clicando aqui.
Fonte: CREF4/SP.
CREF13/BA lança protocolo para definição de programa de exercícios
O CREF13/BA emitiu duas notas técnicas que trazem para o Profissional de Educação Física o poder de tomar decisões sobre os procedimentos que devem ser observados antes e durante a atividade física. O objetivo é padronizar condutas e procedimentos para a aplicação da avaliação pré-participação de alunos e clientes em atividades físicas, adequando às necessidades e limitações individuais e aliando aos benefícios à saúde.
Na nota técnica nº 002/2018, intitulada “Avaliação Pré-participação em Programas de Exercícios Físicos”, o CREF13/BA propõe que antes do início de programas de exercícios físicos seja feita uma avaliação com estratificação cardiovascular, incluindo a anamnese e a aplicação do PAR-Q, conforme manual presente no protocolo elaborado pelo Conselho.
A partir daí, os Profissionais poderão decidir, com total segurança, sobre o início imediato da prática da atividade física; o início com restrições; ou a não liberação para o início da prática da atividade física sem antes ser realizada avaliação médica.
Já a nota técnica nº 001/2018, “Avaliação da Aptidão Física Relacionada à Saúde”, estabelece que, após a avaliação pré-participação, é fundamental se identificar os objetivos e condições físicas dos alunos, clientes ou atletas antes de se prescrever e orientar exercícios de forma individualizada. Para isso, deve-se considerar três etapas básicas da avaliação: o que medir/avaliar, como medir/avaliar e qual o referencial a ser utilizado.
A medição/avaliação deve observar capacidade aeróbica, composição corporal, força/resistência muscular e flexibilidade e deve ser feita de acordo com três protocolos: básico, intermediário e avançado. Os Profissionais poderão usar outros testes, desde que estes contemplem o que estabelecem os protocolos.
Fonte: CREF13/BA
Em Cuiabá, indivíduo sem registro é conduzido à delegacia por exercício ilegal da profissão
Boletim Eletrônico CONFEF
Dando continuidade ao trabalho de fiscalização nos parques da cidade, o CREF17/MT, com o apoio da Delegacia do Consumidor (Decon) e do Procon Municipal, realizou, em setembro, uma nova ação da operação "Medida Certa". A iniciativa visa fiscalizar o exercício irregular da profissão. Desta vez, a operação foi realizada no Parque das Águas e no Parque Tia Nair, em Cuiabá (MT).
Durante a fiscalização, foi identificado um cidadão sem registro, ou seja, exercendo ilegalmente a profissão. Ele foi conduzido à Delegacia para lavrar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).
Para o presidente do CREF17/MT, Carlos Alberto Eilert [CREF 000015-G/MT], a parceria veio para somar com o trabalho do Conselho, defendendo a sociedade de pessoas não habilitadas e, consequentemente, protegendo a saúde da população.
“Quero agradecer o apoio da Decon, através do Delegado Antônio Araújo, e do Procon Municipal. Estamos juntos nessa luta a favor da sociedade civil organizada. É importante ter um profissional habilitado, pois ele garante segurança ao aluno”, afirmou Eilert, acrescentando que todos os eventos de prática esportiva e estabelecimentos serão fiscalizados através da parceria.
Fonte: CREF17/MT
Jogos da Primavera de Glória são acompanhados pelo CREF20/SE
Entre os dias 10 e 14 de setembro, foi realizada a 28ª edição dos Jogos da Primavera, promovido pelo Município de Nossa Senhora da Glória, no Ginásio de Esportes Padre Leon Gregório. O CREF20/SE esteve presente, através do seu setor de orientação e fiscalização, DEOFIS, para assegurar que todos os técnicos e responsáveis por equipes fossem formados e registrados no Conselho.
“Onze escolas foram fiscalizadas, assim como 11 pessoas, sendo que apenas uma pessoa estava sem registro no CREF, a qual foi autuada e dado o prazo para ir se registrar no Conselho, ” informou o supervisor de orientação e fiscalização do CREF20/SE, Diego Vidal [CREF 001363-G/SE].
Segundo Diego Vidal, em toda e qualquer competição esportiva escolar os técnicos de equipes devem possuir o registro no Conselho Regional de Educação Física. A falta do registro profissional caracteriza exercício ilegal da profissão, constituindo contravenção penal prevista no Decreto-Lei nº 3.688/41.
