sexta-feira, 31 de maio de 2019

NOSSO SITE COM OS JOGOS OLIMPICOS DE TOKYO.


 PROGRAMAÇÃO DOS JOGOS OLIMPICOS DE TOKYO 2020

Calendário mostra a ordem dos eventos de cada sessão esportiva. Edição japonesa dos Jogos Olímpicos de Verão terá um recorde de 33 esportes e 339 eventos



Os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 serão realizados oficialmente entre 24 de julho e 9 de agosto, mas a ação esportiva começa dois dias antes da cerimônia de abertura, com partidas de futebol feminino e softball. Nesta terça-feira (16.04), o Comitê Organizador divulgou a programação com todas as modalidades, registrando o recorde de 33 esportes e 339 eventos em disputa entre os melhores atletas do mundo.


      No mesmo dia da cerimônia de abertura, já terão início as provas de remo e tiro com arco, mas ainda sem disputa por medalhas. E, no dia seguinte, os Jogos ficam intensos, com competições de natação, polo aquático, tiro com arco, badminton, softball, basquete 3x3, boxe, ciclismo (estrada), hipismo (adestramento), esgrima, futebol, ginástica artística, handebol, hóquei sobre grama, judô, remo, tiro esportivo, tênis de mesa, taekwondo, tênis, vôlei, vôlei de praia e levantamento de peso.
#PraCegoVer: Fotografia mostra a ginasta americana Simone Biles durante um movimento na prova de trave, durante os Jogos Olímpicos do Rio 2016.
A ginástica artística terá início um dia após a cerimônia de abertura. Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br
     O tradicional atletismo terá início apenas em 31 de julho, no novo Estádio Olímpico, e segue até 9 de agosto, dia do encerramento das Olimpíadas. A primeira prova em disputa será a marcha atlética de 20km masculina, que terá como ponto final o Palácio Imperial do Japão.
"O cronograma de Tóquio 2020 é substancialmente diferente dos horários olímpicos anteriores, mas oferecerá à grande maioria dos torcedores de atletismo a oportunidade de ver as medalhas olímpicas sendo decididas, com as finais marcadas em 15 das 17 sessões no estádio principal", explicou o diretor de competições da Federação Internacional de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), Paul Hardy.
     "Ter finais pela manhã, conforme solicitado pelo Comitê Olímpico Internacional, aumentará a visibilidade do atletismo em todos os fusos horários. Os eventos de maiores distâncias em estádio permanecem nas sessões noturnas para reduzir o risco de condições muito quentes para os atletas, enquanto os eventos de rua começarão o mais cedo possível", concluiu. Outra grande novidade no atletismo é a disputa do revezamento misto de 4 x 400m.
Já as novas modalidades poderão ser apreciadas, em grande parte, nas arenas de Aomi e Ariake, pontos de encontro para eventos urbanos e que prometem uma atmosfera vibrante. Além do basquete 3x3, ali serão realizadas as provas de BMX freestyle (1 e 2 de agosto), skate park (5 e 6) e escalada (4 a 7).
#PraCegoVer: Fotografia mostra o momento da largada da maratona masculina nos Jogos do Rio 2016.
A tradicional maratona masculina será realizada no dia do encerramento dos Jogos, pela manhã. Foto: COI/Getty Images
       O último fim de semana de provas promete ser bastante agitado. No sábado (8 de agosto), serão realizadas as finais de 30 eventos esportivos, o maior número já registrado em um único dia durante os Jogos. As finais incluem ginástica rítmica, golfe feminino, basquete masculino, futebol masculino, beisebol, vôlei masculino e a competição por equipes do nado artístico. Já no dia do encerramento (9), a maratona masculina será realizada pela manhã, e o último evento dos Jogos, antes da cerimônia, será a final do polo aquático masculino.
De acordo com o Comitê Organizador, a elaboração do cronograma levou em conta as regras e os regulamentos das diversas federações internacionais, o equilíbrio entre os gêneros, a popularidade dos esportes no Japão e o bem-estar dos atletas, além da audiência global de televisão.
    Rededoesporte.gov.br, com informações do Comitê Olímpico Internacional (COI) e da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt)

NOTA DO EDITOR - QUILISPORT coordenará, mais uma vez, a cobertura inédita. Já esteve em TOKYO agosto de 2017, 3 ANOS ANTES e estará agora de 11 a 23 de agosto - 1 ANO ANTES. A cobertura será pelos Veículos de QUILISPORT - Face, site e jornal SAUDE PELA PRÁTICA e a hoje ( RÁDIO IMEMBUI).

