segunda-feira, 5 de agosto de 2019

NOSSO SITE A CONFERENCIA NACIONAL DE SAUDE EM BRASILIA

 SEGUNDO DIA DA CONFERENCIA NACIONAL DE SAUDE AQUI EM BRASILIA
(INICIA O PROCESSO DE ANÁLISE DAS MAIS DE 300 DIRETRIZES E PROPOSTAS PARA A MELHORIA DA SAÚDE.)

    Prosseguiu, hoje, segunda-feira, no Centro de Exposições da Cidade, aqui, em BRASILIA a 16a. CONFERENCIA NACIONAL DE SAUDE, numa promoção do Ministério da Saúde e Conselho Nacional de Saúde, com a participação em torno de 5 mil pessoas, na qualidade de delegados e convidados de todo o nosso país.
Na programação desse segundo dia da CNS em Brasilia. Muitas atividades com reuniões diversas de Entidades Sociais, de Saúde de Trabalhadores e a próprias atividades da Conferencia que já teve o início das avaliações e votações das  300 diretrizes e propostas nos 3 Eixos.
 



 Nos corredores, muita conversa técnica e amistosa

 Até a pose do professor




A Arena principal por ora fica quase vazia, mas também com frequência ela fica lotada




GRUPO DE TRABALHO número 43, com a Coordenação do professor CARLINHOS HEILERT trabalhou nessa tarde com as diretrizes e propostas do Eixo Transversal - DEMOCRACIA E SAÚDE.

  
Composição da mesa

Participantes


PARTICULAR
          Nessa tarde, estivemos reunido com o professor LUIZ CELSO GIACOMINI, que alguns anos reside em Brasilia. Atualizamos assuntos do esporte, principalmente o handebol, pois Brasilia, foi o local onde em julho de 1977, o RS foi campeão brasileiros, no handebol masculino, pelos JOGOS ESCOLARES BRASILIEROS - JEBS, sendo técnico Giacomini e a maioria dos Jogadores da nossa cidade de Santa Maria.


CONFERENCIA NACIONAL DE SAÚDE ABRE EM BRASILIA COM MAIS DE 4 MIL PARTICIPANTES
(Com criticas ao  Atual Governo e Ministro da Saúde, Mandetta responde)
 Programação iniciou no dia 4, domingo e prossegue, até o final da tarde do dia 7, quarta-feira
No domingo, dia 4 de agosto, no Centro de Exposições da Cidade , em Brasilia, iniciou a 16a.CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAUDE, com a participação de delegados de todos os Estados e DF nos segmentos: Usuários, Trabalhadores da Saúde e Prestadores de Serviços/Gestores.
  As filas para credenciamento à Conferencia Nacional de Saúde iniciaram cedo. Acontecem no domingo e será feito ainda até às 18 h dessa segunda-feira, dia 5.

  A primeira atividade foi realizada à tarde com o painel tendo tema a SAUDE COMO DIREITO.da Coordenação do CNS e a participaçãos de Josefina do Quilombola de Sergipe ; Prof.da Universidade do RJ, José Merry e deputada federal RJ Jandira, do PC do B.

  Nas exposições dos painelistas teve intensas críticas ao atual Governo quanto a sua condução do Sistema de Saúde no país. Sendo mais incidente a deputada Jandira.Ela defendeu Lula e declarou combate ao atual Governo. Foi uma amostra de como será conduzida a CNS em termos partidários.

ABERTURA OFICIAL
      Os atos solenes, não tão amistosos, aconteceram a partir das 19h e teve um palco recheado de autoridades e representantes da saúde do país. Inclusive com o Ministro Mandetta, da Saúde, que foi vaiado, praticamente durante toda a sua estada com palavras de ordem, declaradamente partidários de Lula;principalmente na fala do Ministro e teve inclusive houve a interferência do Presidente Pigatto, do CNS, solicitando em nome da democracia que é defendido pelo CNS, o respeito para com o Ministro e qualquer pessoa que usar da palavra.
Pigatto usou da prerrogativa de presidente do CNS e da CONFERENCIA para acalmar os ânimos. Foi ele também que fez a Declaração de Abertura da 16a. Edição.

" O protocolo foi extenso e como o clima era acirrado, não podia ter dado a palavra ilimitada a várias representações, que ocasionaram manifestações de parte do público."



        O presidente do CNS, Pigatto, num longo discurso - foi muito bem - saudou as autoridades sua Equipe de trabalho e Conferencistas de todo Brasil. Disse:" Estamos felizes por essa realização, pois tinha gente que até dizia que não sairia." Falou dos avanços do SUS, mas também disse que precisa avançar e que o CNS tudo fará pela manutenção e melhoria do SUS.

MINISTRO RESPONDEU


         Mesmo com o clima de afronta ao atual Governo, muito especial, na Conferência ao Ministro Mandetta ( mas sempre sobrou palavras de críticas  ao presidente Bolsonora e apoio a Lula), o protocolo manteve a palavra do Ministro, que não se intimidou com gritos e mesmo com intensas vaias, manteve a postura e falou sobre aquilo que o Governo está fazendo e que pode fazer. Respondeu algumas afirmações feitas em discurso anteriores por contestadores do atual Governo. No final foi forte e disse: "Use bem o dinheiro público,senão vão acabar na suíte do Moro em Curitiba." Aí dá para se entender, tal qual estava o clima. CNS prossegue durante o dia de hoje.





·