Fonte: CREF20/SE.
Boletim Eletrônico CONFEF
CREF15/PI-MA inaugura sede própria
Boletim Eletrônico CONFEF
Em setembro, quando completou três anos de implantação, o CREF15/PI-MA inaugurou a sua sede própria na cidade de Teresina. O espaço está localizado na Rua 1º de maio, 2024 – Primavera. CEP: 64002-510 Teresina – PI.
Para o presidente do CREF15/PI-MA, Danys Queiroz [CREF 000179-G/PI], são muitos os motivos para comemorar, entre eles a ótima relação com a categoria, poder legislativo, sindicato patronal das academias e Instituições de Ensino Superior (IES).
Fonte: CREF15/PI-MA.
Pesquisa pretende mapear o valor e a percepção do papel da Educação Física Escolar como meio de promoção da saúde
Mapear a valoração e percepção do papel da Educação Física Escolar como meio de promoção da saúde é o objetivo da pesquisa realizada pelo profissional de Educação Física Júlio Cesar Nasário [CREF 002157-G/SC], e que servirá para a tese de Doutorado em Ciências da Saúde na Faculdade de Medicina do ABC – Santo André – SP. A pesquisa pretende levantar dados pois, apesar de diversas propostas pedagógicas para a Educação Física Escolar e programas para a saúde, os números de obesidade continuam aumentando. A pesquisa está disponível aqui e leva aproximadamente 10 minutos para ser preenchida.
Podem participar da pesquisa profissionais e acadêmicos da área da Saúde e a coleta será até 31 de outubro. Todos os dados serão confidenciais e as informações obtidas no estudo serão mantidas em sigilo respeitando os princípios contidos na Resolução 510/16 do Conselho Nacional de Saúde. Posteriormente, as informações serão organizadas, analisadas, divulgadas e publicadas.
Fonte: CREF3/SC
CREF19/AL realiza fiscalização em parceria com Secretaria de Segurança Comunitária
Boletim Eletrônico CONFEF
A Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) e o CREF19/AL realizaram, no dia 27/09, fiscalização dos espaços públicos na orla marítima, num trecho entre a Pajuçara e a Jatiúca, em Maceió.
Segundo o coordenador geral de Controle de Atividades no Espaço Público, coronel Adilson Bispo, a ideia é garantir que todos os profissionais de Educação Física estejam habilitados a desenvolver as aulas e atividades. “Essa é a primeira etapa e tem um caráter educativo, no sentido de orientar os profissionais que estão ocupando o espaço público da faixa de areia da orla marítima, para que possam formalizar uma autorização junto à Semscs. Vamos dar continuidade nas próximas semanas”, orienta.
Durante a ação, o agente de fiscalização do CREF19/AL, Antônio Neto, falou sobre a importância da fiscalização e disse que o objetivo principal do órgão é garantir que a população seja orientada por profissionais qualificados. “Isso dá uma segurança ao aluno, inibindo que pessoas leigas orientem qualquer tipo de exercícios sem que possuam formação”, diz. Ele destaca, ainda, que o segundo objetivo é falar da importância da autorização concedida pela Semscs, para que o profissional possa utilizar legalmente o espaço público para fins privados e obedeça às normas.
Fonte: Cada Minuto
Não votou nas eleições do CREF? Justifique sua ausência
Os profissionais de Educação Física que não votaram nas eleições dos CREFs, no último mês, podem enviar a justificativa de ausência por escrito ao Conselho.
Os votos recebidos após às 17 horas do dia da votação presencial, já são considerados justificativa de voto. Verifique se o seu voto foi computado na listagem de votantes junto ao CREF.
Acesse a lista com os contatos de cada CREF aqui.
CLIPPING
 
 
 NOTA DO EDITOR DO SPP
  Em contato com o Walfrido, do CONFEF e com a anuência do presidente JORGE, estaremos a partir do dia 8 falando direto do Rio de Janeiro, na cobertura até o dia 11 de novembro do CONGRESSO DO SISTEMA CONFEF/CREFS que dá ênfase aos 20 ANOS DA REGULAMENTAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA.
 Além dos boletins estaremos com matérias nesse site e no jornal SAUDE PELA PRÁTICA, na edição do mês de dezembro.
( CLERY - EDITOR )