domingo, 14 de abril de 2019

COB PROMOVEU EVENTO NOS 10 ANOS DO IOB


Nos 10 anos do IOB, Congresso Olímpico Brasileiro reúne mais de 1.200 pessoas em São Paulo
Evento contou com a presença de referências da gestão esportiva nacional e internacional, como Chelsea Warr, Michael Vesper, Bob Bowman, Bernardinho e Jorge Bichara.
Mais de 1.200 profissionais do esporte nacional vivenciaram neste sábado, dia 13, em São Paulo, uma experiência inédita no Brasil. Em comemoração aos 10 anos do Instituto Olímpico Brasileiro (IOB), o Comitê Olímpico do Brasil (COB) realizou no WTC Events Center a primeira edição do Congresso Olímpico Brasileiro, que reuniu grandes nomes da gestão esportiva mundial.
Entre os destaques nacionais, o ex-treinador das seleções feminina e masculina de vôlei, Bernardinho, o Diretor de Esportes do COB, Jorge Bichara, e o Consultor Pedagógico da Academia Brasileira de Treinadores, Antonio Carlos Gomes. No âmbito internacional, os palestrantes foram: Bob Bowman, ex-treinador de Michael Phelps e Treinador Principal de Natação da Arizona State University; Chelsea Warr, Diretora de Performance da Agência de Esportes do Reino Unido (UK Sport); Michael Vesper, Consultor Sênior do Comitê Olímpico Internacional; Maurits Hendriks, Diretor de Alto Rendimento do Comitê Olímpico da Holanda; Chris O’Brien, Vice-Diretor de Performance do Instituto Australiano de Esportes (AIS); e Aaron Coutts, Professor Ilustre de Esportes e Ciência do Exercício na Universidade de Tecnologia de Sidney (UTS).


O brasileiro Antonio Carlos (ao centro) no painel.
“Todos os objetivos foram alcançados. No que diz respeito às palestras, a troca de conhecimentos foi intensa, com a presença de convidados do mais alto nível. Quem veio aqui hoje, sai extremamente impactado com o trabalho do COB. Era o que queríamos”, disse Rogério Sampaio, Diretor-Geral do COB.
A abertura oficial do evento ocorreu às 9h, com discurso oficial do presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira. Na presença do Ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, que dirigiu o IOB por seis anos, e o Secretário Especial do Esporte, Marco Aurélio Vieira, Wanderley destacou a importância da Lei Agnelo/Piva para o desenvolvimento do esporte brasileiro e o êxito do Congresso.
“A Lei Agnelo/Piva é o principal motor do esporte brasileiro e sua manutenção é vital. Graças a ela, alcançamos o 13° lugar entre 208 nações na Rio 2016. Quanto ao Congresso Olímpico Brasileiro, estou bastante orgulhoso e feliz com essa primeira edição. Trata-se de uma ideia que foi implementada e executada com esmero pelo IOB.”, afirmou o presidente do COB.
Pela manhã, foram debatidos temas como os sistemas organizacionais do esporte, estratégias para aumento de competitividade, gestão de equipes, carga de treino de atletas olímpicos e saúde no esporte. À tarde, houve palestras sobre ética, governança e compliance no esporte, identificação e desenvolvimento de talentos e como transformar dados em informação estratégica. O encerramento teve Bob Bowman apresentando as suas “Regras de Ouro: Dez segredos para se tornar um campeão na vida e nos negócios”. Bowman, por sinal, ficou impressionado com a organização do Congresso.
“Achei a estrutura muito inovadora, com essa proposta de três palcos e palestras simultâneas. Gostei também das áreas de interação externas e da qualidade dos palestrantes, que foi muito alta. Gostei muito do evento.”, elogiou o treinador de Michael Phelps.
O Congresso Olímpico contou também com uma série de atividades no intervalo das palestras, em uma parceria envolvendo o COB e as confederações esportivas. A Confederação Brasileira de Desportos no Gelo (CBDG), por exemplo, montou uma estrutura de street curling para que todos pudessem conhecer mais sobre a modalidade de inverno. Já a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) trouxe a jovem Bruna Takahashi, melhor atleta do país no ranking mundial, para bater bola com o público. Foram propostas ainda experiências envolvendo as seguintes modalidades: atletismo, badminton e escalada esportiva.
O Laboratório Olímpico se fez presente com diversas vivências: biomecânica, bioquímica, fisiologia e termografia. O COB montou ainda a loja Time Brasil, com uma série de produtos licenciados, e o Espaço Memória Olímpica Brasileira, que apresentou a história dos Jogos por meio de fotografias, medalhas, tochas, cartazes e souvenirs.
“Todos saíram felizes por terem um espaço, um ponto de contato democrático com o esporte. Atualmente, o COB tem uma política de aproximação com a sociedade, cujo objetivo foi atingido. Tivemos um conteúdo de alta qualidade e palestrantes que superaram as expectativas, trazendo conhecimento capaz de inspirar ações de transformação”, finalizou Soraya Carvalho, Gerente do IOB.
( Release do COMITE OLIMPICO DO BRASIL)  Fotos de divulgação - Http://bit.ly/congressoolimpico