NOSSO SITE COM O COB NO PAN DE LIMA


COB apresenta uniformes do Time Brasil nos Jogos Pan-americanos Lima 2019
Oito atletas classificados participam de sessão de fotos com trajes de competição e de Vila produzidos pela Peak
Próxima parada: Lima, Peru. Classificados para os Jogos Pan-americanos, que acontecem entre 26 de julho e 11 de agosto deste ano, Arthur Nory (ginástica artística), Beatriz Ferreira (boxe), Henrique Avancini (ciclismo MTB), Larissa Pimenta (judô), Marcelo Chierighini (natação), Marcus Vinícius D'Almeida (tiro com arco), Priscilla Stevaux (ciclismo BMX), e Serafim Veli (levantamento de pesos) deram uma pequena pausa nos treinos para apresentarem os uniformes que usarão nas competição e no dia a dia da Vila dos Atletas.
Reunidos em um estúdio fotográfico na Zona Sul de São Paulo, os atletas posaram com os trajes oficiais já pensando na subida ao pódio. A apresentação dos uniformes da Peak, patrocinadora de material esportivo do COB até os Jogos Olímpicos Paris 2024, fez a alegria dos atletas que participaram do encontro.
Atleta da Torcida do último Prêmio Brasil Olímpico, Henrique Avancini vestiu o traje de competição e aprovou a iniciativa. “Os uniformes são estilosos, passam alegria e força. Estar aqui para a sessão de fotos é sempre um momento bacana para confraternizar com outras modalidades olímpicas e poder curtir um pouco com espírito do Olimpismo”, elogiou o ciclista, que disputará a etapa da Copa do Mundo, em Andorra, antes do Pan.
“Adorei os uniformes, que estampam as cores da nossa nação. Amarelo-ouro, verde-bandeira, as cores exatas da medalha. Nada melhor do que carregar nossa bandeira vestindo trajes confortáveis”, destacou Priscilla Stevaux.  
A delegação brasileira vai contar com aproximadamente 700 integrantes nos Jogos Pan-americanos de Lima, sendo quase 500 atletas em 50 modalidades. O principal objetivo do COB é classificar o maior número de atletas e modalidades para Tóquio 2020. Ao todo, 23 modalidades esportivas distribuirão vagas para os Jogos Olímpicos.
Beatriz Ferreira sonha alcançar a medalha de ouro logo em sua estreia na competição multiesportiva continental. Ela quer aproveitar todos os momentos em Lima. “Os Jogos Pan-americanos são únicos. Nem o clima vai me afetar: Quando subo no ringue, não tem alto nem baixo, vou fazer meu máximo e trazer essa medalha”, afirmou Bia, como é carinhosamente chamada, que está ansiosa para ganhar logo o seu uniforme. “Estou muito feliz de estar aqui, ter sido convidada pelo COB, rever toda a galera e participar desse momento. Vou guardá-lo para sempre”, completou a pugilista.
Os Jogos Pan-americanos Lima 2019 terão aproximadamente 6.680 atletas e 2.670 oficiais de 42 países, com disputas em 422 provas de 62 modalidades de 39 esportes. Serão 17 dias de competição, de 26 de julho a 11 de agosto, em 20 arenas de cinco grandes complexos esportivos.
Sobre o COB:
O Comitê Olímpico do Brasil (COB) é uma organização não governamental, filiada ao Comitê Olímpico Internacional (COI), que trabalha na gestão técnica, administrativa e política do esporte nacional. A missão do COB é desenvolver e representar com excelência o esporte de alto rendimento do Brasil, trabalhando na melhoria de resultados esportivos do Time Brasil, elevando a maturidade de gestão do COB e Confederações filiadas e fortalecendo a imagem do esporte olímpico brasileiro. É dever do COB ainda proteger e promover os valores olímpicos em território nacional.
Ao longo de seus 105 anos de existência (fundado em 8 de junho de 1914), o COB já levou o Brasil à conquista de 129 medalhas (30 de ouro, 36 de prata, 63 de bronze) em Jogos Olímpicos e 37 medalhas em Jogos Olímpicos da Juventude (11 de ouro, 15 de prata e 11 de bronze).
A principal fonte de recursos do COB para o cumprimento de seus objetivos estratégicos é oriunda da Lei Federal 13.756/2018, que destina um percentual da arrecadação das Loterias Federais ao esporte. Os recursos são geridos respeitando os preceitos de administração pública e transparência, tendo seu uso auditado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pela Controladoria Geral da União (CGU). 
Coca-ColaAlibaba GroupAtosBridgestoneDowGEIntelOmegaPanasonicP&GSamsungToyota e Visa  são Patrocinadores Olímpicos Mundiais (programa TOP do Comitê Olímpico Internacional). O COB tem suporte das empresas: Estácio e Peak – Patrocinadores Oficiais; Aliansce e Travel Ace – Apoiadores Oficiais; Ajinomoto e BRW – Parceiros Oficiais; e Match Hospitality AG – Revendedora de Ingresso e Pacote Oficial para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020.
Atenciosamente,
Comunicação – Relações com a Imprensa
Christian Dawes / Daniel Varsano / Valter França / Claudia Fernandes
Tels: 21-2494.2085-
 imprensa@cob.org.br

NOSSO SITE COM O JORNAL SAUDE PELA PRATICA

NOSSO JORNAL SAUDE PELA PRÁTICA EDIÇÃO DO MES DE JUNHO DE 2019

QUILISPORT divulga a edição do Mês de JUNHO do Jornal SAUDE PELA PRÁTICA.