segunda-feira, 7 de setembro de 2020

nosso sire na pré-cobertura tokyo 2020-21

 PRE COBERTURA QUILISPORT OLIMPIADA DE TOKYO:

 

COI  MUDA O DISCURSO EM RELAÇÃO A COVID-19.....

 


 Os jogos prosseguirão 'com ou sem Covid', diz o Vice Presidente do COI nesse dia 7 de setembro. Os JOGOS OLIMPICOS de 2020 estão programados para começar em 23 de julho do próximo ano Os adiados Jogos Olímpicos de Tóquio acontecerão no próximo ano "com ou sem Covid", disse o vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional. John Coates confirmou à agência de notícias AFP que as Olimpíadas teriam início em 23 de julho do próximo ano, chamando-as de "Jogos que conquistaram a Covid".

 

             Eles estavam originalmente programados para começar em julho de 2020, mas foram adiados devido aos temores da Covid-19. O COI havia dito anteriormente que não atrasaria os Jogos além de 2021. "Os Jogos seriam o tema deles, os Jogos de Reconstrução após a devastação do tsunami", disse Coates à AFP, referindo-se ao catastrófico terremoto e tsunami de 2011 no Japão. "Agora muito estes serão os Games que conquistaram a Covid, a luz no fim do túnel." 

        Em julho, o presidente-executivo do Tokyo 2020, Toshiro Muto, disse que era possível que os Jogos fossem realizados para um público "limitado", mas disse que queria evitar a possibilidade de não haver espectadores. Tóquio 2020 pode ter 'espectadores limitados' Em vez disso, ele acrescentou que os Jogos poderiam potencialmente "simplificar" suas cerimônias de abertura e encerramento, bem como reduzir o número de funcionários e delegações de cada país. Mais de 11.000 atletas de cerca de 200 países foram programados para participar dos Jogos de 2020. Não está claro como as restrições de viagens podem afetar sua participação, já que as fronteiras do Japão estão atualmente fechadas para visitantes estrangeiros. Muito também disse que uma vacina não é um pré-requisito para os Jogos, embora especialistas em saúde tenham questionado se os Jogos poderiam ser realizados sem uma vacina. “Se a vacina estiver pronta, isso será um benefício, mas não estamos dizendo que não podemos realizar o evento sem ela - não é uma pré-condição”, disse ele. Em abril, o chefe dos Jogos, Yoshiro Mori, disse que os Jogos de Tóquio teriam que ser cancelados se não fossem realizados em 2021. 

 

      Bach 'entenderia o cancelamento de Tóquio' Explicando essa decisão, o presidente do COI, Thomas Bach, disse: "Não se pode empregar para sempre de 3.000 a 5.000 pessoas em um comitê organizador. Não se pode mudar todo ano todo o calendário esportivo mundial de todas as principais federações." Antes da pandemia, os Jogos só haviam sido cancelados por causa da guerra, mas nunca adiados. 

NOTA DO EDITOR - Embora essa declaração do vice-presidente do COI, que reflete a posição do COI eu ainda não acredito , dessa certeza de que a OLIMPIADA saia. São muitos problemas a analisar. Queria saber da posiçao da maioria dos COMITES OLIMPICOS NACIONAIS, pela situação de seus países, se terão dinheiro para  cobrir os gastos da volta de treinamento e a ida à OLIMPIADA, pois muitos paises ainda vivendo a intesidade da PANDEMIA, tem gastado o que não tem. Como temos dito tem problemas físicos, recursos humanos, financeiro e político. E mais descaracterizar uma OLIMPIADA, sem expectador, com a sansão do JAPÃO da entrada de alguns países? Veremos.

Nenhum comentário: