segunda-feira, 20 de julho de 2020

COB RETOMA TREINAMENTO AINDA NA PANDEMIA

QUILISPORT NA PRÉ-COBERTURA TOKYO 2020-21:


Rio de Janeiro, 20/07/2020

COB reabre Centro de Treinamento Time Brasil

Ana Marcela Cunha (maratona aquática), Allan do Carmo (maratona aquática), Ygor Coelho (badminton), Ágatha e Duda (vôlei de praia), Giulia Penalber (wrestling), entre outros, passaram pelo CT nesta segunda
Na semana em que seriam realizados os Jogos Olímpicos de Tóquio, os atletas brasileiros receberam mais uma boa notícia. Nesta segunda-feira, dia 20, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) reabriu o Centro de Treinamento Time Brasil, no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro, e iniciou a retomada gradual dos treinamentos no local. Seguindo rígidos protocolos do Guia para a Prática de Esportes Olímpicos no Cenário da COVID-19, lançado em junho pela entidade, neste primeiro momento, no máximo 40 pessoas poderão entrar na instalação a cada dia.

Os primeiros a chegar CT do COB nesta segunda foram os maratonistas aquáticos Ana Marcela Cunha e Allan do Carmo. "Estar de volta ao CT Time Brasil e ter toda essa estrutura adequada já traz um novo ânimo para poder voltar ao ritmo de treinamento. Está sendo muito gostosa essa volta. Estou me sentindo muito segura com todos os protocolos e agora é retomar aos poucos, com calma, que as coisas vão começar a acontecer", afirmou a Ana Marcela Cunha, que durante o isolamento utilizou um equipamento cedido pelo COB em sua casa para simular as braçadas na água.

O grupo inicial a utilizar o CT Time Brasil é formado por atletas que residem no Rio de Janeiro e já garantiram vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio ou estão próximos da classificação olímpica e não integram a Missão Europa. Novas permissões serão concedidas gradualmente, de acordo com as cinco fases estabelecidas pelo protocolo do COB.

"Estou há um mês treinando com equipamentos em casa, mas não é a mesma coisa que vir para o CT. Estava treinando na Dinamarca, tinha alguns pesos no clube, mas nada comparado à estrutura daqui. Estou muito emocionado em poder voltar e ter tudo à nossa disposição. Depois de tanto tempo parado, é um sentimento de alegria e motivação", celebrou Ygor Coelho, campeão pan-americano de badminton.

Além dos dois maratonistas aquáticos e de Ygor Coelho, passaram pelo CT nesta segunda a dupla de vôlei de praia Ágatha e Duda, a saltadora Ingrid Oliveira e a atleta de wrestling Giulia Penalber, entre outros. Ao longo da semana, a projeção é que competidores de outros quatro esportes reiniciem seus treinos no espaço administrado pelo COB desde 2008 e que estava fechado há cerca de quatro meses por causa da pandemia do novo coronavírus.

Depois de todos os testes e simulações previstos na primeira fase do protocolo, a reabertura do CT é o segundo passo dentro deste retorno. "A implementação foi colocada em prática com toda a rigidez em relação à triagem, higienização de equipamentos, distanciamento social e turnos de ocupações das salas. Todas as normas que foram estabelecidas estão sendo observadas e a gente segue aprimorando esses controles nos próximos dias para oferecermos as melhores condições de segurança para os nossos atletas", afirmou o Diretor de Esportes do COB, Jorge Bichara, informando que todos os atletas programados para utilizar o CT nesta semana passarão por avaliações para identificar em qual estágio físico estão. Desta forma, será definida a programação de treinos daqui para frente.

Neste primeiro momento, estão em funcionamento as piscinas olímpica e de saltos do Parque Aquático Maria Lenk, além da Sala de Força e Condicionamento e o Laboratório Olímpico. O Centro de Treinamento de Ginástica Artística permanece fechado, pois a higienização dos equipamentos levará mais tempo. Enquanto isso, os atletas da seleção brasileira da modalidade treinarão em Sangalhos (Portugal), integrando a Missão Europa.

O CT Time Brasil volta a funcionar novamente em uma semana importante para os atletas. "Iniciar essa retomada exatamente na semana em que seriam realizados os Jogos Olímpicos de 2020 tem um simbolismo muito grande. A intenção do COB é fazer com que essa seja uma semana especial e que todos, utilizando ou não o CT, tenham o mesmo sentimento. Estamos enfrentando um momento difícil, mas vamos passar por ele e retomar à nossa condição de preparação. Vamos trabalhar muito forte neste período para conseguir chegar em julho de 2021 na nossa melhor condição para que todos possam representar muito bem o Brasil em Tóquio", destacou Bichara.

Atualmente, a entidade trabalha em duas grandes frentes. Além da reabertura do CT Time Brasil, coloca em prática a Missão Europa, que proporcionará a volta aos treinos para cerca de 200 atletas até o final do ano. Neste momento, estão em Portugal atletas de judô, natação, nado artístico, boxe, ginástica artística e ginástica rítmica. O COB também acompanha a retomada dos treinamentos de outros atletas que estão no exterior como Thiago Braz e Núbia Soares, do atletismo, Nathalie Moellhausen, da esgrima, Bruno Fratus, da natação, Tati Weston Webb, do surfe, dentre outros.

quinta-feira, 16 de julho de 2020

QUILISPORT COM O COMITE OLIMPICO DO BRASIL

PRÉ-COBERTURA TOKYO 2020-21
BRASIL TREINARÁ EM PORTUGAL
Valendo do release do COB, estamos divulgando a participaçaõ do BRASIL de julho a dezembro, treinamentos em PORTUGAL.
De olho na volta aos treinos e com atenção redobrada à saúde dos atletas, COB está preparado para a Missão Europa

Expectativa é que os atletas estejam liberados para treinar na próxima segunda-feira, dia 20
Está tudo pronto para a Missão Europa. Nesta sexta-feira, 17, mais de 70 atletas, de seis modalidades (boxe, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, nado artístico e natação), embarcam para Portugal, onde iniciam a retomada da preparação visando os Jogos Olímpicos de Tóquio, que acontecem entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021. Esta será a primeira delegação brasileira a viajar ao país europeu, num movimento que deve ocorrer constantemente entre os meses de julho e dezembro, período estipulado pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e pelas Confederações Brasileiras Olímpicas para a execução do projeto.

"A Missão Europa tem um objetivo claro: permitir que o atleta brasileiro consiga treinar com segurança e qualidade após longa inatividade, oferecendo a eles a melhor estrutura possível. E tudo isso respeitando os protocolos de saúde que o momento exige e com o suporte incondicional das equipes de apoio do COB e das confederações", diz o vice-presidente do COB, Marco La Porta.

Após obter uma autorização do governo português, tendo em vista que a legislação no país europeu prevê condições especiais de ingresso para o desempenho de atividades de natureza profissional, o COB desenvolveu protocolos rígidos para evitar a contaminação da Covid-19 e oferecer boas condições de segurança aos seus atletas.

Todos os integrantes da Missão só poderão viajar a Lisboa e depois seguir para as quatro bases do Time Brasil em Portugal - Rio Maior, Coimbra (judô), Sangalhos (ginástica) e Cascais (vela) - se forem testados três dias antes do embarque e apresentarem resultado negativo para o exame PCR. No aeroporto e durante o voo, atletas e oficiais estarão de máscara a todo instante e deverão cumprir todos os cuidados de higiene, como não colocar as mãos nos olhos e na boca, manter um distanciamento das outras pessoas e evitar ao máximo encostar em objetos.

Assim que desembarcarem em Portugal, os componentes do Time Brasil passarão por novas testagens (PCR e sorologia) e ficarão em quarentena, isolados nos quartos do centro de treinamento Rio Maior Sports Centre, situado a 75km de Lisboa, até a divulgação dos resultados. Caso não sejam detectados com o vírus, os atletas ainda passarão por avaliações físicas, antes de serem liberados para os treinos, o que deve ocorrer somente na segunda-feira, dia 20.

"Os resultados negativos nos exames, neste curto intervalo de tempo, praticamente garantem que eles estão sem o vírus, em condições de entrarem no CT com segurança e sem passar para ninguém. Nossa orientação é para que os atletas não saiam do CT. Vamos monitorá-los diariamente", explica a coordenadora médica do COB, Ana Carolina Côrte, que acompanhará o Time Brasil no Rio Maior Sports Centre.

O voo da delegação brasileira (Azul - 8750) sai nesta sexta-feira, às 16h10 (horário de Brasília), do Aeroporto Internacional de Viracopos (Campinas), e tem chegada prevista em Lisboa no sábado, às 5h55 (horário local).

Sobre o COB:

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) é uma organização não governamental, filiada ao Comitê Olímpico Internacional (COI), que trabalha na gestão técnica, administrativa e política do esporte nacional. A missão do COB é desenvolver e representar com excelência o esporte de alto rendimento do Brasil, trabalhando na melhoria de resultados esportivos do Time Brasil, elevando a maturidade de gestão do COB e Confederações filiadas e fortalecendo a imagem do esporte olímpico brasileiro. É dever do COB ainda proteger e promover os valores olímpicos em território nacional.

Ao longo de seus 105 anos de existência (fundado em 8 de junho de 1914), o COB já levou o Brasil à conquista de 129 medalhas (30 de ouro, 36 de prata, 63 de bronze) em Jogos Olímpicos e 37 medalhas em Jogos Olímpicos da Juventude (11 de ouro, 15 de prata e 11 de bronze.














QUILISPORT BREVE ESTRUTURADA COM ESTÚDIO COM INTERNET

QUILISPORT BREVE COM MINI ESTUDIO PARA GRAVAÇÃO
 QUILISPORT, que atua no rádio, jornal e tem um site, agora desenvolve YOUTUBE SAUDE PELA PRÁTICA e quer aprimorar a sua atuação , com produção de lives e matérias sobre saúde, esporte e lazer. Para isso, foi ampliado o escritório, tem termos imobiliários e foram comprados uma série de materiais para a produção de programas para a internet.


      Essas melhorias estão acontecendo, no momento em que QUILISPORT comemora os seus 30 ANOS e amplia a sua ação em term os de difusão, pois passa a atuar firmemente na internet.