sábado, 26 de setembro de 2020

NOSSO SITE NA COBERTURA DA OLIMPÍADA DE TOKYO

 Pré-cobertura de QUILISPORT -Tokyo 2020-21

 FINALMENTE UMA DECISÃO: GOVERNO DIZ QUE OLIMPÍADA SAI.
Nós de QUILISPORT insistimos que teria de ter uma uma definição sobre a OLIMPIADA DE TOKYO. Custaram para adiá-la e agora para CANCELAR ou continuar. Mas felizmente saiu uma posição do GOVERNO JAPONS de que a OLIMPÍADA sai e se assim o disse, deve ter o respaldo do COI.
 
Minsitro SUGA com coragem


               O Japão está “determinado” a sediar os Jogos Olímpicos em 2021, apesar da nova pandemia de Coronavirus (COVID-19) que o adiou este ano, disse o novo primeiro-ministro Yoshihide Suga à Assembleia Geral da ONU na sexta-feira.
“No verão do próximo ano, o Japão está determinado a sediar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio como prova de que a humanidade derrotou a pandemia”, disse o jornal japonês P.M. disse em seu primeiro discurso internacional desde que assumiu o cargo na semana passada.
“Vou continuar a não poupar esforços para dar as boas-vindas aos Jogos que são seguros e protegidos”, acrescentou ele em seu discurso em vídeo na Assembleia Geral anual, realizada praticamente este ano por causa da pandemia.
Suga na semana passada substituiu Shinzo Abe, que renunciou ao cargo de primeiro-ministro do Japão por motivos de saúde.
Os organizadores das Olimpíadas do Japão e o Comitê Olímpico Internacional (COI) expressaram confiança crescente nas últimas semanas de que os Jogos podem ser realizados no próximo ano, independentemente de haver uma vacina disponível até então. No entanto, ainda existem sérias dúvidas de que isso seja viável, dado o atual estado da pandemia em todo o mundo.
Além disso, a febre olímpica diminuiu consideravelmente no Japão, com menos de um terço dos japoneses a favor de sediar os Jogos no próximo ano, de acordo com pesquisas realizadas neste verão.
Os organizadores japoneses e o COI começaram recentemente a discutir uma longa série de possíveis contra-medidas contra o vírus. Os atletas olímpicos podem, por exemplo, comprometer-se a limitar seus movimentos durante os campeonatos e a medição do espectador pode ser restringida.
O adiamento sem precedentes das Olimpíadas deu origem a desafios logísticos e despesas adicionais, forçando os organizadores a prever medidas de corte de custos, como reduzir as cerimônias de abertura e encerramento geralmente luxuosas.
  
Máscaras caracterizam proteção
 NOTA DO EDITOR... Foi um ato político, portanto nada de anormal. Queremos ver o GOVERNO JAPONES sustentar, se continuar a proliferação do CORONAVIRUS e se houver o grito dos Comitês Olímpicos Nacionais ( a saber que são 206 filiados ao COI). Parece que o Ministro que assumiu a menos de 1 mes, com a renúncia do anterior que viveu toda a estrutura montada para os JOGOS não dimensiona o problemão que pode ocasionar com esse descuido com vidas humanas. Deve até haver, talvez não muito intensa alguma reperscussão. A realização da OLIMPIADA nesse clima representa romper com a CARTA OLIMPICA, realizar uma OLIMPIADA DESCARACTERIZADA  e deixar na história das Olimpíadas que o JAPÃO realizou a OLIMPIADA DA PANDEMIA DO CORONAVIRUS. 
      Por outro lado, teve a coragem, porque ficar amarrando, sem uma posição, seria horrível, porque o tempo corre. E assim, pelo menso, no risco de vidas, vai atender o anseio certamente de milhares de atletas, que tem em participar de uma OLIMPIADA e se possível registrar o seu nome e colocando no peito uma MEDALHA, mesmo sem um grande público, ou um abraço daqueles que amam o esporte e o tem como vibrante e emocionante em todos os momentos e principalmente quando o atleta está no pódio e toca o seu hino pátrio. 
( CLERY QUINHONES DE LIMA - PEF e JORNALISTA, EDITOR )
 

Nenhum comentário: